Home Sem categoria Cristina Costa solicita informações sobre o sorteio do Residencial Novo Tempo `V´...

Cristina Costa solicita informações sobre o sorteio do Residencial Novo Tempo `V´ em Petrolina

91
0

Após receber várias cobranças de moradores da Vila Dilma e outras comunidades de áreas de risco de Petrolina sobre a demora do sorteio das casas do Residencial Novo Tempo V, Cristina Costa se reuniu, nesta quinta-feira (25/03), com Secretário Executivo de Habitação de Petrolina, Thiago Rosendo, para encaminhar demandas solicitadas pela população e saber mais sobre o sorteio do programa de habitação do município.

Durante a conversa, o secretário explicou que participará nesta sexta-feira (26/03) de uma reunião com representantes da Caixa Econômica Federal e também da construtora que realizou as obras do residencial, para estabelecer o cronograma de entrega do Novo Tempo V. Rosendo ainda pontuou que, atualmente, o processo se encontra na fase de análise documental e que a lista com os nomes dos contemplados deve ser emitida pela Caixa até a próxima semana, para que as outras etapas sejam realizadas, como vistorias das casas, assinatura de contratos e entrega das chaves.

Cristina, que desde o seu mandato parlamentar já defendia as casas populares para as pessoas em áreas de risco e condição de vulnerabilidade, continua acompanhando e fiscalizando o sorteio do Residencial Novo Tempo V. Na ocasião, ela esteve acompanhada do líder comunitário João do Fusca e dos moradores da Vila Dilma, Adeilson Barbosa e Rosangela dos Santos, e pediu que o secretário Thiago contasse como funciona todo o andamento do sorteio do Residencial para que a população tenha clareza sobre a lisura do processo.

“É importante que os moradores dessas ocupações saibam como é o encaminhamento do sorteio do Residencial que estão pleiteando, pois muitos não entendem o motivo da demora. Alguns estão aflitos e relatam que devido à pandemia causada pela Covid-19, perderam seus empregos e estão enfrentando dificuldades financeiras para arcar com o sustento da família e manter o pagamento do aluguel. Afinal, são trabalhadores e trabalhadoras, pais e mães de famílias que necessitam dessas casas para morar e nós estamos aqui para auxiliar e ajudar no que for preciso para que essas casas sejam entregues o quanto antes.”, ressaltou Costa.