Home Sem categoria Estudo desenvolvido no HU-Univasf/Ebserh é publicado em portfólio da Nature, maior revista...

Estudo desenvolvido no HU-Univasf/Ebserh é publicado em portfólio da Nature, maior revista científica do mundo

83
0

Articular os saberes científicos à promoção da saúde e bem-estar das pessoas, essa é a missão primordial dos Hospitais Universitários. Não por acaso, o propósito institucional da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh/MEC) assinala tão bem essa responsabilidade: “Ensinar para transformar o cuidar”.

Ciente desse dever, mais uma vez, o HU-Univasf/Ebserh/MEC mostra que é possível desenvolver pesquisa em nível de excelência no Sistema Único de Saúde (SUS), tendo sido campo da investigação cientifica intitulada ‘Comparative study between minimally invasive supraorbital craniotomy and pterional craniotomy for treating anterior circulation cerebral aneurysms in a low-resource setting’.

Pioneiro no Brasil, um dos objetivos do trabalho foi demonstrar a viabilidade da realização da “craniotomia supraorbital minimamente invasiva” no contexto do SUS. Os resultados do estudo comparativo foram publicados no respeitado periódico internacional Scientific Reports, revista científica que integra o portfólio da Nature Research.

A técnica já consagrada no exterior, porém ainda pouco disseminada nacionalmente, é utilizada para tratamento de problemas graves como aneurismas, cistos e tumores cerebrais. Dentre as vantagens desse tipo de procedimento estão: menor tempo de recuperação para os pacientes, melhor resultado estético, abordagem menos invasiva e expectativa de redução do tempo de internação pós-cirúrgico, o que pode também contribuir para a redução dos custos de tratamento.

Iniciada em 2017, a pesquisa contou com a participação de residentes em Neurocirurgia do HU-Univasf/Ebserh e foi coordenada pelo médico preceptor Ricardo Brandão. Para o pesquisador, “o grande mérito do estudo consiste em provar que, mesmo em contexto desafiador como o do SUS, é possível ofertar à população um tratamento em padrão internacional, utilizando uma técnica cirúrgica sofisticada, contribuindo assim para saúde da população e promovendo a formação cada vez mais qualificada dos alunos e residentes que se formam aqui. Com a publicação desse estudo, passamos a ser referência nacional no tema, trazendo ainda mais relevância científica e terapêutica para o HU-Univasf/Ebserh”.

O superintendente hospitalar, Itamar Santos, também comentou a conquista. “Saber que estamos contribuindo para a produção de pesquisas que trazem impactos positivos para o ensino e saúde públicos no Brasil, com potencial para gerar benefícios diretos à população, é muito gratificante. Esse é mais um capítulo brilhante na história do HU-Univasf/Ebserh, demonstrando que possuímos estrutura e equipamentos de ponta, como o microscópio cirúrgico que foi essencial nessa pesquisa, mas, principalmente, profissionais e estudantes altamente qualificados e que realizam um trabalho de excelência, nos colocando em destaque nacional”.

Sobre a Rede Ebserh: O HU-Univasf faz parte da Rede Ebserh/MEC desde janeiro de 2014. Estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Vinculadas a universidades federais, essas unidades hospitalares possuem características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Ascom Univasf