Ministro do STF determina voto aberto em sessão que define futuro de Aécio no Senado

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na manhã desta terça-feira (17)  que a votação sobre o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) no Senado deve ocorrer com voto aberto.

A decisão atende a um pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que tinha acionado o Supremo. (O Povo com a Notícia)

Convocação Geral


Previsão de chuva para a bacia do São Francisco é só em novembro

(CBHSF)

Somente a partir do próximo mês é que há uma previsão de registro maior de chuvas na bacia do rio São Francisco. A informação foi passada na manhã dessa segunda-feira (16) pela equipe técnica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), durante reunião promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília (DF), e transmitida por videoconferência para os estados da bacia.

Ainda de acordo com a equipe do Cemaden, durante as próximas quatro semanas, haverá o registro de precipitação na bacia, mas de maneira ainda insignificante. Somente depois, melhora a probabilidade. “Saliento que o modelo apresentado nesta reunião é mais longo que o normal, ou seja, quatro semanas, o que pode levar a falhas. Entretanto, é o modelo que se apresenta de maneira mais otimista para a bacia do São Francisco”, ressaltou o coordenador de Operações do órgão, Marcelo Seluchi.

Diante desse cenário, o setor elétrico defendeu a continuidade das defluências atualmente praticadas nos reservatórios instalados no chamado rio da integração nacional, ou seja, 550 metros cúbicos por segundo (m³/s) em Sobradinho (BA) e Xingó (AL) e em 300m³/s em Três Marias (MG).

O superintendente de Recursos Hídricos da ANA, Joaquim Gondim, informou que o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) fará reunião nos próximos dias 31 de outubro e 1º de novembro, na capital federal, oportunidade em que também irá discutir os impactos provocados pela estiagem na bacia do São Francisco. Além disso, foi apresentado o estudo realizado pelo membro do Comitê Bahia do Fórum Alternativo Mundial da Água, Aníbal Rodrigues, através do qual ele propõe alternativas para provocar chuva. “Apenas para que todos tomem conhecimento desse projeto, mas não será discutido nesse fórum”, alertou Gondim.

O presidente e o vice-presidente do Comitê da Bacia do Rio São Francisco (CBHSF), Anivaldo Miranda e Maciel Oliveira, respectivamente, acompanharam a reunião no escritório do colegiado, em Maceió (AL). Também participaram da videoconferência representantes de estados e de projetos inseridos na bacia do Velho Chico. (Ascom)

 

Convocação Geral


SEDUC de Juazeiro divulga o 13º edital de convocação dos aprovados no Processo Seletivo

A Secretaria de Educação e Juventude – SEDUC de Juazeiro divulgou nessa segunda-feira (16), no Diário Oficial do município, o 13º Edital de Convocação dos candidatos aprovados no Processo Seletivo, realizado no ano passado, mediante avaliação curricular de títulos dos candidatos e experiência profissional dos mesmos.

Neste edital foram convocados os candidatos aprovados nos cargos de Servente de Pedreiro, Professor de Educação Física, Auxiliar de Atendimento Educacional Especializado, Agente de Portaria, Professor de Inglês, Professor de Geografia e Professor de História.

Os candidatos devem entregar os documentos solicitados no edital, nesta quinta-feira, 19 de outubro, das 8h às 12h, no auditório da SEDUC, na Rua Antônio Pedro, 139, no Centro da cidade.

Confira o edital AQUI.  (Ascom)

Convocação Geral


Começa em Petrolina nesta terça(17) o Seminário: Indicação Geográfica para os Vinhos Finos do Vale do São Francisco

Resultados são parte fundamental para a busca da Indicação de Procedência (IP) para vinhos e espumantes do Vale do São Francisco – Foto: Fernanda Birolo

Nesta terça-feira(17) e quarta(18) de outubro, em Petrolina (PE), serão conhecidos os resultados de projeto de pesquisa realizado desde 2013, que teve como objetivo conhecer e organizar as informações dos vinhos finos do Vale do São Francisco, produzidos há mais de 30 anos no semiárido do Nordeste brasileiro. As contribuições do projeto “Desenvolvimento de tecnologias e uso da agricultura de precisão para colaborar com a certificação dos vinhos e com a sustentabilidade do setor vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco” constituirão o processo para a solicitação do reconhecimento da Indicação de Procedência.

O evento reunirá a equipe de pesquisadores e professores de diversas Instituições do Brasil (veja lista completa no programa abaixo), que colaboraram para o desenvolvimento de pesquisas e na caracterização dos fatores naturais da região, dos vinhedos e dos vinhos do Vale do São Francisco. Como resultado, em breve, o Vinhovasf solicitará no próximo ano, junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), a Indicação de Procedência (IP) para vinhos e espumantes da região.

“Nosso objetivo foi conhecer a vitivinicultura da região, gerar tecnologias e estruturar a Indicação de Procedência dos vinhos finos tranquilos e espumantes tropicais do Vale do São Francisco”, informa Giuliano Elias Pereira, pesquisador da Embrapa e coordenador do projeto. Ele comenta que o projeto contou com importante financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com aporte superior a R$ 1 milhão. “A ação atende a uma demanda do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco (Vinhovasf), que agrupa os viticultores e a participação de sete vinícolas da região, tendo como presidente o produtor José Gualberto de Freitas Almeida, que é pioneiro na elaboração de vinhos na região”, contexualiza Pereira.

Durante o encontro, que é aberto ao público, serão apresentadas informações detalhadas sobre a delimitação do território vitivinícola do Vale, reunindo desde aspectos históricos, naturais (clima, solo, relevo), estudos enológicos para a melhoria da qualidade, da tipicidade e da estabilidade dos vinhos tropicais, dentre muitos outros itens necessários para desvendar a complexa vitivinicultura tropical do nordeste do Brasil e consolidar esta futura indicação de procedência.

Iniciado em 2013 com previsão de término em dezembro de 2017, o projeto conta com o esforço conjunto de uma grande equipe multidisciplinar de várias unidades da Embrapa (Uva e VinhoSemiárido, Agroindústria Tropical e Clima Temperado), da Universidade de Caxias do Sul (UCS), a Universidade Federal de Lavras (UFLA), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IF Sertão), além do Vinhovasf, entidade privada, representante dos produtores vitivinícolas da região, que é a demandante do projeto e que encaminhará o pedido de registro da Indicação de Procedência.

Atualmente a vitivinicultura no Vale do São Francisco conta com cerca de 400 hectares de vinhedos, que produzem aproximadamente de 4 milhões de litros de vinhos finos tranquilos e espumantes por ano, dos quais 70% são espumantes, 29% são vinhos tintos e 1% são de vinhos brancos. Dentro dos espumantes, cerca de 60% são espumantes moscatéis, doces, com baixo teor alcoólico, sendo o restante de espumantes finos, brancos e rosados, secos ou meio doces.

SERVIÇO

O que: Seminário: Indicação Geográfica para os Vinhos Finos do Vale do São Francisco

Data: 17 e 18 de outubroProgramação:

Local: Auditório do SENAC- Petrolina (PE)

Inscrições gratuitas pelo e-mail: cpatsa.chtt@embrapa.br

Programação:

Dia 17 de outubro de 2017

MANHÃ

9h – Abertura

11h – Conferência de abertura: Vitivinicultura mundial e brasileira: Panorama 2017 – José Fernando da Silva Protas – Embrapa Uva e Vinho

12h – Intervalo

TARDE

14h – Perfil das leveduras autóctones de vinhedos da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco – Gildo Almeida da Silva – Embrapa Uva e Vinho

14h20 – Cadastro vitícola no Vale do São Francisco – Loiva Maria Ribeiro de  Mello –Embrapa Uva e Vinho

14h40 – Estudo qualitativo dos compostos voláteis de vinhos finos da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Rita Nassur – Uneb

15h – Determinação de compostos contaminantes em vinhos comerciais do Vale do São Francisco

Adélia Araújo – ITEP

15h20 – A composição fenólica de vinhos comerciais do Vale do São Francisco

Marcos dos Santos Lima – IF Sertão-PE

15h40 – Intervalo

16h00 – Estabilidade de vinhos do Vale do São Francisco

Luciana Leite de Andrade Lima –UFRPE

16h20 – Fungos ocratoxigênicos e ocratoxina A em solos, folhas, uvas e vinhos do Vale do São Francisco

Luis Roberto Batista – UFLA

16h40 – Os efeitos do consumo de vinhos do Vale do São Francisco na saúde humana

Ferdinando Oliveira Carvalho – Univasf

17h – Encerramento

Dia 18 de outubro de 2017

MANHÃ

Painel I – Os Fatores Naturais e a Viticultura para Vinhos na Indicação de Procedência Vale do São Francisco

8h30 – A área delimitada da IP Vale do São Francisco

Ivanira Falcade – UCS

8h45 – Caracterização do relevo da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Iêdo Sá – Embrapa Semiárido

9h – A geologia e geomorfologia da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Rosemary Hoff – Embrapa Uva e Vinho

9h30 – Potencial agrícola dos solos do Vale do Submédio São Francisco para a vitivinicultura

Tony Jarbas Ferreira Cunha – Embrapa Semiárido e Mateus Filho – UFRPE

10h – Intervalo

10h30 – Caracterização do potencial e risco climático na viticultura destinada à produção de vinhos finos na região do Vale do Submédio São Francisco

Magna Soelma Beserra de Moura – Embrapa Semiárido

11h – Cobertura do solo, vinhedos e outros usos do solo na região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Iêdo Sá – Embrapa Semiárido

11h30 – Variedades e sistemas de produção da viticultura para vinho da região do Vale do Submédio São Francisco

Giuliano Elias Pereira – Embrapa Uva e Vinho/Semiárido

12h – Intervalo

TARDE

Painel II – Os Vinhos da região da Indicação de Procedência Vale do São Francisco

13h30 – Aspectos sociais e econômico-financeiros da produção vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

João Ricardo Ferreira de Lima – Embrapa Semiárido

14h – As tecnologias de vinificação dos vinhos finos da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Giuliano Elias Pereira – Embrapa Uva e Vinho/Semiárido

14h30 – A composição química dos vinhos finos tranquilos e espumantes da região vitivinícola do Vale do Submédio São Francisco

Celito Crivellaro Guerra – Embrapa Uva e Vinho

15h – Caracterização sensorial qualitativa e quantitativa da cor, aroma e paladar dos vinhos finos do Vale do Submédio São Francisco

Mauro Celso Zanus –Embrapa Uva e Vinho

15h30 – Intervalo

Painel III – A Indicação Geográfica Vale do São Francisco: Estruturação e Registro no INPI

16h – O renome da região da IP Vale do São Francisco como produtora de vinhos finos

Ivanira Falcade – UCS

16h30 – O Regulamento de Uso da Indicação de Procedência Vale do São Francisco

Jorge Tonietto – Embrapa Uva e Vinho

17h – O sistema de controle para a atestação da conformidade dos vinhos da Indicação de Procedência Vale do São Francisco

Presidente do Conselho Regulador da IP Vale do São Francisco, Vinhovasf

17h30 – O pedido de registro da Indicação de Procedência Vale do São Francisco junto ao INPI

Kelly Bruch – Ibravin/UCS

18h – Encerramento

Convocação Geral


Prefeitos emparedam Temer

 

Resultado de imagem para José Patriota (PSB),

Blog de Magno Martins

Com a corda no pescoço, compromissos atrasados e sem pagar também servidores em dia, prefeitos de todo o País fazem, hoje e amanhã, uma nova marcha a Brasília. Com o agravamento da crise, os municípios passaram a sofrer mais penalizações, como a redução drástica de recursos obrigatórios para manutenção dos programas na área social. Presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, José Patriota (PSB), prefeito de Afogados da Ingazeira, embarcou, ontem, com mais 80 gestores pernambucanos para reforçar o movimento reivindicatório de caráter nacional.

Segundo ele, os municípios nunca sofreram tanto quanto nos últimos meses devido ao exercício da tesoura palaciana. “O FPM (Fundo de Participação dos Municípios) sofreu uma estabilização de redução da ordem de 25%, mas o que nos preocupa vai além disso e diz respeito também ao orçamento de 2018. O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) não tem praticamente sobrevida no ano que vem, pois ficou com apenas R$ 750 mil ante R$ 18 milhões liberados neste ano”, alerta Patriota.

O PAA, em sua opinião, é um dos mais importantes instrumentos de transformação da realidade municipal, uma ferramenta imprescindível para a área social e incrementar, consequentemente, a economia”, acrescenta. O objetivo da mobilização, ainda segundo Patriota, é pressionar as bancadas regionais para interferir num pedido de audiência ao presidente Michel Temer (PMDB).

“O presidente não pode ficar alheio ao drama dos municípios brasileiros. Ele nos garantiu tomar medidas para desafogar nossos caixas que, infelizmente, não têm saído do papel”, afirmou. A principal reivindicação dos gestores é uma solução a curto prazo, em forma de ajuda financeira emergencial, para que os municípios possam fechar as contas, principalmente com a chegada do final do ano, quando precisam pagar o 13º salário aos servidores municipais, além de outras obrigações.

O movimento vem crescendo desde uma mobilização em Brasília, no começo do mês, junto com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM). A princípio, constava na programação audiência com o presidente Michel Temer (PMDB). No entanto, o encontro foi cancelado, tendo a CNM e os prefeitos sido recebidos pelo presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (PMDB-RJ).

Temer se comprometeu junto aos prefeitos a falar com o presidente sobre as reivindicações municipalistas, principalmente sobre o auxílio financeiro aos municípios ainda para este ano. Os pleitos foram convertidos em ofício, protocolado pela Confederação e respondido pela Presidência da República no dia 6 de outubro. A demanda teria sido direcionada aos ministérios competentes. A CNM também elaborou um ofício onde solicita a edição de uma Medida Provisória para envio de Apoio Financeiro aos Municípios (AFM) de forma emergencial.

Convocação Geral


PSB nacional adia decisão sobre expulsão de deputados federais

Fernando-Filho-PSB

Reunido para decidir a expulsão dos deputados federais Danilo Forte (CE), Fábio Garcia (MT), Fernando Coelho Filho (PE) e Tereza Cristina (MS), o Diretório Nacional do PSB teve adiada, nessa segunda-feira (16/10), a proclamação do resultado do processo.

Uma liminar assegurou aos parlamentares, que votaram favoráveis à reforma trabalhista, mais tempo antes de o partido anunciar sua decisão. No entanto, tudo caminha para que os deputados sejam expulsos da sigla, uma vez que eles contrariaram orientação partidária.

A deliberação sobre o destino dos parlamentares só deverá ser concluída quando a liminar for derrubada. Mas a destituição já tem o apoio de 22 deputados federais que compõem a Executiva Nacional dos socialistas. Enquanto isso, a orientação é para que os parlamentares substituam a líder do partido na Câmara dos Deputados, Tereza Cristina.

Convocação Geral


Entendimento. Lucas Ramos defende diálogo entre professores e prefeitura de Petrolina

thumbnail_Foto - Discurso sobre professores de Petrolina. Foto Roberto Soares

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) comentou em discurso nessa segunda-feira (16), na tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco, a situação dos quase 900 professores temporários da Prefeitura de Petrolina que correm o risco de terem seus contratos encerrados. Na última sexta-feira, a categoria realizou uma manifestação em frente à sede do poder executivo municipal pedindo a garantia de que terão seus vínculos renovados por mais um ano.

Lucas Ramos cobrou diálogo entre a prefeitura e os professores para que a questão seja resolvida. “O prefeito avalia a possibilidade de realização de um concurso público, o que provocaria o encerramento dos contratos vigentes sem a renovação. Estamos preocupados com a situação destes profissionais contratados em Petrolina, defendemos o entendimento entre prefeitura e a categoria”, disse.

O parlamentar avaliou como fundamental uma posição clara por parte da prefeitura para que as atividades nas escolas não sejam prejudicadas. “Na semana em que comemoramos o Dia do Professor, os quase 900 profissionais do município estão apreensivos em função do anúncio de dessa seleção pública. Eles merecem mais atenção e a segurança de que poderão desempenhar suas funções com tranquilidade por mais um ano já que seus contratos podem (e devem) ser renovados”, concluiu. A prorrogação por mais doze meses está prevista na Lei Municipal Nº 1.062/2001.

Convocação Geral


Governo Federal intervém a favor de credores e quer garantir prazo do Projeto São Francisco

Transposição 2

Crédito foto: Wendell Kyhoma

Em reunião, Ministério da Integração busca soluções com Mendes Júnior para que a construtora quite seus débitos com fornecedores; maior preocupação é impacto no cronograma

O secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Antônio de Pádua, reuniu-se nessa segunda-feira (16) com os representantes da Mendes Júnior com o intuito de ajudar as negociações entre os comerciantes e fornecedores da construtora.

Durante o encontro, em Juazeiro do Norte (CE), foram discutidas possíveis alternativas legais para que a Mendes Júnior pague as dívidas com os credores. O principal objetivo do Ministério é garantir que as obras Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco não sofram mais interrupções que comprometam o cronograma de entrega do empreendimento.

O secretário Pádua destacou que os prejuízos dos atos de vandalismo que foram causados pelos credores da Mendes Júnior, na última semana, estão em avaliação pela Pasta e que as pessoas envolvidas serão responsabilizadas.

Ele ainda explicou que ações como essas causam instabilidade na execução da obra e comprometem a prioridade do Ministério, que é levar água para mais de 4 milhões de pessoas, como é o caso da capital cearense, que corre risco de entrar em colapso hídrico. “Estamos aqui fazendo uma gestão no sentido de encontrar uma solução para que o Eixo Norte não seja mais prejudicado e seja cumprido seu cronograma, que é chegar com a água nos primeiros meses de 2018 em Jati (CE)”, ressaltou.

Outro lado – O diretor da Mendes Júnior, Rony Moura, afirmou que a empresa está sensível aos prejuízos econômicos dos antigos fornecedores na execução da primeira etapa (1N) do Eixo Norte. “Estamos hoje aqui com a equipe do Ministério tentando achar [uma solução] o mais rápido possível e temos de levantar os recursos para sanar os problemas dos parceiros”, explicou.

As equipes técnicas do Ministério intermediaram diversas reuniões, neste ano, entre os credores e a construtora Mendes Júnior para que o impasse fosse sanado, porém ambas as partes ainda não chegaram a um consenso.

Ministério da Integração Nacional/Assessoria de Comunicação Social

Convocação Geral


Nota de esclarecimento da Prefeitura Municipal de Cabrobó-PE

Capturar

Em meio às inverdades veiculadas nos últimos dias nas redes sociais e estendidas a alguns órgãos de comunicação da cidade, a Prefeitura de Cabrobó lembra e reforça o que é de domínio público, ou seja, que o Prefeito Marcílio Cavalcanti foi eleito democraticamente pelo voto livre e consciente do povo e jamais se furtará ao dever assumido em publicamente de bem conduzir os destinos da população cabroboense até o último dia de seu mandato.

Apesar das dificuldades advindas da crise instalada em todo país há mais de cinco anos, a Prefeitura de Cabrobó não se encontra em situação calamitosa. Tanto que todos os serviços  e trabalhos estão sendo mantidos em seu ritmo normal e eficiente, atendendo-se a todos os que necessitam deles e aos que buscam diretamente a Prefeitura.

O governo municipal tem plena convicção do muito que vem sendo feito nesses dez meses de administração. Portanto, a consciência é tranquila quanto a isso. Para exemplificar:

Na área  de saúde, foram realizadas mais de 300 cirurgias, além de centenas de exames de ultrassom, de endoscopia, de eletrocardiograma com áudio, de raio-X e laboratoriais;

A atenção básica está funcionando normalmente, inclusive com bonificação para os profissionais que desempenham essas atividades, seguindo critérios de avaliação;

Na área da agricultura, foram recuperados mais de 250 km de estradas, houve fornecimento de mais de 3.127 abastecimentos de água através de carro pipa e abertura de mais de 80 cacimbas, com a aquisição de uma PC hidráulica;

Na infraestrutura urbana, foram feitas mais de 500 intervenções, com operações “tapa-buraco”, retirada de toneladas de entulhos, estando a cidade mais limpa e bem zelada;

Na educação, os alunos da rede municipal recebem merenda escolar de qualidade. O governo do município recuperou  a frota dos ônibus estudantis e, em  parceria com o governo do estado, dezenas de  professores estão sendo formados por meio do Programa “Educação de Escola Integrada.” As quadras de esportes foram todas recuperadas em parceria com a iniciativa privada;

Foi criado o Conselho Municipal de Turismo, e já começam as ações nesse sentido;

Foi reaberta com sucesso a Sala do Empreendedor.

A Prefeitura de Cabrobó tem consciência de que vem cumprindo o prometido, mas sabe que ainda há muito por fazer. Afinal, não se recupera em pouco tempo o que ficou relegado ao esquecimento ou ao descaso por muitos anos. A Prefeitura continua avançandorumo ao cumprimento das promessas feitas e a novas conquistas para a comunidade.

O compromisso do Prefeito Marcílio Cavalcanti foi assumido em praça pública e resultou em sua expressiva vitória, possibilitada pelos 10.261 cidadãos que acreditaram em uma causa. São cidadãos cheios de esperança na construção de uma Cabrobó melhor, mais humana, mais próspera.

Esse compromisso já começou a ser cumprido, mesmo neste contexto de grandes crises econômicas e políticas, cuja instabilidade deixa a todos intranqüilos. Mas é em momentos assim que devemos fortalecer nossas crenças.

“Primeiro, faça o necessário, depois, o possível e, de repente, você estará fazendo o impossível.” (Francisco de Assis)

Comunicação da Prefeitura Municipal de Cabrobó

Assessoria de Imprensa

Convocação Geral


Fazenda Escola do campus Floresta sedia 1º Dia de Campo sobre produção agroecológica no Semiárido

thumbnail_DSC07985 thumbnail_DSC08152 thumbnail_DSC08180

Integrando a programação da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia, acontece na próxima  quinta-feira, dia 19, o 1º Dia de Campo sobre produção agroecológica no Semiárido.

O evento é organizado pelo Núcleo de Estudos Agroecológicos e Produção orgânica do campus Floresta do IF Sertão-PE com o objetivo de proporcionar conhecimento e integração entre os produtores rurais, e alunos do curso técnico em Agropecuária.

Durante todo o dia a Fazenda Escola do IF Sertão-PE, localizada ha 5km do campus Floresta, receberá produtores locais e comunidade acadêmica para palestras e oficinas. A abertura do evento contará com a palestra “Desafios da Produção Agroecológica no Semiárido”, a ser ministrada pelo professor Sebastião Alves, vice-presidente da SERTA- Serviço de Tecnologia Alternativa.

Serão disponibilizadas 15 vagas exclusivas para público externo. Para participar os produtores rurais, ou interessados na produção agroecológica, podem comparecer às 8h para realização da inscrição, no local do evento. Todas as atividades são gratuitas.

Programação: Dia 19 de outubro de 2017

– 08:00 – Inscrição e entrega do material
– 08:30 – Palestra de abertura– Desafios da Produção Agroecológica no Semiárido (Palestrante: Professor Sebastião Alves – SERTA).

– 09:30 – inicio das atividades:
Setor 01 – Oficina de Compostagem (Eng. Agrônomo Roberto Barros e Técnico Agrícola Dênison Fábio).
Setor 02 – Oficina de Adubação verde (Profa. Lúcia Oliveira).
Setor 03 – Oficina de uso sustentável da água no semiárido (Prof. Cleber Costa, Prof. Abdoral Lucas, Prof. Daniel Feitosa).
Setor 04 – Oficina de Quintal Agroecológico (Técnicos do IPA).
Setor 05 – Oficina sobre Forrageiras cultivadas para alimentação animal (Eng. Agrônomo/Bolsista CNPq. Giulliano Menezes).
Setor 06 – Oficina sobre Manejo e Controle de pragas na palma forrageira ( Prof. Iran Torquato, Prof. Leandro Uchôa)
Setor 07 – Oficina sobre Manejo de caprinos (Profa. Luenda Sá).

09:30 –  Exposição das maquetes de irrigação.

10:30 – Lanche

IF Sertão-PE Campus Floresta

Convocação Geral


Prefeito de Afrânio se mobiliza para vencer crise nacional que prejudica a administração pública municipal

O prefeito de Afrânio, Rafael Cavalcanti reuniu quadro de comissionados para falar do momento delicado que atravessam os municípios e comunicou a exoneração desses profissionais  e está se mobilizando com outros prefeitos pernambucanos em busca de uma solução junto aos governos estaduais e federais para a queda do FPM e  sobre o cenário econômico, com a crise que afeta todo o país e que está prejudicando a administração pública municipal. O prefeito segue hoje para Recife e depois para Brasília, aonde irá se juntar a outros prefeitos do Estado para  reivindicar apoio a causa municipalista, junto da bancada pernambucana no Congresso Nacional, em Brasília.

“Precisamos unir forças para conseguir do Governo Federal, apoio financeiro para os Municípios, que é o ente federativo que está mais próximo das pessoas e de suas necessidades básicas, sob pena das gestões municipais serem cada vez mais inviabilizadas”, ressaltou Rafael Cavalcanti.

 Em uma decisão emergencial, seguindo a linha de transparência e respeito da atual gestão aos profissionais da Prefeitura, o prefeito reuniu todos e comunicou a exoneração do quadro de cargos em comissão, inclusive secretários, nos meses de novembro e dezembro. “Esse é um momento que ninguém deseja passar, porém, fiquei mais aliviado com as inúmeras manifestações de apoio e compreensão que recebemos, tanto durante, como após essa reunião. Essas manifestações me fizeram seguir revigorado e cheio de forças para compromissos em Recife, cujo objetivo é reivindicar recursos para viabilizar ações em nossa cidade.

O prefeito se emocionou e agradeceu diante de todas as manifestações de apoio da difícil decisão de exonerar o quadro de comissionados, durante os dois últimos meses do ano. ”Reafirmo meu compromisso de, mesmo nesse cenário adverso de crise, fazer a melhor gestão que nossa cidade já teve que tem como diferencial,  o respeito e o cuidado com as pessoas. Com essa união, pedindo sempre sabedoria e proteção Divina, venceremos mais rapidamente esse momento e sairemos muito mais fortes para enfrentar quaisquer adversidades que aparecerem durante a caminhada,” refletiu.

Convocação Geral


PRF confirma que semáforo em Juazeiro causa engarrafamentos na Ponte: ‘engenharia é muito ruim’

Os semáforos implantados nas Avenidas Santos Dumont e Raul Alves, no Centro de Juazeiro, têm causados diversos congestionamentos, chegando até mesmo à Petrolina. As filas de veículos tiveram um aumento significativo nos últimos meses e têm causado diversos transtornos para os motoristas. As maiores ocorrências são nas mediações da Ponte Presidente Dutra, que dá acesso à cidade baiana.

Nilo Ferreira Lima, que é motorista, mora em Petrolina, mas precisa transitar diariamente entre as duas cidades. Ele afirma que os constantes engarrafamentos têm prejudicado o trabalho. “O problema é muito grave. O trânsito está caótico. Eu trabalho com saúde e a gente transita com pacientes, medicação. Depois que colocaram aquele semáforo, a situação – que já não era boa -, só piorou”, criticou.

De acordo com o inspetor-chefe da Polícia Rodoviária Federal em Petrolina, Paulo Lima, é preciso medidas eficazes para a desobstrução do trânsito entre as duas cidades, destacando que a única ligação que tem entre Petrolina e Juazeiro é a Ponte Presidente Dutra. “Há muito tempo necessitamos de uma outra ponte para fazer essa ligação. É necessário que seja construído o mais rápido possível. As medidas que estão sendo tomadas, são medidas paliativas”, disse.

Nesta localidade, existe a atuação de órgãos do município e governos do estado e federal. A instalação dos semáforos em Juazeiro foi uma ação do poder executivo da cidade, através da Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSST) e, segundo Paulo Lima, a estrutura é prejudicial para o fluxo de veículos. “Eu vou tentar conversar novamente com a CSTT porque aquele semáforo tem prejudicado. A ponte já tem uma estrutura totalmente prejudicial porque tem duas vias que dão acesso à cidade e apenas uma para escoar. Aquele semáforo tem causado um grande engarrafamento e um prejuízo enorme, inclusive acidentes. A estrutura de engenharia é muito ruim, Juazeiro é estremamento complexa porque não foi concluída toda Ponte Presidente Dutra, ocasionando prejuízos para toda a região”, destacou.

De acordo com o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), Geraldo Miranda, com a implantação do semáforo, criou-se uma barreira, desacelerando o trânsito em ambas as cidades. “Você cria fila e as retenções porque não tem fluidez. Você cria uma barreira. Tudo que tiver no caminho do veículo cria uma retenção e o semáforo de Juazeiro está causando essa retenção. Faz-se a fila porque não tem por onde fugir”, explicou.

Um outro problema, de acordo com Geraldo Miranda, é o afunilamento do trajeto que dá acesso a Juazeiro, já que, em Petrolina, os veículos transitam em três vias até chegar à cidade baiana, com uma única pista, que leva a Salvador-BA. “Isso aí [engarrafamentos] é uma decorrência disso. A solução é a ampliação da ponte”, destacou. Entretanto, ele ressalta que cabe aos órgãos competentes do município vizinho a aplicação de soluções. Em Petrolina, explica o diretor-presidente, estão sendo tomadas algumas medidas, como a duplicação de pistas e a extinção da pista de rolamento exclusiva para ônibus, localizada na Avenida Guararapes. “A gente vai ver o que dá para fazer por aqui, mas a gente só tem uma ponte para fluir”, constatou.

Grande Rio FM – Gabriela Canário

Convocação Geral


Justiça suspende expulsão de Fernando Filho do PSB

Coluna Pinga-Fogo – JC Online

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, junto de outros três deputados que seriam expulsos na noite de hoje do PSB pelo comando nacional do partido, conseguiram na Justiça suspender o processo de expulsão. A decisão da 21ª Vara Cível de Brasília, em caráter liminar (provisório), foi publicada às 16:07. A reunião do partido estava marcada para as 19h. O PSB vai recorrer.

Em resumo, o argumento de Fernando Filho, mais os deputados Fábio Garcia (MS), Danilo Forte (CE) e Tereza Cristina (MS), líder do PSB na Câmara Federal, é de descumprimento do prazo mínimo para o Diretório Nacional socialista convocar a reunião, que seria de oito dias, pelo regimento interno da legenda.

Os parlamentares fazem parte da ala “rebelde” do PSB, mais alinhada ao governo Michel Temer (PMDB). Em seu reposicionamento à esquerda, o partido abriu fogo contra o grupo de 14 parlamentares, que foi muito cortejado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e até mesmo por Temer.

Na ação, os quatro socialistas também pediram a suspensão do processo disciplinar interno na legenda – que embasaria a expulsão dos socialistas -, porém a Justiça entendeu não ser possível avaliar a questão, já que o relatório da Comissão de Ética não está disponível.

Convocação Geral


Após sessão cancelada, análise de denúncia de Temer na Câmara pode atrasar

A falta de quórum fez com que a Câmara cancelasse a sessão de plenário que estava marcada para a tarde desta segunda-feira (16).

A ação compromete a contagem de prazos na Casa o que pode atrasar a análise da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

A reunião da CCJ está marcada para esta terça-feira (17), às 10h. No entanto, para isso o colegiado precisa aguardar um prazo de duas sessões de plenário referente a um pedido de vista que deu mais tempo para os deputados analisarem o relatório.

Desde á ultima discussão na terça-feira (10), o plenário da Câmara fez apenas uma sessão que contou prazo para os trabalhos das comissões, na última quarta-feira (11).

Sem a segunda sessão do plenário, a discussão sobre a denúncia pode ser adiada para a semana que vem.

Uma sessão extraordinária foi convocada para as 9h00 desta terça (17), antes do horário abertura da CCJ. Para ser aberta e contar para o prazo do pedido de vista, é preciso que haja pelo menos 51 deputados com presença registrada na Casa. (Via: BNews)

Convocação Geral


Equipe F-Carranca participará de competição nacional de AeroDesign

A engenharia aeronáutica elabora projetos para a construção e manutenção de aeronaves, desde a concepção inicial até a fabricação. Na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), projetos de engenharia aeronáutica são desenvolvidos pelo projeto de extensão F-Carranca, que existe desde 2009 e reúne estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica, Civil, de Produção e Elétrica. A aeronave projetada este ano foi selecionada para a 19ª edição da competição SAE – Brasil AeroDesign, que acontecerá de 26 a 29 de outubro no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos, São Paulo.

A aeronave que vai concorrer, criada exclusivamente para a competição, é radiocontrolada e caracteriza-se por ser leve, de pequena escala, possuir baixa velocidade e não ser tripulada. A edição do SAE – Brasil AeroDesign deste ano reunirá 94 equipes, com 1,3 mil concorrentes de 16 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, além de participantes da Venezuela e do México e acontecerá em três categorias, Micro, Regular e Advanced.

O F-Carranca vai competir na classe Regular, que possui mais equipes competidoras, cerca de 60. As avaliações acontecerão em duas etapas, a competição de projeto, em que as equipes realizam apresentações orais dos projetos para a Comissão Técnica de Competição, formada por profissionais da área; e a competição de voo, em que os aviões passam por baterias de voo e devem ser capazes de decolar e transportar cargas crescentes.

No ano passado, o F-Carranca conseguiu levantar a segunda maior carga, ficando atrás apenas da equipe campeã e se consagrou como uma das melhores equipes, tendo ficado em nono lugar na colocação geral. Na edição brasileira do Aerodesign, as cinco primeiras equipes constituem o pódio da competição e as duas primeiras colocadas ganham a possibilidade de competir na edição americana.

A equipe do F-Carranca possui 39 colaboradores, que desenvolvem duas atividades sob a coordenação dos professores de Engenharia Mecânica Luiz Mariano Pereira e José Bismark de Medeiros. Além da equipe atual, nove dos 14 alunos que participaram do processo seletivo deste ano demonstraram disponibilidade e irão para a viagem. A seleção destes alunos aconteceu de 28 de setembro a 1º de outubro, com uma prova eliminatória, uma entrevista com os selecionados na primeira etapa e uma dinâmica que consistiu em uma imersão, chamada de Aeroweekend. Nesta última fase, os finalistas formaram equipes mistas de cinco a seis pessoas com o objetivo de projetar e construir um protótipo de avião, baseado num regulamento elaborado pela equipe, além de escrever um relatório e apresentar o projeto para uma banca avaliadora. Tudo isso em um fim de semana.

De acordo com Caio Guimarães, estudante de Engenharia Mecânica e capitão do F-Carranca, o objetivo da equipe é se consagrar como uma das melhores equipes de AeroDesign do Brasil, e o SAE-Brasil é uma grande oportunidades de mostrar o potencial da equipe. “Nós esperamos alcançar uma colocação ainda melhor que nos anos anteriores, para que esse resultado exponha o F-Carranca como uma equipe dedicada e competitiva, e também que traga orgulho para os alunos da Univasf e moradores do Vale do São Francisco”, afirma Caio.

O SAE – Brasil AeroDesign acontece desde 1999 e tem como objetivo difundir o intercâmbio de técnicas e conhecimentos da engenharia aeronáutica entre os estudantes e futuros profissionais. Isto acontece por meio de aplicações práticas e competições entre equipes formadas por estudantes de graduação e pós-graduação das áreas de Engenharia, Física e Tecnologia relacionada à mobilidade.

Convocação Geral