A preocupação com a continuidade de políticas públicas para o meio ambiente levou os petrolinenses a debater e contribuir com a aprovação do Plano Municipal de Arborização. Durante toda manhã desta quinta-feira (5) vereadores, sociedade civil, estudiosos do segmento e representantes da Prefeitura de Petrolina se reuniram para iniciar o processo de construção e aprovação do plano.

De maneira democrática, os presentes opinaram sobre diversos pontos, como espécies e tipos de árvores que devem ser plantadas em calçadas, por exemplo. Todas as contribuições feitas oralmente foram ouvidas e anotadas. O diretor de Projetos da AMMA, Victor Flores, avalia como positiva a manhã de debate.

Estamos felizes com a participação da sociedade civil e diversos segmentos da área. Ouvimos aqui de diversas pessoas e estudiosos que estamos no caminho certo para termos uma cidade à altura do petrolinense. É uma preocupação do prefeito Miguel Coelho que as práticas realizadas hoje não sejam apenas da atual gestão e, ao final desse plano, vamos entregar a sociedade um conteúdo de fácil aplicação por todos”, explana.

Após concluído, o estudo irá se tornar lei e suas diretrizes devem ser seguidas pelos futuros gestores. O estudo chega à Câmara de Vereadores após reunir quase um ano de análises e dados coletados pela Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), Embrapa e IF Sertão. Entre as colaborações da AMMA, foram apresentados os desafios da arborização urbana, dados do município e ações da prefeitura.

Para a professora do IF Sertão e membro da comissão de análise do estudo, Ana Rita, o plano deve ter uma linguagem fácil e clara para contemplar toda sociedade.  “É preciso adequar os processos educativos para representar a todas as idades desde crianças até os mais velhos. O plano vem para orientar, para que as pessoas não comentam crimes ambientais por desconhecimento. Não se pode fazer a arborização de qualquer jeito, pois assim continuará causando transtornos para a sociedade e entidades públicas” pontua.

Aqueles que extrapolaram o tempo ou não tiveram como contribuir com fala no ato, podem participar ativamente da construção através do email planopnz@gmail.com até o dia 15 de setembro. As entidades que participam da construção do plano têm até o dia 30 deste mês para fazer as análises e devidas alterações, para posteriormente ser aprovado pela Câmara Municipal.

Serviço: Alterações no Plano Municipal de Arborização

05/09 – Audiência Pública;

05 a 15/09 – Recebimento de contribuições pelo email planopnz@gmail.com;

15 a 30/09 – Avaliação e finalização da lei e anexos

01 a 05/10 – Publicação do Plano para votação e disponibilização no site da Câmara

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui