A praticamente dez dias para a celebração do Dia dos Pais (este ano sendo comemorado em 11 de agosto), o comércio varejista de Petrolina se anima com a perspectiva positiva de vendas,  com uma projeção média na casa dos 8% a mais que o mesmo período no ano passado. A data – quinta mais importante para o varejo, ficando atrás apenas do Natal, Dia das Mães, Namorados e Crianças – representa o início do calendário sazonal do segundo semestre do ano.

“É uma data que, sem dúvida, tem um apelo emocional forte porque se trata de homenagear o pai – aquele que dá a vida, acompanha e exerce uma referência no contexto familiar e social. Então, as pessoas querem homenagear e o varejo disponibiliza uma gama de produtos e serviços que podem agradar a todos os estilos e bolsos”, pontua o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Petrolina, Joaquim de Castro.

Roupas, calçados, acessórios e eletrônicos são alguns dos segmentos que entram na lista de preferência do consumidor na hora de presentear os pais. Dentre as principais estratégias de vendas adotadas estão promoções, descontos, disponibilização de combos especiais, sorteios. “Cada empreendedor sabe e avalia a melhor maneira para chegar mais rápido e conquistar o seu público. O que a gente destaca é que o comércio de Petrolina tem um leque de opções disponíveis que permitem um estímulo para as vendas desta data”, enfatiza Castro.

O empresário Fábio Lisandro, proprietário das lojas Broomer, está animado com as projeções de vendas para o Dia dos Pais, e aposta em um crescimento de até 15% no movimento de Agosto, com relação ao ano passado. “A Broomer tem buscado investir em atendimento personalizado, fidelização do cliente e fazendo com que a nossa loja seja um ponto de convergência e de experiência. Isso evidencia um aspecto diferencial, fazendo com que tudo seja realizado de forma exclusiva, o que tem gerado excelentes resultados”, enfatiza. “Além disso, estabelecer uma boa comunicação e  desenvolver  uma campanha assertiva, faz toda a diferença”.

A administradora Monica Ribeiro já está pesquisando o presente do Dia dos Pais. Para ela, o consumidor busca aliar uma série de aspectos na hora da compra. “Acredito que, independente do valor do presente, todo mundo quer ter acesso a produtos de qualidade, com preços acessíveis, promoções e ter atendimento qualificado nas lojas. O brasileiro, mesmo quando vivencia períodos de instabilidade econômica, gosta de presentear nas principais datas”, observa.(Ascom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui