Foto: PixaBay

O médico dermatologista Itamar Santos, diretor do Hospital Universitário da Univasf, em Petrolina, afirmou, na tarde desta sexta-feira (13), que o quadro da Covid-19 teve um leve aumento nesta semana, mas que não se tem ainda como caracterizar como um novo pico da pandemia na região atendida pela Rede PEBA.

Falando para o conselho empresarial da Unidade Regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – URSF/ FIEPE, Itamar Santos justificou a afirmativa, citando o número estável de óbitos e a baixa ocupação dos hospitais com ênfase para os leitos de UTI de Covid-19.

O médico começou a palestra para os empresários e dirigentes da entidade fazendo uma retrospectiva da situação da saúde a partir da criação da Rede PEBA, constituída por 53 municípios, englobando quase 2 milhões de pessoas nos Estados de Pernambuco e Bahia.

“Nesta rede temos 6 hospitais operando com a Covid-19 e, para se ter uma ideia, no HU Univasf dispomos de 10 vagas e temos 4 pacientes. No Hospital Regional de Juazeiro – BA a situação atual é de 3 pacientes para 10 vagas”, exemplificou.

Lembrando que nesta semana o HU Univasf não teve nenhum óbito em decorrência do novo coronavírus e que, na semana passada, o hospital registrou uma morte, o diretor concluiu a palestra tranquilizando a população. “Começamos a pandemia em abril registrando 9 casos, depois tivemos o momento mais intenso, em julho, com 172 pacientes internados na Rede. Agora, entramos na 46ª semana epidemiológica com apenas 4 pacientes no HU – Univasf”, ressaltou.

Itamar Santos enfatizou ainda que o público que mais testa positivo, atualmente, são os jovens, mas com quadros mais leves. “Nossos corredores estão mais vazios e o pessoal médico muito mais preparado para os dias vindouros. Vamos manter os cuidados de higienização, afastamento social e evitar aglomerações”, concluiu.

Ao final da reunião, o diretor adjunto da URSF/FIEPE, Huberto Costa, agradeceu a participação do médico e destacou a importância do equilíbrio, da calma e do profissionalismo do empresariado no enfrentamento à crise de saúde e recuperação da atividade econômica. (Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui