O presidente da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), Augusto de Souza Coelho, anunciou o seu afastamento. O comunicado oficial foi feito aos demais membros da diretoria na sexta-feira (25).

Augusto Coelho deveria permanecer no comando da Apami até 2020, no entanto, ele relatou que chegou o momento de transferir a presidência, cargo que exige “vigor físico” e dedicação.

Quem assume o cargo é Luiz Gustavo Mendes, que segundo o próprio Augusto Coelho destacou na carta de desligamento, possui “qualificação em todos os prismas, e idealismo, para exercer com eficiência as atribuições”.

A APAMI, como instituição, nasceu com o objetivo de proporcionar atendimento médico assistencial às gestantes carentes, para que elas tivessem um pré-natal seguro. Além de garantir a saúde da gestante e de seu feto, encarregava-se de realizar o parto e o acompanhamento do recém-nascido gratuitamente.

Augusto Coelho travou, ao longo de anos, uma verdadeira batalha para garantir atendimento de qualidade às pessoas acometidas com câncer que buscavam amparo e tratamento na instituição. Entre as grandes conquistas está o Hospital Dom Tomás, construído com esforço e solidariedade de toda a região. E é por todo esse trabalho que a história de Augusto Coelho, da Apami e do Hospital Dom Tomás são indissociáveis.

Na carta, Augusto Coelho aproveitou para agradecer às amizades construídas nesta caminhada e garantiu que continuará vibrando que as novas conquistas que virão.(Blog Nossa Voz)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui