Grupo pró-presidente obteve assinatura de mais de metade da bancada de 53 deputados

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) discursa na tribuna da Câmara Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) discursa na tribuna da Câmara Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

BRASÍLIA — Os deputados do PSL ligados ao presidente Jair Bolsonaro formalizaram um pedido para trocar o líder do partido na Câmara dos Deputados. É preciso das assinaturas de mais de metade da bancada de 53 deputados para pedir a troca. O grupo chegou a esse número na noite desta quarta-feira.

No lugar de Delegado Waldir (GO), deve entrar Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente. Deputados ouvidos pelo GLOBO relatam que Bolsonaro fez ligações pedindo assinaturas no requerimento para retirar Waldir.

Durante a tarde, deputados dos dois grupos, bolsonaristas e ligados a Waldir e a Luciano Bivar, presidente da sigla, tentaram convencer os indecidos a assinar ou não o requerimento para a troca de lider. O fiel da balança foi o deputado Professor Joziel (RJ), que resistiu até intervenção direta de Eduardo Bolsonaro.

Na terça-feira, Waldir retaliou o governo retirando Major Vitor Hugo (GO), líder do governo na Câmara, da comissão especial da reforma da Previdência. O líder vem se posicionando publicamente contra Bolsonaro após o presidente criticar Luciano Bivar.(O Globo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui