Home Sem categoria Um terço dos estudantes sai de sua cidade para fazer faculdade; startup...

Um terço dos estudantes sai de sua cidade para fazer faculdade; startup dá aquela mãozinha

1116
0

De acordo com Censo da Educação Superior, no ensino superior são 1,6 milhão de ingressantes por ano; até 34% desse total – mais de 500 mil brasileiros e brasileiras – se mudam para estudar. Funcionalidades da universitech Cheers ajudam

Sabe que novas funcionalidades estão escondidas no WhatsApp? - Seututorial

Você sabia que mais ou menos um terço dos alunos que vão começar a faculdade neste ano sairá de seu local de origem para estudar em outra cidade? Uma mudança que inclui procurar, geralmente em um lugar totalmente desconhecido, uma boa moradia, que acima de tudo seja bem atendida por uma rede de comércio e serviços. Para essa tarefa, a tecnologia pode ajudar.

Uma startup voltada ao público universitário, a universitech Cheers, de Curitiba, que atende instituições em todo o Brasil, oferece um aplicativo que serve como uma espécie de guia aos estudantes. Por meio da plataforma, é possível localizar opções de refeição, academias de ginástica, salões de beleza, comércio e serviços de todos os tipos, parceiros de centros acadêmicos, atléticas e entidades estudantis similares.

A plataforma permite com que os centros acadêmicos ofereçam aos estudantes um acesso rápido e simples a diversos tipos de planos de associação, que funcionam como uma espécie de “assinatura”. Os universitários, além de receberem informações sobre diversos estabelecimentos locais, conseguem ganhar descontos exclusivos. Trata-se de uma relação que acaba saindo interessante para todos: as entidades conseguem vender mais planos e arrecadar mais dinheiro; os universitários ganham acesso instantâneo à informação e uma compra facilitada; e o comércio local ganha visibilidade e uma diversidade de público a cada ano que passa.

A ferramenta não custa nada para o universitário. Resumidamente, funciona assim: a Cheers presta o serviço às entidades estudantis, desenvolvendo soluções tecnológicas para a gestão de produtos, serviços e eventos que as entidades oferecem aos estudantes. Com isso, a startup facilita para essas instituições a busca e a consolidação de parcerias com empresas na oferta de benefícios aos acadêmicos.

Conforme observa o CEO da Cheers, Gabriel Russo, justamente nestes meses iniciais do ano é que os calouros estão na correria para, além de providenciar a matrícula, dar conta de se ambientar à nova cidade. “É um momento de muita dúvida: onde ir morar, se o local é bom, se vai encontrar por perto padaria, restaurantes, lojas, cabeleireiro, academia, enfim, tudo o que precisa para essa nova fase da vida em uma nova cidade. O aplicativo da Cheers é aliado nesse desafio”.

                                                    Gabriel Russo

NÚMEROS

Conforme a mais recente edição do Censo da Educação Superior no Brasil (2023, ano base 2022), elaborado pelo Ministério da Educação, o número de ingressantes em faculdades e universidades chega a 4,7 milhões por ano. Desse total, 1,6 milhão no ensino presencial e 3,1 milhões no ensino à distância.

Edições anteriores do Censo apontam para até 34% dos ingressos serem feitos por estudantes que se mudam de cidade para iniciar o curso superior. Se considerarmos apenas os ingressos no ensino presencial (já que o à distância não demanda deslocamentos), são pelo menos 530 mil brasileiros e brasileiras, em várias partes do país, se mudando de cidade para começar a faculdade.

Na acolhida desse público, as entidades estudantis têm um papel fundamental, sublinha Gabriel Russo. “Centros acadêmicos e outras instituições do tipo promovem eventos, produtos, serviços, que buscam engajar os estudantes. As soluções da Cheers ajudam essas entidades em sua gestão, contribuem para sua sustentabilidade financeira, permitindo com que elas se foquem na aproximação com seu público.”

HISTÓRIA REPRESENTATIVA

A história da criação e da consolidação da Cheers é ilustrativa nesse sentido. Ela nasce em 2018 de necessidades percebidas por estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) em impulsionar a gestão de centros acadêmicos e atléticas. Durante a pandemia, com soluções como a possibilidade de as entidades criarem páginas na internet para a comercialização de seus produtos, a plataforma foi decisiva para a manutenção ativa dessas organizações.

Além desse marketplace de lojas online das entidades estudantis, as funcionalidades tecnológicas incluem auxílio na gestão de eventos, atletas e competições esportivas. “A automatização e desburocratização desses processos, proporcionadas pela Cheers, aliviam uma das principais dores das instituições estudantis, que é sua gestão”, assinala Gabriel Russo.

Para obter mais informações sobre a startup, acesse https://cheersapp.com.br/.