Home Sem categoria BNB reúne empresários em Pernambuco para apresentar reinvestimento

BNB reúne empresários em Pernambuco para apresentar reinvestimento

227
0

O benefício permite utilizar até 30% do Imposto de Renda devido que seriam pagos por pessoas jurídicas na compra de equipamentos e modernização das empresas

Banco do Nordeste Mobile – Apps no Google Play

A superintendência estadual do Banco do Nordeste em Pernambuco apresenta, nesta quarta-feira (23), 11h, no escritório de Recife, a possibilidade das empresas utilizarem 30% do seu imposto de renda para reinvestir em seus negócios. O benefício será detalhado pelo superintendente Pedro Ermírio Freitas a empresários e representantes das entidades da indústria, agroindústria, turismo e infraestrutura. O evento também terá participação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Segundo Pedro Freitas, até 30% do Imposto de Renda devido – calculado sobre o lucro real – que seriam pagos por pessoas jurídicas à Receita Federal podem ser usados para compra de equipamentos e modernização de seu parque. “As empresas precisam aproveitar esse período de Declaração do Imposto de Renda para indicar a destinação desses valores de imposto a pagar. Em contrapartida, as empresas também precisam investir recursos próprios no mesmo projeto no valor de 50% desse a ser reinvestido.

Os valores são depositados em uma conta no Banco do Nordeste e são remunerados diariamente pela taxa Selic até o momento da liberação dos recursos autorizada pela Sudene. A liberação para a compra de equipamentos depende de aprovação de um projeto executivo submetido à Sudene. Atualmente, o Banco do Nordeste possui 850 contas abertas por 370 empresas beneficiárias do reinvestimento do imposto de renda. Ao todo, as contas somam R$ 543 milhões.

Segundo a gerente do Ambiente de Distribuição e Suporte de Fundos de Investimento do Banco do Nordeste, Valdiane Pessoa, empresas dos setores industrial, agroindustrial, infraestrutura e turismo podem utilizar o benefício. “O reinvestimento é uma ótima oportunidade para planejar a modernização das empresas. Possibilita que o empresário planeje e elabore um projeto dentro do seu plano de negócios”, afirma.

Para ter direito ao benefício, a empresa precisa ter, pelo menos, uma unidade instalada na área de atuação da Sudene, que compreende totalmente os estados nordestinos e, parcialmente, os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

As empresas podem ter acesso a mais informações no site e nas agências do Banco do Nordeste.(Ascom)

Previous articleDia Municipal do Empreendedorismo Feminino é instituído em Petrolina. Será sempre no dia 19 de novembro
Next articleAGE Petrolina lança nesta sexta-feira(25) linha de crédito especial durante projeto Empreender na Praça