Home Sem categoria 4,6 milhões ainda não tomaram a segunda dose da vacina

4,6 milhões ainda não tomaram a segunda dose da vacina

217
0

 (Foto: Divulgação/Governo de São Paulo)

Parte da população brasileira ainda resiste em tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Na última quarta-feira (28), o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, fez um pronunciamento pedindo que a população se vacine com as doses recomendadas pelos laboratórios. O infectologista Julival Ribeiro alertou para as fake news em relação aos imunizantes. “As vacinas que temos aqui no Brasil são seguras e eficazes, portanto, não acreditem em fake news em relação às vacinas, porque não é verdade”, pontua.

O membro da Sociedade Brasileira de Infectologia comenta ainda sobre a eficácia das vacinas disponíveis no país. “A vacina foi uma das maiores descobertas que ocorreram para a humanidade, sobretudo para prevenir tantas doenças contagiosas, como por exemplo, a Covid. Vacinar é muito importante porque além de se proteger, você protege os outros também”, afirma.

O especialista reforça que a vacina, juntamente com as medidas preventivas, é a melhor arma para se prevenir do vírus. “Você tem que tomar as doses que são recomendadas pelos fabricantes. Por exemplo, se são duas doses, você tem que tomar a primeira e a segunda dose. Somente assim, você estará protegido contra a Covid”, destaca.

Durante o discurso de Queiroga, ontem, primeiro pronunciamento desde que assumiu o cargo, em março de 2021, o ministro dirigiu-se a quem está em atraso. “Peço que busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose, pois a sua imunização só estará completa após a conclusão do esquema vacinal”, apelou.

“Hoje, podemos nos orgulhar do sucesso da nossa campanha de vacinação. 100 milhões de brasileiros tomaram ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19. O Brasil ocupa hoje a quarta posição no ranking mundial de pessoas que tomaram a primeira dose e o quinto lugar em relação às pessoas totalmente imunizadas. Com mais de 63% da população adulta vacinada com a primeira dose, registrando uma queda expressiva de 40% no número de casos e óbitos em apenas um mês”, disse Queiroga.

Calendário

No pronunciamento, o ministro também reforçou que toda a população adulta receberá a primeira dose até setembro e a segunda, até dezembro. Em nota, o Ministério da Saúde informou que continua incentivando de forma massiva a imunização da população. “A pasta continua com sua campanha massiva de incentivo à imunização nacional e recomenda aos estados e aos municípios que também façam uma busca ativa da população-alvo. De acordo com dados informados pelos estados, municípios e Distrito Federal, cerca de 4,6 milhões de pessoas ainda não tomaram a segunda dose da vacina”, diz.(Diário de Pernambuco)

Previous articleOdacy Amorim confirma sua candidatura a Deputado Federal em 2022
Next articleParceria entre Secti, Facepe, UPE e Stellantis consolida Pernambuco na vanguarda de novas tecnologias globais para indústria automotiva