Home Sem categoria Como o home office tem incentivado brasileiros a morar no exterior

Como o home office tem incentivado brasileiros a morar no exterior

280
0

Veja como o formato de trabalho home office vem estimulando os brasileiros a começarem novas carreiras em outros países

HOME OFFICE NO EXTERIOR: como sair do Brasil e continuar trabalhando para a mesma empresa? – BEATRIZ IOLANDA

Quando as restriçõe da Covid-19 forçaram muitos funcionários a trabalhar em casa, o modelo de trabalho home office parecia ser apenas uma solução temporária.

Agora, com mais de um ano de pandemia, a opção de continuar trabalhando remotamente está ganhando popularidade entre empregadores e funcionários, que esperam que as políticas de trabalho em casa implementadas devido aos bloqueios continuem vigentes no futuro próximo.

Para os trabalhadores brasileiros que estão voltando aos escritórios ou para aqueles que continuam a trabalhar remotamente em tempo integral, esse formato pode ser a porta de entrada para uma carreira fora do país.

Empresas ao redor do mundo estão aproveitando o momento e oferecendo aos trabalhadores diversas opções de trabalho remoto.

Então, antes de comprar sua passagem, veja alguns dos principais motivos que estão motivando os brasileiros a embarcar em busca de novas oportunidades.

1 – Propostas para todos os gostos

Como a maioria das vagas de trabalho, certos requisitos podem ser exigidos de um candidato durante o processo, que variam de programa para programa.

Para candidatos que desejam se inscrever para uma posição remota, é importante seguir todas as instruções da vaga e fornecer todos os dados solicitados.

Cada empresa tem requisitos diferentes, por isso, é importante prestar atenção aos detalhes. Enviar as mesmas informações e inscrição para todos os programas simplesmente não funcionará.

Sendo assim, antes de sair aplicando para qualquer vaga de trabalho, é fundamental analisar os requisitos e personalizar seu currículo de acordo.

2 – Possibilidade de trabalhar em um novo país

Antes de partir para uma mudança extrema, que envolve um novo país, é importante conversar com os empregadores sobre a possibilidade de trabalhar remotamente e se a participação em um programa de um determinado país é permitida.

Porque a opção de trabalhar remotamente é fornecida por uma empresa, não significa necessariamente que os funcionários possam trabalhar remotamente de qualquer lugar, já que alguns empregadores querem que os funcionários residam no mesmo estado ou em certas áreas do país.

Algumas empresas são muito abertas sobre seu trabalho remoto ou políticas de trabalho de qualquer lugar, mas se você não tiver certeza sobre as regras em sua empresa, é melhor perguntar antes de passar por todo o processo de inscrição.

Para os autônomos que trabalham com clientes, é importante considerar como trabalhar remotamente pode afetar sua clientela e seu negócio.

3 – Mudança de rotina

Com a opção de mudar de país, é importante considerar como vai viver no novo ambiente antes de se comprometer com um destino.

Uma das maiores considerações é o que fará com seus arranjos de vida atuais.

Terá que pagar seu aluguel ou financiamento no Brasil e ainda manter uma boa condição de vida no novo país? Ou será possível sublocar/alugar sua casa enquanto estiver fora?

Questões de cunho financeiro são a base para a estabilidade em se tratando de uma mudança de vida tão grande.

4 – Educação infantil de qualidade

Se está interessado em opções de trabalho remoto e tem filhos em idade escolar, devem ser consideradas escolas públicas e privadas totalmente online.

Alguns programas também oferecem a opção de matrícula na escola durante a sua estadia.

Assim como faria com qualquer outra escolha importante na vida, converse com seus filhos sobre seus planos de uma forma apropriada para a idade e permita que eles tenham alguma adesão e controle sobre os aspectos apropriados.

5 – Flexibilidade na comunicação

Além de obter permissão para trabalhar em um ambiente remoto de sua empresa, é muito importante considerar alguns detalhes específicos. Algumas verificações incluem:

  • Como seu trabalho pode mudar se você estiver em um país diferente;
  • Como um lugar diferente pode afetar sua capacidade de realizar o trabalho;
  • Como compromissos familiares e responsabilidades de cuidar dos filhos afetarão seus dias de trabalho.

Além disso, estes pontos também devem fazer parte da decisão de mudar de país em busca de uma nova oportunidade no exterior:

Diferenças de fuso horário e a adaptação necessária;

  • Quando e como você estará acessível (quais plataformas usar para uma comunicação eficaz);
  • Opções de comunicação assíncrona para mantê-lo integrado à sua equipe;
  • Ter planos de backup em vigor para desafios potenciais (velocidade da Internet).

O modelo de trabalho home office abriu as portas para muitos profissionais que desejam se aventurar em outros países. Porém, vale lembrar que essa é uma decisão que precisa ser feita com muita calma.

Algumas questões são complexas e devem ser analisadas de forma profunda, uma vez que elas têm um impacto gigantesco no seu futuro profissional e pessoal.

Algumas perguntas obrigatórias a se fazer antes de tudo são:

  • Por quanto tempo deseja trabalhar neste formato?
  • Qual é o período do contrato oferecido pela empresa?
  • Em que país se deseja trabalhar? 
  • Quais funções deverá desempenhar? 
  • Existe uma seguridade social tanto para o empregador quanto para o empregado no país em questão? 
  • Quais são os requisitos de imigração para aquele país com base nas circunstâncias do indivíduo? 
  • Serão necessários vistos de trabalho? Se sim, quais documentos envolvem? 
  • Se ao responder tais perguntas a conclusão ainda for positiva sobre ir para fora, lembre-se que é necessário ter os documentos com sua devida tradução juramentada, seja de cunho acadêmico, profissional ou mesmo de imigração.

O fato é que muito depois que a Covid-19, esperançosamente, se dissipar e as restrições a viagens forem suspensas em todo o mundo, a presença do trabalho remoto ainda será constante nas mais diversas empresas e setores.

A expectativa é de que este formato faça parte do “novo normal” para os próximos anos.

O motivo por trás disso envolve várias vantagens percebidas ao longo da pandemia. As empresas precisarão repensar seus processos internos e em como otimizar as relações entre empresa e empregado, além das políticas de segurança e privacidade nesse cenário.

Sabendo disso, se você deseja morar no exterior enquanto aproveita os benefícios de trabalhar em casa, é fundamental que comece a se preparar desde já.

a

Dalton Ribeiro
Link builder
SEO: (11) 
96368-8013
dalton@seomarketing.com.br

Previous articleGoverno Federal lança edital para elaboração de projetos para construção do Canal do Sertão Baiano
Next articlePrefeita Suzana Ramos confirma participação de Juazeiro em primeiro Salão do Turismo do Vale do São Francisco