Home Sem categoria Blog saúde! A alimentação nas fases do ciclo menstrual

Blog saúde! A alimentação nas fases do ciclo menstrual

352
0

*Dra. Camila Varella

O ciclo menstrual é um fenômeno biológico que ocorre de forma cíclica, em média, 28 dias de duração, sendo dividido em duas fases: a folicular e lútea. Durante estas fases ocorrem diversas alterações hormonais. No início do ciclo, os níveis de estrogênio e progesterona estão baixos, havendo um pico de estrogênio na fase folicular tardia e um pico de progesterona no meio da fase lútea. É comum diversas mulheres apresentarem alterações comportamentais decorrentes do ciclo menstrual.

Quando intensas, essas alterações são denominadas Síndrome Pré Menstrual (SPM), embora a sua etiologia seja desconhecida, a susceptibilidade genética, a sensibilidade às alterações hormonais e uma alteração nos processos cerebrais são considerados responsáveis. A SPM é um conjunto de sinais e sintomas que atinge grande parte da população feminina em todo o mundo. Algumas pesquisas indicam que até 96% das mulheres apresentam ao menos um sintoma durante o este período, enquanto cerca de 1/3 possuem alta pontuação na escala de sintomas pré-menstruais. Embora não haja um tratamento definitivo para atenuar os sintomas e alterações decorrentes do ciclo menstrual, se observa que a mudança no estilo de vida tem se mostrado um método mais eficaz para abrandar este quadro do que tratamentos medicamentosos.

Diversas pesquisas já determinaram que há uma relação direta entre o consumo de grãos integrais e a diminuição dos sintomas físicos e comportamentais decorrentes da síndrome pré-menstrual, sendo o aumento do consumo destes grãos está ligado diretamente ao aumento da ingestão de alguns micronutrientes como ferro, zinco, manganês, vitamina E, cobre, piridoxina e biotina. Sendo assim, é possível afirmar que a abordagem nutricional adequada pode agir de forma positiva neste período.

Adequando a alimentação e, consequentemente, o aporte de nutrientes às diferentes fases do ciclo é possível atenuar os sintomas e obter resultados benéficos para a saúde e qualidade de vida da mulher. Ao atenuar os sintomas decorrentes dos diferentes períodos do ciclo menstrual, é possível também minimizar as alterações no comportamento alimentar que ocorrem nesses períodos, influenciando de forma positiva a composição corporal e auxiliando mulheres que estão em processos de emagrecimento e hipertrofia a obterem melhores resultados. Além disso, manter o ciclo menstrual acontecendo de forma saudável conseguimos melhorar as chances de uma gravidez desejada e a fertilidade da mulher.

Como a alimentação pode ajudar?

Hoje temos uma estratégia muito simples de consumo de sementes em períodos específicos do mês que é usada para regular os hormônios femininos (estrógeno e progesterona), chamado de Ciclo das Sementes. Associado a ele, para otimizar resultados, temos ainda o uso do Ciclo dos Chás ou o Ciclo dos Óleos.

Vale destacar que o Ciclo das Sementes vale tanto para quem tem níveis hormonais altos como baixos e é uma forma natural para conseguir esses resultados.

Como fazer o Ciclo das Sementes?

Esse ciclo consiste no rodízio de quatro sementes, ao longo do seu ciclo hormonal: semente de linhaça, semente de abóbora, semente de girassol e semente de gergelim. A primeira fase do ciclo hormonal (fase folicular) começa no primeiro dia da menstruação e vai até o momento da ovulação. Nesta fase deve ser consumido, diariamente, 1 colher (sopa) de semente de linhaça triturada e 1 colher (sopa) de semente de abóbora sem casca.

A segunda fase do ciclo hormonal (fase lútea) começa após a ovulação e vai até o último dia antes da menstruação. Nesta fase é indicado o consumo de 1 colher (sopa) de semente de girassol sem casca e 1 colher (sopa) de gergelim. O objetivo desta fase é estimular a produção natural de progesterona, responsável por manter a camada do útero “grossa” para manter uma possível fecundação.

Mas a progesterona também é essencial para regular o humor, memória, ansiedade, inchaço, gasto calórico, tireoide e o excesso de estrogênio. Ter um bom nível de progesterona é essencial para equilibrar todos os sintomas envolvidos no período pré mentrual, assim como a SOP, endometriose, ciclos curtos ou longos, acne hormonal, infertilidade etc.

Por que o ciclo das sementes funcional?

Ele funciona pois cada uma das sementes carrega nutrientes específicos que são essenciais em cada uma das fases, promovendo assim a produção hormonal adequada.

O ciclo das sementes:

  • – pode ser ajustada nas mulheres com ciclos com mais ou menos de 28 dias;
  • – ajuda mulheres no climatério ou que estejam na menopausa, além daquelas que não têm útero ou ovários;
  • – pode ser usado por mulheres usando anticoncepcional (mesmo que os resultados não sejam como naquelas que não fazem uso, pode ajudar em alguns aspectos);
  • – pode ser feito também por mulheres que já tiveram câncer de mama;

Para otimizar ainda mais o ciclo das sementes, é possível fazer ainda:

  • – ciclo dos chás: na primeira fase usamos chá de amora ou sálvia. Na segunda fase, usamos um chá de gengibre, camomila e vitex;
  • – ciclo dos óleos: neste caso, alterna-se o uso de ômega 3 (com proporção específica entre EPA e DHA) e óleo de prímula ou borragem.

Vale destacar que é essencial a procura de um profissional nutricionista para que a indicação de cada um dos ciclos seja realizada de forma personalizada, considerando uma avaliação bioquímica (exames hormonais), além doenças associadas (SOP, endometriose, SPM, infertilidade etc) e de sinais e sintomas.

Dra. Camila Varella é nutricionista, mestre em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo/USP, pós-graduada em Nutrigenética e Modulação Intestinal. Membro da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH) e da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA). Tem formação livre em Personal Coaching, Genõmica Nutricional, Nutrição e Fertilidade, Saúde da Mulher e Nutrição Comportamental. Atua a mais de 20 anos em consultório, sendo também autora de livros, palestrante e experiência na gestão de qualidade de vida em empresas.

Contatos da assessoria

Tel: +55 11 9 9992-9436

Email: cristiane.pinheiro@casecomunicacao.com.br

Previous articleReceita liberou nesta consulta a restituição do Imposto de Renda. Acompanhe
Next articleEscola de Negócios do IEL-PE promove curso de oratória e retórica como ferramenta de vendas. Evento é nesta sexta(26) e sabado(27)