Home Sem categoria Conselheiro pede a professores que retirem processo contra a Univasf

Conselheiro pede a professores que retirem processo contra a Univasf

112
0

Resultado de imagem para univasf

Em nota, representante externo da comunidade no Conselho  Universitário da Univasf , Omar Dias Torres, coloca para apreciação do Conuni,  a sugestão de reivindicar aos autores da judicialização, professores Jorge Cavalcanti e Ferdinando Oliveira, a retirada do processo judicializado, para que  a instituição não continue sendo presença constante e negativa no noticiário regional, virando  premio nas disputas político partidárias por conta da fragmentação das forças internas e  apresentando  fragilidade,  com a dispersão e o desperdício das energias que deveriam estar sendo empregadas em sua defesa. Veja a nota do conselheiro Omar Dias Torres.

“Senhor Presidente do Conuni, Senhoras e Senhores Conselheiros

Sou porta voz da mensagem de significativa parcela da sociedade que pede atenção para as suas apreensões e angústias com o cenário de incertezas predominante na UNIVASF.

Sabemos que o nosso país vive um momento singular, extremamente delicado e sombrio, agravado com o quase descontrole da pandemia que nos desorganizou e abalou emocionalmente. A esse cenário se adicionam os ataques do governo federal contra as Universidades de todo o país, suprimindo substancialmente as verbas imprescindíveis ao seu
bom funcionamento e quase paralisando a pesquisa cientifica. O quadro agrava-se ainda mais quando o Presidente da República usa a sua autoridade para, deliberadamente, afrontar e desrespeitar a conquistada autonomia das Universidades.

Assim, foi com enorme desapontamento que constatamos a decisiva contribuição de atores locais para o agravamento da crise da UNIVASF ao protagonizarem a judicialização de um
processo eleitoral legítimo e democrático. Como consequência, a instituição passou a ser presença constante e negativa no noticiário regional, virou premio nas disputas político partidárias por conta da fragmentação das forças internas e passou a se apresentar fragilizada com a dispersão e o desperdício das energias que deveriam estar sendo empregadas em sua
defesa.

Reivindicamos de todos que compõem o corpo vivo da UNIVASF uma atitude de comprometimento com o bem comum, uma prova de amor à instituição e de respeito à sociedade, razão maior da sua existência. Conclamamos todos ao nobre gesto de colocar a
Universidade acima dos projetos individuais, a pensar e agir coletivamente e a unir as forças para a normalização e a superação da forte crise que abala os seus pilares.

Para tal, conclamamos esse Conselho a discutir e propor, se entender pertinente, a formação de um gabinete da crise, com condição de aglutinar todas as forças com capacidade de obter
os apoios e recursos necessários à superação dos problemas que enfraquecem e quase paralisam a instituição e de elaborar um plano emergencial de ação.

Para o êxito dessa honrosa missão, colocamos para apreciação desse Conselho a sugestão de reivindicar aos autores da judicialização a retirada do referido processo, concedendo-lhes o
merecido reconhecimento pela grandeza do gesto que, com certeza, pelo altruísmo e desprendimento em prol da instituição, repercutirá positivamente na vida dos autores e no futuro da nossa Universidade.

Essa poderá ser a significativa demonstração de apreço jamais dada em favor da UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO e de respeito pela sociedade”.

Petrolina, 05 de fevereiro de 2021

Omar Dias Torres
Conselheiro Titular
Representante do Público Externo

Até o momento,  os professores citados não se manifestaram a respeito da sugestão do conselheiro. Aguardem novas informações.