Os vereadores de Petrolina,  Cristina Costa, Major Enfermeiro, Zenildo do Alto do Cocar e Gilberto Melo, que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, além de uma assessora da vereadora Maria Elena, visitaram na sexta-feira(09), o Sanatório Nossa Senhora de Fátima, em Juazeiro. Lá, encontraram a  presidente da comissão de saúde da Câmara Municipal de Juazeiro, vereadora Neguinha da Santa Casa.

Os parlamentares das duas cidades querem juntos, encontrar uma solução para evitar o fechamento da unidade de saúde mental, que hoje atende 57 pacientes dos municípios que compõem a rede PEBA nos estados da Bahia e de Pernambuco. O sanatório gasta em média 250 mil (Duzentos e cinquenta mil reais) por mês.

Desses recursos, 113 mil (cento e treze mil) são provenientes do Governo Federal. O restante era repassado até janeiro de 2019 pela prefeitura de Juazeiro. Mas a dívida já passa de Hum milhão, setecentos e vinte mil reais. A instituição não tem recursos para as despesas mensais. Os salários dos funcionários estão atrasados há três meses, também estão em atraso as obrigações trabalhistas, água, energia, medicamentos, entre outros insumos.

Os vereadores que acompanham a situação do sanatório questionam o não cumprimento da pactuação com os municípios que não estão pagando pelos internamentos na unidade. 30% dos pacientes são de Juazeiro, 15% de Petrolina. Os municípios da rede PEBA apenas encaminham os pacientes e não repassam nenhum recurso ao hospital psiquiátrico. Para a vereadora de Juazeiro Neguinha da Santa Casa, é hora de chamar todas as prefeituras à responsabilidade. “Os pacientes não são só de Juazeiro. Nós queremos que todas as prefeituras que tem pacientes, ajudem Juazeiro.” Declarou Neguinha.

O presidente da comissão de saúde da Câmara de Vereadores de Petrolina, Gilberto Melo, se comprometeu com a direção do sanatório, de agendar uma reunião com a secretária municipal de saúde Magnilde Albuquerque que discutir o  problema. “Nós estamos preocupados com essas famílias que não tem onde tratar os pacientes na rede privada, e queremos ajudar de alguma forma.” declaro Gilberto.

Para Cristina Costa, esse momento é de unir forças. “ conversamos com os presidentes da Câmara de Petrolina Osório Siqueira, e de Juazeiro Alex Tanuri, para nos reunirmos e juntos buscar os meios necessários e as forças políticas para evitar o fechamento do sanatório. Se for preciso, até federalizar a unidade de saúde, que hoje é municipalizada”. Adiantou Cristina.(Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui