O momento foi registrado por uma vizinha (Foto: Liz Dufour)

Um encontro inesperado resultou em mais uma história emocionante em tempos de pandemia: A enfermeira de UTI Kelsey Kerr, de 28 anos, mora na mesma rua que sua mãe Cheryl Norton, de 64 em Ohio, nos EUA. Por estar na linha de frente dos tratamentos dos pacientes com Covid-19, Kelsey teve que se afastar da mãe. Depois de duas semanas sem se encontrarem, as duas se cruzaram na rua e, por impulso materno, Cheryl jogou um lençol que tinha em mãos sobre a filha e lhe deu um abraço forte.

O momento foi registrado pela vizinha Liz Dufour e tem repercutiu na Internet.

“Meu coração disparou. Foi tão bom abraçá-la por um segundo. Quis passar a sensação de segurança a ela. Tenho lido que os profissionais de saúde estão se sentindo muito isolados e, impulsivamente, quis mostrar a minha filha que estou aqui, passar segurança a ela”, contou Cheryl, que está inclusa no grupo de risco.

Kelsey revelou que, até esse encontro inesperado, tomava o cuidado de encontrar a mãe apenas de dentro de seu carro e com uma certa distância.

“Sempre demos longos abraços, então foi muito legal sentir esse”, desabafa ela. Durante o momento do abraço, a enfermeira utilizava máscara facial.

Depois do encontro, Cheryl tomou o cuidado de deixar o lençol separado por dias em sua garagem até levar para desinfetar na máquina de lavar. “Eu fiz isso por mim e também porque não queria que ela se sentisse contaminada”, completou. (Diário de Pernambuco)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui