Home Sem categoria A Cia Biruta de Teatro de Petrolina realiza a Mostra Biruta 14...

A Cia Biruta de Teatro de Petrolina realiza a Mostra Biruta 14 anos: ‘Resistências artísticas no semiárido pernambucano

444
0

Maio é o mês de aniversário da Cia Biruta. O grupo vai comemorar 14 anos de trajetória teatral, mas a festa começa neste sábado (09), com a Mostra Biruta. Evento que nasceu para festejar a existência do grupo Petrolinense, ao mesmo tempo em que a trupe interage com o seu público, conquista novas plateias e reflete sobre a função do seu trabalho na sociedade.

Em 14 anos de história, a Cia Biruta acumula na bagagem produções como “Maria Minhoca” e “O Mágico de Oz”, que lhe deram projeção no Vale do São Francisco e em outras regiões, e “Cenas Ribeirinhas”, um experimento de pesquisa que apontou novos caminhos para o grupo e deu origem ao premiado espetáculo “Chico e Flor contra os monstros da Ilha do Fogo”.

No currículo, a Cia ainda carrega produções audiovisuais, participação em diversos festivais, intercâmbios com grupos de teatro nacionais e internacionais, a exemplo do Odin Teatret (Dinamarca), e prêmios importantes na cena teatral.

Recentemente, a Biruta recebeu o Prêmio para Iniciativas Culturais nas Comunidades/Periferias – LAB PE 2021, pelo trabalho que o grupo realiza na periferia de Petrolina, com o Núcleo Biruta de Teatro. Um espaço de formação teatral para jovens sediado no bairro Rio Corrente. “Esse prêmio é muito significativo para nós que fazemos a Cia Biruta. Além do reconhecimento que fazemos um trabalho artístico/cultural e de difusão de direito a cultura junto a jovens da nossa comunidade, ele também reafirma a periferia como espaço de criação e difusão pulsante de pensamento e estéticas artísticas, fazendo com que nossa comunidade e nossos jovens possam construir novas possibilidades para além dos paradigmas impostos pela sociedade” avalia Antonio Veronaldo, um dos fundadores da Cia Biruta.

Mostra Biruta 14 anos-A atriz e co-fundadora da Cia, Cristiane Crispim, conta que o aniversário do grupo sempre foi um momento de partilha. “A mostra tem sido uma celebração da existência de um grupo de teatro dentro de um contexto que nem sempre é fácil se manter atuante. Em um cenário que demanda processos de colaboração e solidariedade entre os profissionais das artes cênicas, na busca coletiva de sustentabilidade e difusão de nosso fazer. Então, na Mostra Biruta a gente costuma celebrar essas redes, esses ‘aquilombamentos’, chamando para perto, grupos irmãos, parceiros. E, sempre partilhando com público, de forma gratuita, o acesso à diversidade dessas experiências do fazer teatral”, pontua a artista.

Em 2022, com incentivo do Governo de Pernambuco, através do edital LAB PE 2021, e a programação acessível vai contar com tradução em Libras, a Mostra vai acontecer neste sábado (09) e domingo (10), a partir das 19h, com o tema: ‘Resistências artísticas no semiárido pernambucano’. O evento é gratuito e será transmitido pelo canal da Cia Biruta no YouTube (https://www.youtube.com/ciabiruta).

Além de produções atuais da Cia Biruta, a programação inclui apresentações do Coletivo Trippé (Petrolina/PE), do grupo Teatro de Retalhos (Arcoverde/PE) e das artistas Odília Nunes (Ingazeira/PE) e Juliana Notari (São Paulo/SP). Após cada exibição, o público será convidado para um bate-papo sobre o teatro como espaço-território de resistência cultural e artística, mesmo em tempos de apagamento e marginalização da classe.

Programação

Mostra Biruta 14 anos – “Resistências artísticas no semiárido pernambucano”

Dia 09/04 (sáb) | livre

Exibições – 19h

  • – Vídeoteatro: “Notícias do Dilúvio – Um canto a Canudos” | Grupo: Cia Biruta de Teatro (Petrolina-PE)
  • – Vídeodança: “Uma Janela Interior” | Grupo: Coletivo Trippé (Petrolina-PE e Juazeiro-BA)
  • Bate-papo – 20h
  • – Convidados: Cristiane Crispim (Cia Biruta de Teatro, Petrolina-PE) e Adriano Alves (Coletivo Trippé, Juazeiro-BA)
  • Mediação: Antonio Veronaldo (Petrolina-PE)

Dia 10/04 (dom) | livre

Exibição – 19h

  • – Vídeoteatro: “Clássicos – Igual ao Outro, Só que Diferente – Ep. Dom Casmurro” | Grupo: Teatro de Retalhos (Arcoverde-PE)
  • – Vídeoanimação: “Memória do Futuro” | Artistas: Odília Nunes e Juliana Notari (Ingazeira-PE e São Paulo-SP)
  • Bate-papo – 20h
  • – Convidados: Carol Arcoverde e Djaelton Quirino (Teatro de Retalhos, Arcoverde-PE) e Odília Nunes (No Meu Terreiro Tem Arte, Ingazeira-PE)
  • – Mediação: Cristiane Crispim (Petrolina-PE)

Siga a Cia Biruta de Teatro nas redes sociais

  • Instagram:
  • Facebook:
  • Youtube: https://www.youtube.com/ciabiruta

Ascom

Previous articleGilberto Gil agora é Imortal! Depois da posse na `Academia Brasileira de Letras´
Next articleSefaz-PERNAMBUCO abre concurso com salários de até R$ 2,3 mil; veja como se inscrever