G1

O médico chinês, Li Wenliang, oftalmologista do Hospital Central de Wuhan morreu, nesta quinta-feira (6), por complicações respiratórias que adquiriu através do coronavírus. Segundo o G1, o médico, 34 anos, teria sido um dos primeiros a identificar o novo coronavírus e alertar as autoridades, no entanto, a polícia chinesa acusou de “espalhar boatos”.

Ainda conforme o G1, há suspeitas de Li Wenaliang teria se infectado com o vírus no início do mês passado enquanto tratava uma paciente infectada. Nas redes sociais, ele relatou que os sintomas apareceram no dia 10 de janeiro, quando o médico começou a tossir, no dia seguinte passou a ter febre e dois dias depois foi para o hospital. Os pais do médico chinês também ficaram doentes e foram internados.

Entretanto, os primeiros exames realizados pelo médico deram negativo para o coronavírus. Mas, no dia 30 de janeiro, ele compartilhou que fez um teste mais específico, no qual deu positivo para o vírus.

No fim de janeiro, o médico publicou em uma rede social chinesa um pedido de desculpas do governo chinês, que admitiu falha na resposta à epidemia do novo coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lamentou, nesta quinta-feira (6), a morte de Li Wenliang. “Estamos muito tristes com a morte do doutor Li Wenliang”, disse Mike Ryan, diretor executivo da OMS. “Precisamos celebrar o trabalho que ele fez no surto de 2019-nCoV”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui