Home Sem categoria Como foi o fim de “Pantanal”? Veja os destaque do último capítulo...

Como foi o fim de “Pantanal”? Veja os destaque do último capítulo da novela que emocionou o país

890
0
Final de Pantanal emocionou o público
Final de Pantanal emocionou o público – Foto: Reprodução/TV Globo

O remake da novela “Pantanal” terminou, na sexta-feira (7), emocionando o país e dando o que falar nas redes sociais.

A seguir, veja alguns dos destaques do fim da novela de Benedito Ruy Barbosa, exibida em 1990 na extinta TV Manchete e adaptada com sucesso por seu neto Bruno Luperi, na TV Globo.

A novela terminou com um texto escrito e declamado por Benedito Ruy Barbosa, autor da trama exibida pela TV Manchete, em 1990, numa alusão clara às memórias que Bruno tem da história original, que foi tema de um aniversário de sua infância.

O texto, além de tudo, foi uma referência à relação, muitas vezes predatória, entre o homem e a natureza:

“O homem é o único animal que cospe na água que bebe. O homem é o único animal que mata para não comer. O homem é o único animal que corta a árvore que lhe dá sombra e frutos. Por isso, está se condenando à morte…”

Durante a festa de casamento de Filó (Dira Paes) e Zé Leôncio (Marcos Palmeira), Maria Bruaca (Isabel Teixeira) pergunta a Zaquieu (Silvero Pereira) se ele não está percebendo o olhar de Zoinho (Thommy Schiavo), que o convida para dançar.

Depois os dois se beijam, algo que não aconteceu na trama original, de 1990. O primeiro beijo entre homens em novelas e considerado o primeiro beijo gay da TV brasileira foi ao ar somente em 2014, entre Mateus Solano e Thiago Fragoso, na novela “Amor à vida”, escrita por Walcyr Carrasco.

Morte de Zé Leôncio
Um dos momentos mais fortes da novela aconteceu sem palavras. Depois de sofrer uma ataque cardíaco, Zé Leôncio (Marcos Palmeira) morre e o caixão com seu corpo é levado na chalana, com seu berrante sobre ele.

Na frente do barco, seus três filhos, Joventino, José Lucas e Tadeu tocam seus berrantes. Ao longe, já no papel de Velho do Rio, ele responde ao lamento.

Filhos de Zè Leôncio na chalana (Foto: Reprodução/TV Globo)
A volta (por cima) de Maria Bruaca

Durante a festa dos casamentos que fecharam a trama, Maria Bruaca e o peão Alcides voltam à fazenda de Zé Leôncio depois de terem fugido pois ele tinha matado Tenório.

Mas, ao contrário da sofrida personagem que roubou a cena na novela com a interpretação de Isabel Teixeira, ela está empoderada, maquiada e provocadora. Ela chega a fazer uma referência ao personagem Sinhozinho Malta (Lima Duarte), usando o bordão dele em “Roque Santeiro”.

A partida do Velho do Rio

O Velho do Rio (Osmar Prado) desapareceu no rio que serviu de cenário para quase todas as suas cenas na novela. Ele foi mergulhando e suas roupas seguiram o curso das águas, reforçando o caráter de realismo fantástico que o personagem carregou tanto na trama original quanto no remake.

O diálogo entre ele e seu filho José Leôncio emocionou os internautas.

A chegada do “novo” Velho do Rio

Zé Leôncio sofre um ataque cardíaco, morre e, enfim, encontra o pai que buscou durante toda a trama. A cena que reuniu os atores Marcos Palmeira e Osmar Prado arrancou elogios dos fãs.

Depois de dizer que está cansado, passa o bastão para seu filho, que vira o “novo” Velho do Rio, recolhendo as peças de roupa que eram de seu pai nas águas do rio.(Folha de Pernambuco)

Previous articleEntidades se posicionam contra corte de 5,8% no orçamento para universidades e institutos federais
Next articleLongevidade: os 9 hábitos em comum das 5 cidades no mundo com habitantes que vivem além dos 90 anos