Home Sem categoria Energia solar gera economia de R$ 45 milhões por ano em Petrolina...

Energia solar gera economia de R$ 45 milhões por ano em Petrolina e Juazeiro

58
0

Em 2021, o Brasil pode se tornar o terceiro maior mercado de geração distribuída de energia solar do mundo. Ocupando um lugar de destaque no ranking nacional de municípios com maior potência instalada, Petrolina – PE e Juazeiro – BA, já contam com 2.454 sistemas de energia fotovoltaica. Isso equivale a geração de 33.97 megawatts-hora e uma economia de R$ 45 milhões por ano, segundo relatórios das concessionárias, liberados pela Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica.

Solução limpa, renovável e sustentável que garante economia na conta de luz para residências e empresas, além de diminuir os poluentes lançados no meio ambiente, a energia solar está cada dia mais acessível e presente na vida da população.  A cooperativa de crédito Sicredi Vale do São Francisco, por exemplo, criou uma linha de financiamento que vem facilitando o acesso aos sistemas fotovoltaicos para os associados pessoa física e jurídica.

Com taxas a partir de 1,04% ao mês, e prazo de até 60 vezes para pagar, o primeiro passo do associado é apresentar o orçamento do empreendimento. Depois da aprovação, o crédito será concedido diretamente na conta-corrente da empresa que irá executar o projeto.

De acordo com o diretor Executivo do Sicredi Vale do São Francisco, Albérico Pena, os principais benefícios do financiamento para energia solar, além da economia, são a flexibilidade e a comodidade. “O associado tem acesso ao crédito de forma rápida e sem burocracia, podendo financiar os recursos necessários à instalação da tecnologia, a exemplo dos sistemas de montagem, inversores e placas de captação. Depois de escolher a forma de pagamento, que pode ser parcelada ou única, o valor é debitado na conta corrente, obedecendo a capacidade de pagamento em cada caso’, ressaltou.

Albérico Pena também citou o EcoMoney, o programa da Prefeitura de Petrolina que concede descontos no IPTU aos microgeradores de energia fotovoltaica. O abatimento é de 0,20 do coeficiente na alíquota do Imposto sobre Propriedade Territorial Urbana, válido por até cinco anos.

Segundo Alysson Farias, diretor de uma das empresas regionais do segmento de instalação de sistemas, Petrolina e Juazeiro possuem as principais características para o crescimento do mercado de energia solar. “Em primeiro lugar, a abundância de raios solares, que garante uma excelente geração fotovoltaica com mais eficiência até em pequenos sistemas”, enfatizou.

Farias destacou ainda que os sistemas possuem tecnologia de ponta, anulam a emissão de poluentes (em relação a energia termoeletrica), ocupam pouco espaço, baixo custo em manutenção, tem garantia de até 25 anos (o painel) e o investimento é pago com a própria economia na fatura de energia.(Ascom)