Home Sem categoria Núcleo de Atendimento Psicopedagógico da Facape inaugura nova estrutura

Núcleo de Atendimento Psicopedagógico da Facape inaugura nova estrutura

64
0

Petrolina: Facape realiza processo seletivo simplificado para contratação  temporária de professores - Blog do Roberto Gonçalves

A nova sala do Núcleo de Atendimento Psicopedagogo da Facape (NAP) foi inaugurada nesta quinta-feira (17) e o momento contou com uma defesa de TCC muito especial. Ítala Santos de Brito Alves é aluna do curso de Direito e portadora de deficiência visual, a aluna recebe acompanhamento do NAP e apresentou seu trabalho de conclusão de curso, na inauguração do espaço.

A nova estrutura do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico pretende trazer mais comodidade e conforto para atender a comunidade acadêmica em relação a dificuldade de aprendizagem e deficiências, além de atendimentos que necessitem de atenção sobre alunos e professores.

Participaram da inauguração, a diretora acadêmica da Facape, Vânia Lasalvia; a coordenadora do NAP, Rosi Rocha; o coordenador do curso de Direito, Carlos Romeiro; a aluna concluinte do curso de Direito, Ítala de Brito; o professor orientador do trabalho de conclusão de curso, Luiz Pergentino e o estagiário do NAP, José Fernando Pacheco.

Rosi Rocha, coordenadora do NAP explica que a nova estrutura irá trazer mais conforto e comodidade para atender as demandas da Facape, no que diz respeito ao atendimento psicológico, acompanhamento de portadores de deficiência ou dificuldade de aprendizagem. Essas iniciativas servirão para atender de modo geral, professores, alunos e pais de alunos, a fim de que haja inclusão para todos no espaço acadêmico.

A diretora acadêmica da Facape, Vânia Lasalvia, também comentou essa ampliação do NAP, que tem como principal função incluir todos, de forma igualitária e com direitos iguais dentro da faculdade, “Diante da crescente desigualdade em todos os níveis de nossa sociedade, é de suma importância, o principal setor de uma nação, que é a educação, não ser excludente. Neste sentido temos o NAP, com a funcionalidade de dar apoio e suporte a estudantes com deficiência. A Facape sempre teve essa preocupação em tratar os diferentes, com plena, igualdade. Todos somos diferentes, porém o tratamento deve sempre ser igualitário em todos os âmbitos”.

Ítala de Brito, aluna que foi acompanhada pelo NAP, apresentou seu tcc e agradeceu a todos pela oportunidade ter concluído seu trabalho, agradecendo ao Núcleo, e também a Facape, “Em primeiro lugar eu dedico este TCC a Deus, aos meus familiares, todos eles desde o marido aos avós, ao NAP, a Rosi, ao meu orientador querido e a Facape. Ao professor Carlos que é um coordenador muito querido, chega a ser amigo dos alunos e a todos nós ‘facapeanos’ “.

Na apresentação, Ítala pontuou os vários tipos de violência que a mulher pode sofrer: física, sexual, patrimonial, psicológica e até moral. A aluna também citou aspectos históricos como a criação da lei nº 11.340, também conhecida como Lei Maria da Penha, e suas alterações dependendo do lugar atuante. Em sua defesa, a aluna explica que os números de casos de violência doméstica continuam crescendo e as queixas caindo, principalmente durante a pandemia que vem ocorrendo.

A aluna também divulgou algumas opções criadas durante a pandemia para combater a violência doméstica, como a criação de delegacias virtuais, a criação de aplicativos que permitem denúncias remotas e principalmente a divulgação e conscientização do que vem acontecendo.

Ascom Facape