Home Sem categoria Banco Central: saiba como resgatar valor esquecido

Banco Central: saiba como resgatar valor esquecido

1129
0

O Banco Central vai iniciar o agendamento do saque desses recursos a partir de segunda-feira (7) para quem nasceu antes de 1968

Na próxima segunda-feira (7), o Banco Central (BC) vai iniciar o agendamento do saque de valores esquecidos por pessoas físicas e empresas em instituições financeiras. Os primeiros beneficiados no processo são os nascidos antes de 1968 e as empresas que foram abertas antes deste ano.

Segundo balanço recente do BC, divulgado pela Agência Brasil, cerca de 114 milhões de pessoas a 2,7 milhões de empresas acessaram o sistema de consultas criado para o resgate desse dinheiro. Desse total, 25,9 milhões de pessoas físicas e 253 mil empresas descobriram que têm recursos a receber.

No caso de existência de saldos residuais em bancos, o próprio site informa uma data e um horário de retorno para agendar a retirada. Essa etapa exigirá conta nível prata ou ouro do Portal Gov.br.

Saldo residual

Quem nasceu antes de 1968 ou abriu a empresa antes desse ano poderá conhecer o saldo residual e pedir o resgate entre 7 e 11 de março, no mesmo site. A própria página informará o horário e a data para pedir o saque. Caso o usuário perca o horário, haverá uma repescagem no sábado seguinte, em 12 de março, das 4h às 24h.

Para pessoas nascidas entre 1968 e 1983 ou empresas fundadas nesse período, o prazo será de 14 a 18 de março, com repescagem em 19 de março. Quem nasceu a partir de 1984 ou abriu empresa nesse ano, a data vai de 21 e 25 de março, com repescagem em 26 de março. As repescagens também ocorrerão aos sábados, das 4h às 24h.

Quem perder o sábado de repescagem poderá pedir o resgate a partir de 28 de março, independentemente da data de nascimento ou de criação da empresa. O BC esclarece que o cidadão ou empresa que perder o prazo não precisa se preocupar. O direito a receber os recursos são definitivos e continuarão guardados pelas instituições até o correntista pedir o saque.

Prazo de transferência

Após o pedido de saque, a instituição financeira terá até 12 dias úteis para fazer a transferência. A expectativa é que pagamentos realizados por meio do Pix ocorram mais rápido. Nesta primeira fase, estão sendo liberados R$ 3,9 bilhões esquecidos em instituições financeiras. Em maio, haverá uma nova rodada de consultas, com mais R$ 4,1 bilhões disponíveis.

Além dos valores residuais em ban­cos, o cidadão pode ter outras fon­tes de dinheiro esquecido, como cotas de fundos públicos, revisão de benefícios da Previdência, restitui­ções na malha fina do Imposto de Renda e até pequenos prêmios de loterias.

Por Folha de Pernambuco

Previous articleEstudantes pernambucanos disputam competição de robótica no 9º Congresso de Inovação da Indústria
Next articleAmmpla alerta sobre testes de equipamentos na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio