Home Sem categoria Fármacos para Covid grave continuam eficazes com ômicron, diz OMS

Fármacos para Covid grave continuam eficazes com ômicron, diz OMS

532
0

Entre os remédios que estão sendo objeto de mais estudos estão os anticorpos monoclonais (moléculas produzidas artificialmente a partir de clones de uma única célula, que ajudam a neutralizar o vírus)

Fármacos para Covid grave continuam eficazes com ômicron, diz OMS

ANA ESTELA DE SOUSA PINTO BRUXELAS, BÉLGICA (FOLHAPRESS) – O uso de remédios para pacientes com Covid grave e insuficiência respiratória -como corticosteroides e bloqueadores do receptor de interleucina-6- continua eficaz para os que se infectarem com a ômicron, variante de preocupação identificada na semana passada, afirmou neste domingo (28) a OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Outros tratamentos serão avaliados para ver se ainda são tão eficazes, dadas as alterações em partes do vírus na variante ômicron”, disse a entidade, em comunicado.

Entre os remédios que estão sendo objeto de mais estudos estão os anticorpos monoclonais (moléculas produzidas artificialmente a partir de clones de uma única célula, que ajudam a neutralizar o vírus), justamente porque eles levam em conta a estrutura genética do patógeno, e a ômicron apresenta um número grande de mutações.

Os medicamentos que mantêm sua eficácia são usados para reduzir a inflamação provocada pelo coronavírus em pacientes graves -caso do corticosteroide dexametasona e dos bloqueadores tocilizumabe e sarilumabe.

Segundo a OMS, estudos mostram que eles ajudam a salvar vidas de doentes internados em UTI com insuficiência respiratória, especialmente quando usados em conjunto.

Os corticosteroides foram recomendados pela OMS em setembro de 2020 e os bloqueadores, em abril deste ano.

No comunicado divulgado hoje, a OMS também chamou a atenção para a necessidade de mais recursos para vacinar os países mais pobres e de mais medidas preventivas contra o contágio, enquanto se aguardam os resultados das pesquisas sobre o comportamento da ômicron.

Previous articlePerguntas e respostas sobre a falta de vacinas contra a Covid-19
Next articleCom câncer, Governador Bruno Covas vai para UTI e é intubado