Home Sem categoria Atividades não essenciais proibidas em todo o estado de Pernambuco todo das...

Atividades não essenciais proibidas em todo o estado de Pernambuco todo das 22h às 5h

70
0

Medidas foram anunciadas nesta sexta-feira pelo governador Paulo Câmara em pronunciamento. (Foto: Aluisio Moreira/SEI/Divulgação)

O Governo de Pernambuco endureceu as medidas restritivas no estado e, a partir deste sábado, dia 27, haverá toque de recolher. Qualquer atividade não essencial estará proibida de funcionar entre 22h e 5h. A medida ficará em vigor até o dia 10 de março. O objetivo é conter o novo avanço dos casos de coronavírus, que pressiona o sistema de saúde estadual. A taxa de ocupação de UTI em Pernambuco atualmente está acima de 90%.

As medidas mais restritivas válidas para todo o estado foram anunciadas pelo governador Paulo Câmara, nesta sexta-feira, depois de o governo estadual ter decretado, na última quarta-feira, medidas rígidas nas Gerências Regionais de Saúde com sede em Caruaru, Limoeiro e Ouricuri. Em 63 municípios do Agreste e Sertão, as atividades econômicas e sociais estão proibidas entre 20h e 5h nos dias de semana. Nos finais de semana, o rigor é ainda maior e as restrições valem das 17h às 5h.

Segundo o governador, haverá fiscalização para evitar o descumprimento das medidas. “A polícia e os órgãos de fiscalização estarão nas ruas para observar o cumprimento desse novo decreto. Vamos monitorar os dados minuto a minuto neste fim de semana e, caso os índices permaneçam piorando, novas medidas restritivas podem ser anunciadas já no início da próxima semana”, afirmou Paulo Câmara.

Vacinas e UTI

No pronunciamento, o governador Paulo Câmara também anunciou que as equipes de logísticas serão ampliadas com o objetivo de diminuir ainda mais o prazo de entrega das vacinas assim que elas chegarem no Recife. Além disso, ele informou que entram em operação, neste final de semana, mais 30 leitos de UTI no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, no Recife.

Pernambuco conta com quase dois mil leitos dedicados aos pacientes infectados pelo coronavírus, de acordo com Paulo Câmara, sendo 998 de UTI em 16 municípios. “Este é mais um momento decisivo na nossa luta contra a Covid. Já ficou claro que cada um precisa fazer a sua parte, usando máscara, higienizando as mãos e evitando aglomerações”, concluiu o governador.(Ascom)