Home Sem categoria Filme caruaruense é o grande vencedor do Cine Caatinga em Petrolina

Filme caruaruense é o grande vencedor do Cine Caatinga em Petrolina

204
0

O curta “A Botija, O Beato e a Besta-Fera” de Túlio Beat foi o grande vencedor do III Cine Caatinga realizado neste mês de junho em Petrolina-PE. A premiação aconteceu na noite do último domingo (12) no CEU das Águas – Centro de Artes e Esportes Unificados.

A produção caruaruense venceu os prêmios de Melhor Filme (Júri Oficial), Melhor Filme (Júri Popular) e Melhor Edição/Efeitos Especiais (para Paulo César Aaújo e Paulo Conceição). Entre mais de 50 filmes de todo Nordeste, o curta encantou o público sendo um dos mais votados em votação com mais de 30 mil votos.
O Cine Caatinga tem Coordenação-Curadoria de Wllyssys Wolfgang, Amanda Martins como Coordenadora Técnica, Wyvys Reis como Coordenador de Produção e Camila Rodrigues na Produção Executiva. 
 

“Além de valorizar a memória e reconhecer signos importantes do imaginário popular no Semiárido brasileiro, o filme tem um grande aprimoramento técnico, o que fez com que a Comissão Julgadora do Cine Caatinga o elegesse em duas categorias importantes. O Cine Caatinga promoveu várias sessões presenciais e na maioria delas o público reagia de maneira muito intensa com o filme ‘A Botija, o Beato e a Besta-Fera’ o que já o apontava para uma empatia junto ao público, formado principalmente por jovens. Para nós na organização de um festival que estimula a promoção identitária e a valorização de nossa cultura é uma honra ter filmes como ‘A Botija, O Beato e a Besta Fera’ em nosso catálogo e em nossas exibições”, ressalta o realizador do festival Wllyssys Wolfgang.

A Botija, O Beato e a Besta-Fera é uma premiada produção ficcional gravada em Vila Itaúna, zona rural de Caruaru-PE e conta a história de um Beato (Luciano Torres) que sonha com uma botija e decide sucumbir a ganância. O curta já participou de mais de 30 festivais nacionais e internacionais, recebendo mais de 20 prêmios, indicações e menções, sendo destaque no 3º Orocine – Mostra Orobó de Cinema, Phenomena Festival em São Paulo, Curta Taquary, 2º Festival de Cinema Vale do Pindaré e no FENACIN – Festival Nacional de Cinema Independente de Santa Maria-RS.

A produção tem direção e roteiro de Túlio Beat, maquiagem e figurino de Paulo Conceição, Fotografia, Som, Cor e Edição de Paulo César Araújo (Aliança Audiovisual), Trilha Sonora de Cizou José (Rivotrio) e no elenco: Luciano Torres (Beato), Eryka Vasconcelos (Esposa) e Denzyus Oliveira (Besta-Fera).

Previous articleNota Pública do Vereador Gilmar Santos-PT
Next articlePalestra sobre cuidados com manipulação da carne nas feiras livres acontece nesta terça-feira (14) na Univasf