A carreata que acontece nesta quinta-feira (9) será o primeiro ato de protesto da categoria e vai pedir ao Governo do Estado a definição de uma data para reabertura do setor para atendimento ao público seguindo as normas de segurança e higiene exigidas

Divulgação
André Araújo, presidente da Abrasel-PE, diz que adiamento sucessivos na reabertura representam mais prejuízo para o setor. “Já estamos no limite”, afirma. – FOTO: Divulgação

Nesta quinta-feira (9), o movimento de empresários e trabalhadores do setor de Alimentação Fora do Lar em Pernambuco pretende entregar uma carta ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, pedindo a reabertura no Estado dos estabelecimentos, fechados há quase 120 dias devido à pandemia do coronavírus.

O movimento sairá em carreata. A saída será da Praça de Casa Forte, na Zona Norte do Recife, a partir das 9h, em direção ao Palácio do Campo das Princesas, onde as lideranças do movimento esperam ser recebidas pelo governador Paulo Câmara para entrega do documento.

REGRAS

André Araújo, presidente da Abrasel-PE diz que o movimento pede a reabertura dos estabelecimentos seguindo todo o protocolo que já foi discutido há mais de dois meses com o governo. Seguindo regras como ocupação de 50%, distanciamento entre as mesas, oferta de álcool em gel, entre outras medidas. “Será um movimento ordeiro e pacífico mas que pretende mostrar ao governo a união dos empresários e trabalhadores do setor. Até porque salvar as empresas significa salvar também os empregos”, diz

O movimento é formado pelo grupo independente de bares e restaurantes de Pernambuco; pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes– Abrasel/PE e pelo Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares e Restaurantes do Recife – Sintrah/PE, além dos representantes dos segmentos de cafés, lanchonetes, padarias e praças de alimentação de shopping centers.(JC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui