Home Sem categoria Maria Rita e Guilherme Arantes cancelam participação em disco de Sérgio Reis

Maria Rita e Guilherme Arantes cancelam participação em disco de Sérgio Reis

277
0
A cantora Maria Rita e o cantor Guilherme Arantes Foto: Agência O Globo
A cantora Maria Rita e o cantor Guilherme Arantes Foto: Agência O Globo

O novo disco de Sérgio Reis sofre mais duas baixas após a divulgação de um áudio em que o cantor sertanejo convoca atos antidemocráticos em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Depois de Gutemberg Guarabyra, famoso pela dupla com o cantor e compositor Luiz Carlos Sá, anunciar que não participará mais do novo disco de Sergio Reis, os cantores Maria Rita e Guilherme Arantes comunicaram ao GLOBO que também deixaram o álbum.

“Maria Rita não faz mais parte do projeto (de Sérgio Reis)”, informou a assessoria da artista, que já havia gravado com o sertanejo uma versão inédita para a música “Romaria” (de Renato Teixeira), famosa na voz de Elis Regina, mãe da cantora. Representantes de Guilherme Arantes também afirmaram que o dueto inédito de “Planeta água”, igualmente previsto para compor o repertório do novo trabalho de Sérgio Reis, não tem mais autorização para ser incluído no álbum. Guilherme Arantes falou ao GLOBO:

— Para mim, compositor, a gota d’água, sem querer brincar de trocadilho, foi esse colega dizer que não é frouxo, que não é mulher. Para mim, essa expressão bastou. Chega — afirma Guilherme Arantes. — Não quero mais participar, e ponto final. “Planeta água” é uma ode ao espírito feminino da natureza, chave da alma brasileira. A água é o elemento-símbolo do Brasil , elemento-chave da natureza feminina do universo. E é no feminino que está a força desse elemento da vida. Assim, e só por conta desse equívoco, ficou incompatível a canção com o intérprete.

Defesa oficial:Mario Frias diz que ‘tratar Sérgio Reis como ameaça compromete cultura nacional’

Caso é alvo de operação da PF

A decisão de ambos acontece diante da divulgação de um áudio em que Sergio, em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), convoca uma paralisação de caminhoneiros e produtores de soja, em setembro, até que o Senado afastasse os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de seus cargos.

“No dia 7 de setembro nós não vamos fazer nenhuma manifestação pela data, para não atrapalhar o presidente. Mas vamos parar em volta de Brasília”, contou Sergio Reis no áudio, avisando que encontraria o presidente do Senado (Rodrigo Pacheco), ao lado de líderes dos sindicatos de caminhoneiros e produtores de soja, no dia 8 de setembro, para entregar uma intimação: “Eles vão receber um documento dizendo assim: ‘Vocês têm 72 horas para aprovar o voto impresso e para tirar todos os minitros do Supremo Tribunal Federal. Não é um pedido, é uma ordem. Se não cumprirem em 72 horas, nós vamos parar o país”.

O caso é alvo de operação da Polícia Federal, que cumpre mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o cantor Sergio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ).(O Globo)

Previous articlePrefeitura reabre o ambulatório de saúde mental da Policlínica Municipal de Petrolina
Next articleNova rodada de sequenciamento não detecta presença da variante Delta em Pernambuco