Home Sem categoria Covid-19: Juazeiro baixa faixa etária de vacinação para 35 anos e mais...

Covid-19: Juazeiro baixa faixa etária de vacinação para 35 anos e mais e segue com aplicação da segunda dose nesta quarta-feira(28)

254
0

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), avançou na vacinação contra a Covid-19 e reduziu a faixa etária da população geral para 35 anos ou mais nesta quarta-feira (28).

Também serão montados pontos estratégicos para a aplicação da segunda dose, para as pessoas que estão no prazo para concluir o esquema vacinal.

A Sesau também está fazendo uma nova chamada para as pessoas com 50 anos ou mais que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. É importante que este público não deixe de buscar pela imunização. Vai ser montado um ponto fixo específico para este público.

Primeira dose – Pessoas com 35 anos ou mais

A vacinação deste público será na Escola Iracema Pereira Paixão (bairro São Geraldo), nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) CSU, Alto da Aliança, Antônio Guilhermino, Itaberaba, Maringá, Piranga e Angary. Serão 150 doses por unidade. A vacinação para este público inicia às 8h e segue até quando encerrarem as doses. É preciso levar RG, CPF, cartão SUS e comprovante de residência.

A partir de 50 anos

Quem está com idade a partir de 50 anos e mais e ainda não tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19 pode procurar pelo ponto fixo da Univasf. O horário é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência.

Segunda dose: A vacinação da segunda dose será realizada na Creche Mariá Tanuri (bairro Santo Antônio) e no Juá Garden Shopping. O horário é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, Cartão de Vacinação e comprovante de residência.

Assessoria de Comunicação Sesau PMJ

Previous article‘Dia D’ de Luta contra as Hepatites Virais será realizado nesta quarta-feira (28) em Juazeiro, com realização de testes rápidos
Next articleA pressão dos políticos pernambucanos para manter a Transnordestina