Home Sem categoria Defesa Civil alerta sobre possibilidade de chuvas intensas nos próximos dias em...

Defesa Civil alerta sobre possibilidade de chuvas intensas nos próximos dias em Petrolina

427
0

A Defesa Civil de Petrolina, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Sustentabilidade (SEDURBHS), informa que há possibilidade de chuva moderada à intensas até a próxima segunda-feira (28). Juntamente com as demais equipes da gestão municipal, o órgão mantém atenção à instabilidade climática divulgada pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC-PE).

Devido à possibilidade de chuvas, é importante que a população previna-se procurando um local seguro durante a chuva e não se abrigue debaixo de árvores. Outra orientação é evitar transitar em áreas alagadas, pois buracos podem estar escondidos gerando acidentes. Se mora em um local com risco de alagamentos e/ou inundações proteja seus documentos e medicamentos com sacos plásticos, coloque alimentos e produtos de limpeza fora do alcance da água, eleve o nível dos móveis das casas e desligue a rede geral de energia e registro de água.

A Defesa Civil vai está em alerta durante o período realizando o monitoramento especial nas áreas de riscos do município e pede para que a população continue seguindo as orientações, redobre a atenção e comunique imediatamente ao órgão em qualquer situação de anormalidade ligando para a Ouvidoria, no número 156, ou envie mensagem via WhatsApp para o número (87) 98142-6014.

Quarta-feira (22) começa com bastante chuva em Petrolina | Petrolina e  Região | G1

Serviço de Alerta – 40199

O serviço de alerta por SMS 40199 possibilita que a população receba, de maneira antecipada, as informações sobre indicativo de chuvas e outros fenômenos que demandem maior atenção. Para realizar o cadastro, é preciso enviar uma mensagem via SMS para o número 40199 e colocar no campo da mensagem o CEP do local sobre o qual deseja receber informações. O serviço é gratuito e permite que uma mesma pessoa cadastre mais de um CEP. (Ascom)

Previous articleCovid-19: quase 300 novos casos são confirmados em Petrolina
Next articleSTF mantém anulação das condenações de Lula na Lava Jato