Termina a eleição para a escolha da nova diretoria do Sindicado dos Trabalhadores e Trabalhadoras  Assalariados Rurais. Aguardem o resultado ainda nesta terça(21)

Torcidas e membros das duas chapas já se encontram em frente ao  Sindicado a espera do resultado da eleição

A Comissão Eleitoral do pleito se prepara para dar inicio a apuração do pleito.

 

Durante todo o dia desta terça-feira (21), foi realizada em Petrolina, sede e interior, as eleições para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais. Duas chapas concorreram ao pleito.

Na sede  do Sindicato,  as 49 urnas já foram recolhidas e a comissão eleitoral deve começar o mais rápido possível  a  apuração, depois da logística já programada para o pleito.

As informações dão conta de que a eleição foi tranquila. A comissão eleitoral resolveu algumas pendencias no decorrer da eleição, mas nada que pudesse tirar o brilho e a vontade dos eleitores em votar  na sua chapa preferida.

Daqui a pouco sai o resultado. Acompanhe com exclusividade a apuração e  aclamação da nova diretoria  que vai dirigir o Sindicato dos Assalariados Rurais de Petrolina. Aguardem novas informações.

Convocação Geral


Novo processo de aprovação projetos arquitetônicos já está em vigor em Petrolina

Aprovação Responsável Célere vale para reformas ou construções de edificações de pequeno porte.

O município de Petrolina, no sertão pernambucano já conta com um novo processo de aprovação de projetos arquitetônicos idealizado pela Prefeitura de Petrolina. Ele foi definido pela Lei 2.971/17, aprovada pela Câmara de Vereadores, sancionada pelo prefeito Miguel Coelho e publicada no Diário Oficial na última terça-feira (14). Com isso, a Aprovação Responsável Célere (ARC) vai contemplar projetos de construção ou reforma de edificações de pequeno porte. Ou seja, que sejam destinadas à habitação uni ou multifamiliar com no máximo 400m2 de área construída. A ideia é agilizar a emissão da licença de construção, fazendo com que o documento esteja disponível em até sete dias.

O processo da ARC é mais rápido do que o tradicional, que leva dois meses em média, porque dá  ao proprietário do empreendimento a alternativa de apresentar a Declaração de Responsabilidade. O documento dispensa a análise técnica prévia do projeto arquitetônico por parte da Diretoria de Licenciamento Urbano da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS), tendo em vista que o proprietário do imóvel, o autor do projeto e o responsável técnico pela execução da obra assumirão o compromisso de que a elaboração do projeto e a realização da obra estarão estritamente de acordo com as leis municipais de uso e ocupação do solo, código de obras e demais legislações urbanísticas vigentes.

O secretário da SEDURBS, Eduardo Carvalho, explica que a atualização da legislação municipal segue o exemplo de grandes cidades brasileiras. “Fortaleza, Belo Horizonte e Campinas já são referência nesta modalidade de licenciamento. Graças à gestão moderna do prefeito Miguel Coelho estamos dando mais um passo importante para desburocratizar o sistema de forma a incentivar a geração de emprego e renda a partir do aquecimento do setor da construção civil em Petrolina impulsionado pela maior eficiência do poder público”, destaca Carvalho.

FISCALIZAÇÃO

Embora a ARC conte com um mecanismo onde o construtor assume a responsabilidade de elaborar o projeto e executar a obra rigorosamente dentro do que diz a lei, a Prefeitura não está isenta do papel de fiscalizar as construções na cidade. A qualquer momento as equipes de fiscalização da SEDURBS podem solicitar a análise detalhada do projeto e vistoriar a obra. Em caso de qualquer irregularidade ou desobediência aos parâmetros construtivos legais, haverá a aplicação de penalidades cabíveis aos responsáveis pelo empreendimento, a exemplo da aplicação de multa e até a demolição parcial ou total da construção, de acordo com a gravidade da infração encontrada. (Ascom)

Convocação Geral


Em Petrolina, vereador parabeniza Assembleia de Deus por sucesso de Congresso Jovem da igreja

vereador de Petrolina, no sertão, Osinaldo Souza, do PTB,  participou no final de semana da vigésima sexta edição do Congresso Jovem da Igreja Assembleia de Deus. Segundo o vereador, foi um momento importante é de grande participação da juventude cristã da região.

‘Mais de cinco mil participantes nesse encontro da mocidade evangélica da nossa igreja. Parabenizo os organizadores, os pastores e todos que dedicaram um tempo para prestigiar o congresso’, assinala Osinaldo Sousa. (Ascom)

Convocação Geral


Mais um homicídio no N.05, em Petrolina

Na manhã desta terça-feira(21), um homem, conhecido como Júnior Valência(Júnior da Carreta), foi assassinado a tiros no Projeto Senador Nilo Coelho, N05.

Segundo informações, o seu pai Luiz Valência, foi morto no mesmo lote a um tempo atrás.

A policia esteve no local para acompanhar os procedimentos e o corpo foi removido pelo IML.

Convocação Geral


Isaac Carvalho participa em São Paulo de Conferência sobre Parcerias Público-Privadas

O assessor de Planejamento e Parcerias Estratégicas da Prefeitura de Juazeiro, Isaac Carvalho, participou nesta terça-feira, 21, na cidade de São Paulo, de um importante evento de negócios direcionado ao mercado brasileiro de Parcerias Público-Privadas, o PPP Awards & Conference. Trata-se de um encontro singular, que além de oferecer uma nova oportunidade de networking, tem sua programação voltada para o que há de mais elogiável na experiência nacional com essa modalidade de contratação.

“Uma das missões que assumi ao aceitar o convite do prefeito Paulo Bomfim para ocupar a assessoria de Planejamento e Parcerias Estratégicas foi contribuir para a atração de novos investimentos a fim de que Juazeiro continue trilhando no rumo do desenvolvimento”, explicou Isaac. Ainda de acordo com o assessor de Planejamento e Parcerias Estratégicas, os caminhos para Juazeiro continuar obtendo êxito é manter uma boa articulação política e atrair novas parcerias junto à iniciativa privada.

“Por isso, se faz necessário estarmos atentos e sintonizados com o que pensam algumas das principais consultorias do país sobre o futuro do investimento privado em infraestrutura e serviços públicos no Brasil. O evento também está possibilitando o estreitamento das relações entre os agentes do setor público e do setor privado”, acrescentou.

Outro importante assunto abordado foi o futuro do financiamento da infraestrutura no Brasil sob a perspectiva da crise econômica e o papel dos bancos públicos nesse cenário, além do surgimento de possibilidades sem precedentes para a consolidação das bancas privadas e recrudescimento do mercado de capitais para grandes projetos de infraestrutura no país.

A Conferência teve como convidados Wellington Dias, Governador do Piauí; Ricardo Reis, Vice-Dean da Católica – Lisbon School of Business & Economics; José Carlos Martins, Presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, além de Marcos Siqueira, Sócio da Radar PPP. (Ascom)

Convocação Geral


Hospital Universitário informa que os funcionários em greve já retornaram ao trabalho

O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf) informa que os empregados filiados ao Sindicato Estadual dos Trabalhadores de Empresas Públicas de Serviços Hospitalares do Estado de Pernambuco (SINDISERH-PE), que estavam em paralisação desde o dia 13 de novembro, retornaram às atividades hoje (21). O HU-Univasf providenciará a agilização de procedimentos cirúrgicos que não foram realizados durante o período de paralisação.

De acordo com o SINDISERH-PE, os empregados permanecem em estado de greve até que ocorra uma nova assembleia, prevista para o dia 27 de novembro, ocasião em que se decidirá sobre a retomada do movimento grevista.

A direção do HU-Univasf permanece aguardando o resultado das negociações em torno do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2017/2018, sob responsabilidade da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), ocorridas no âmbito do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e reforça o compromisso do hospital em prestar serviços de excelência em atenção à saúde, ensino, pesquisa, inovação e extensão no Vale do São Francisco.

Convocação Geral


Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina recebe novos médicos

Visando atender à demanda de 150%, a qual o hospital é constantemente submetido, a direção do Dom Malan/IMIP de Petrolina busca sempre contratar novos médicos e profissionais de saúde. Somente este ano, já foram admitidos nas áreas de ginecologia/ obstetrícia e pediatria 18 médicos. Os mais novos recém-contratados chegaram agora em novembro e juntos formam uma equipe de 194 profissionais, incluindo os plantonistas e prestadores de serviço.

Todo esse esforço tem como objetivo prestar uma assistência à saúde humanizada e de qualidade à população dos 55 municípios da Rede PEBA, mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas pelo Sistema Único de Saúde no país. “Os serviços públicos vivem superlotados e essa realidade no Dom Malan não é diferente. Mas, temos uma equipe coesa, dedicada e que busca fazer a diferença. Isso inclui os novatos, que inclusive procuram o HDM pelas boas referências do ensino, pesquisa e assistência”, considera o superintendente Etiel Lins.

Para Sérgio Fernandes Cabral, por exemplo, a oportunidade de trabalhar no Dom Malan soma-se à possibilidade de mudança de vida. “Venho do Recife em busca de uma melhor qualidade de vida para a minha família. Lá a gente trabalha muito, não tem tempo para os filhos e vive um dia a dia muito corrido. Quando soube da oportunidade no HDM não pensei duas vezes, até porque ressoa no estado o bom trabalho desenvolvido pelo hospital e todo mundo em Recife conhece o padrão de excelência do IMIP”, ressalta o médico.

Em pouco menos de um mês, o especialista já se orgulha da decisão. “Com certeza fiz a escolha certa e tenho me surpreendido a cada dia com o HDM. Achei incrível a consistência do ensino e pesquisa, a resolutividade da unidade e a qualidade dos profissionais”, relatou Sérgio na primeira troca com os colegas que aconteceu no dia 08.11, durante a reunião do Grupo de Estudo Médico-Científico do qual o HDM e mais 10 instituições de educação e saúde do país fazem parte.

Opinião e história semelhante é a da plantonista Danielle Matoso, admitida no início deste mês. A pediatra e alergologista está vindo do Recife também pelos mesmos motivos. “Ainda não fiz a mudança completa e estou na ponte aérea. Mas, em dezembro estarei morando em Petrolina. Tive uma experiência muito positiva no IMIP de Recife, onde trabalhei por oito anos na emergência e vivi parte da minha formação. Aqui no HDM encontrei o mesmo estilo, complexidade e resolutividade de lá e isso me deixou muito. Trabalhar no IMIP é sempre uma escolha maravilhosa”, admite.

“Ficamos agraciados com os relatos e acredito que esse lado positivo precisa ser divulgado. São opiniões médicas a respeito do nosso serviço, muitas vezes tão criticado”, finaliza a diretora de atenção à saúde do HDM, Tatiana Cerqueira, que na oportunidade dá boas-vindas aos novatos. (Ascom)

Convocação Geral


Confira o passo a passo para fazer a Carteira de Trabalho Digital

Aplicativo poderá ser acessado por qualquer smartphone

A partir desta terça-feira(21), o trabalhador brasileiro poderá ter as informações de Qualificação Civil e de Contratos de Trabalho que hoje constam na Carteira de Trabalho em um aplicativo móbile, desenvolvido a partir de uma parceria entre o Ministério do Trabalho e a Dataprev. A Carteira de Trabalho Digital poderá ser baixada em qualquer smartphone com sistema operacional Android ou IOS e funcionará como uma extensão do documento físico.

O objetivo é facilitar a vida dos trabalhadores que terão o documento à mão sempre que precisarem fazer uma consulta. Todas as experiências profissionais formais, as atuais e também as anteriores, estarão no aplicativo.

Também será possível, por essa mesma ferramenta, solicitar a primeira e a segunda via da carteira de trabalho física.

A caderneta da Carteira de Trabalho física continuará existindo e sendo o documento oficial do trabalhador.

Como baixar

  • Para ter o documento digital, com todas as informações acessíveis no telefone, o trabalhador deve entrar na loja de aplicativos do telefone e procurar por “Carteira de Trabalho Digital” e baixar a ferramenta.

  • A próxima tela são os informes:

  • Em seguida, irá aparecer uma tela com quatro opções (Entrar, Solicitar 1ª via, Solicitar 2ª via, Perguntas Frequentes).

Quem tiver a senha cadastrada no cidadão.br e Sine Fácil, precisará apenas colocar essa senha (será  mesma senha para os dois aplicativos). Neste caso, basta clicar em “Entrar”:

  • Será necessário ler a política de privacidade, concordar e aceitar.

  • Em seguida, será necessário digitar o CPF, a senha e clicar novamente em “Entrar”.

  • Quem não tiver senha ainda, precisará criar uma, clicando em “Primeiro Acesso no cidadão.br” ou em “Cadastre-se”.

Será necessário informar dados pessoais (CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe, estado de nascimento (se for nascido no exterior, a opção será “Não sou brasileiro”). Essas informações serão validadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis). Caso estejam corretas, o trabalhador será direcionado a responder um questionário com cinco perguntas sobre seu histórico laboral. Por isso, é importante ter em mãos a Carteira de Trabalho física ao tentar instalar o aplicativo mobile. É preciso acertar pelo menos quatro das cinco perguntas. Em seguida, o trabalhador receberá uma senha provisória que deverá ser trocada no primeiro acesso.

Caso o usuário não consiga acertar as respostas, terá de aguardar 24 horas para uma nova tentativa ou entrar em contato com a central 135 do INSS para auxílio.

 

  • Pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital, é possível também solicitar a 1ª e a 2ª via da carteira de Trabalho. As opções aparecem na terceira tela que se abre assim que o aplicativo é instalado. Nesse caso não é necessário passar pela autenticação. Basta clicar na opção desejada, preencher o formulário de pré-cadastro válido por 30 dias, e comparecer a um posto de atendimento para validar as informações e formalizar o pedido do documento.

 

Algumas unidades de atendimento de emissão de CTPS requerem agendamento prévio. Para verificar se o posto de sua preferência tem essa obrigatoriedade o trabalhador pode entrar no link http://trabalho.gov.br/rede-de-atendimento.

Essa solicitação também pode ser feita pela internet, caso o trabalhador não queira baixar o aplicativo. O endereço é ohttps://precadastroctps.trabalho.gov.br.

 

Convocação Geral


Produção agrícola sofre com má qualidade de rodovias

O Brasil é um dos gigantes da agropecuária no mundo. Maior exportador de carne do planeta e segundo maior exportador agrícola, o produto brasileiro não sofre com questões como qualidade ou volume de produção na hora de competir. O maior problema para quem produz no Brasil produtos do campo está ligado ao transporte da mercadoria e seu custo.

Antônio José Meireles tem 46 anos, há 16 ele trabalha na produção agrícola. Atualmente produz milho e soja no Mato Grosso do Sul, mais especificamente na cidade de Naviraí, há 370 quilômetros da Capital, Campo Grande. Ele explica a dimensão e a importância do custo do transporte para o produtor rural. “Nós sabemos que não conseguiremos produzir se não pagarmos o transporte. O custo desse transporte via rodovia é alto”, revelou.

Sistema rodoviário é o mais utilizado

Elisangela Lopes é assessora técnica da Comissão Nacional de Infraestrutura de Logística da Confederação de Agricultura e Pecuária, a CNA. Ela conta que a malha rodoviária do Brasil é responsável por transportar cerca de 60% de todos os produtos produzidos no campo, seguido por ferrovias e hidrovias.

No entanto, a qualidade desta malha é contestável. De acordo com Elisangela, produtores brasileiros gastam mais que os principais concorrentes internacionais para realizar o transporte. Longas viagens e a má condição das estradas, segundo a assessora técnica, causam gastos maiores para o produtor rural.
“Nós somos imbatíveis quando comparamos a produtividade para dentro da porteira. Passou a porteira, a situação muda de figura. Nós temos os maiores custos, cerca de três, quatro vezes mais que Estados Unidos e Argentina.”

Segundo a Pesquisa de Rodovias da Confederação Nacional de Transportes, a CNT, 60% das estradas brasileiras foram avaliadas como regulares, ruim ou péssima, com problemas na pavimentação, falta de sinalização e buracos. Ainda segundo a pesquisa estradas com uma pavimentação avaliadas como péssima podem causar um aumento no custo operacional de até 91,5%.

Elisagela Lopes afirma que as regiões Norte e Nordeste são as mais afetadas pela qualidade da via. A informação é confirmada pelo levantamento da CNT. Quando separado por regiões do país, de acordo com o levantamento, a região Norte do país é quem mais sofre com custos adicionais, 33,6% ao todo. O Sudeste, que menos paga custos adicionais, tem um acréscimo de 24,7% no transporte dos produtos.

O Acre é o estado mais afetado, ainda de acordo com a CNT, no quesito de taxa por conta da má qualidade das estradas. Enquanto a média nacional de custos adicionais com transporte gira em torno de 27%, o Acre sofre com um aumento de 56,5%. “Isso retira renda do produtor. Os produtores dos Estados Unidos e Argentina acabam tendo uma lucratividade maior do que os nossos produtores”, completou Elisangela.

Prioridades

Para melhorar essa situação, Elisangela Lopes afirmou que algumas vias precisam passar por melhoras ou finalizar obras o mais rápido possível. Uma dessas rodovias é a BR163, que liga a capital do Mato Grosso, Cuiabá, até a cidade de Santarém, no Pará.

Ela destaca que a melhora na via é fundamental, pois é o único caminho que as transportadoras podem fazer para chegar aos portos de Santarém e Miritituba. Em Março, as más condições do tempo causaram paralisações e consequentemente, prejuízos ao setor. Ela dá detalhes da dimensão da importância da via para o setor agrícola. “O setor de grãos calculou um prejuízo de RS$ 400 mil por dia, porque ela ficou paralisada, e era a única forma de se chegar aos portos de Santarém e Miritituba. Não tem outro caminho. Tem a ideia para se implantar o ferrogrão, paralela a BR 163, mas enquanto temos caminhos únicos para chegar a um porto, qualquer imprevisto aumenta e muito o custo de transporte.”

Sobre o trecho, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DNIT, afirmou que o trecho entre Santa Júlia e a vila do Caracol está recebendo serviços de terraplanagem e drenagem. Após o período chuvoso, o trecho, de quase 40 quilômetros, receberá o asfalto. O setor norte também recebeu 10 quilômetros de pavimentação. Já o trecho sul sofreu ajustes e será feito em parceria com o Exército Brasileiro.
Alternativas

Há alternativas para deixar a questão da logística com um custo menor. Elisângela Lopes, da CNA, que em comparação no comparativo, o sistema hidroviário chega à custar um terço do transporte por caminhão. Quando o comparativo é feito com o sistema ferroviário ele chega a custar um sexto do cobrado pelo caminhão.

No entanto, essa é uma realidade internacional e que adoção desses meios aqui no Brasil deve demorar um pouco. ”Como não temos hidrovias, temos rios, mas que não são classificados como hidrovias. Faltam obras de finalização, derrocamento, deixar esse rio navegável. A gente utiliza pouco as hidrovias. Já o ferroviário é caracterizado por um monopólio, onde o custo transporte é balizado pelo sistema rodoviário. Chegando a custar o mesmo valor, quando internacionalmente esse valor chega a ser 30% menos”, detalhou Elisangela.

Para Antônio José Meireles, a esperança é de que o assunto seja discutido para buscarem melhorias. “Enquanto nossos políticos não focarem que o Brasil é um país extremamente agrícola e que depende disso para ser mais competitivo lá fora, que precisamos de uma infraestrutura melhor, nós vamos continuar sofrendo”, reclamou o produtor.

Convocação Geral


Senacon, Procons e Reclame Aqui se unem contra fraudes na Black Friday

Intensificação da fiscalização e monitoramento digital de preços do comércio eletrônico é a principal ação para reforço à proteção do consumidor na data das megapromoções – 24 de novembro
A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), os Procons e a plataforma digital privada Reclame Aqui se uniram no combate às maquiagens de preços e às ofertas enganosas que violam os direitos dos consumidores na Black Friday, dia de promoções que neste ano (2017) cairá em 24 de novembro, daqui a duas semanas.

O anúncio da intensificação de fiscalização na data festejada pelo varejo foi feito pelo secretário Nacional do Consumidor (Senacon), Arthur Rollo.   A participação e envolvimento de uma entidade civil privada (Reclame Aqui) nesse tipo de ação é inédita e reforça as ações de defesa e proteção do consumidor dos órgãos públicos.

A parceria com o Reclame Aqui consiste na remessa à Senacon das ilegalidades identificadas no monitoramento digital das ofertas realizadas pelo comércio eletrônico.

“Tanto os Procons como o Reclame Aqui já estão monitorando as ofertas na internet. Qualquer ilegalidade notada será objeto de investigação e de responsabilização na esfera administrativa.”, informou o Secretário Arthur Rollo.

Sem fraudes
Infelizmente, em anos anteriores, ilegalidades como maquiagens de preços, abalaram a imagem da data no Brasil, que passou a ser apelidada de “Black Fraude”, observa Rollo.

A Secretaria recomenda a vigilância dos consumidores sobre os valores dos produtos de seu interesse desde já, bem como a atenção contra práticas enganosas. Rollo não descarta a ocorrência de episódios semelhantes na presente edição.

A maquiagem se caracteriza pelo aumento prévio dos preços de produtos no período que antecede a data promocional e a apresentação de falsos descontos no próprio dia.

Outro artifício para mascarar a movimentação fraudulenta de preços é adotar valores do frete e de entrega acima daqueles praticados rotineiramente. O frete mais caro encarece o preço final. (Ascom)

Convocação Geral


Dia do Músico é celebrado na Praça do Bambuzinho nesta quarta-feira(22)

Em comemoração ao Dia do Músico, celebrado nesta quarta-feira (22), a Prefeitura de Petrolina vai realizar um concerto da Tenda Cultural, na Praça do Bambuzinho, às 12h. A apresentação do Quinteto de Sax Carcará, faz parte da programação do “Concertos Itinerantes e Populares”, promovido pela Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE).

Para a secretária da pasta, Maria Elena de Alencar, a data não poderia passar em branco. “Pensamos numa programação diferenciada para esta semana, justamente para homenagear aqueles que tanto contribuem para a manifestação artística da nossa cidade. O Quinteto de Sax Carcará foi convidado para fazer uma grande apresentação, no coração de Petrolina”, comemora.

Sobre o Quinteto de Sax Carcará:

O grupo existe desde 2008, com a proposta de tocar músicas brasileiras como Rosa e Naquele Tempo, de Pixinguinha, Assum Preto do Rei do Baião e Como Lucinha no Frevo, em espaços públicos. O Quinteto de Sax Carcará é produto de um projeto de extensão, o Concertos Itinerantes Pedagógicos.

O Quinteto é formado por Java Ferreira, Ozenir Luciano, Franciele Dias, Pablo Melo, Caio Bruno e Vinicius Lima, no baixo e percussão. A iniciativa é do Instituto Federal do Sertão Pernambucano, campus zona rural em parceria com o campus Petrolina.

Serviço: Apresentação do Quinteto de Sax Carcará

Local: Tenda Cultural – Praça do Bambuzinho

Data: 22/11/2017

Hora: 12h

Convocação Geral


A morte do Velho Chico ameaça a Convivência com o Semiárido

DCIM100MEDIA

A Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) soma-se às muitas vozes das lideranças, comunidades ribeirinhas, povos tradicionais, movimentos sociais, comitês de bacias, pastorais sociais e especialistas para denunciar a morte do Rio São Francisco e exigir do Estado brasileiro ações imediatas para reverter tal quadro de penúria, abandono, exploração, descaso e privatização de suas águas.

O Rio totalmente brasileiro sustenta milhares de ribeirinhos nos 160 municípios que banha, ao longo dos cinco estados que percorre (Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe) e também é fonte de vida e renda para quem vive em seu entorno. No entanto, este mesmo manancial que garante vida digna para muita gente que vive no Semiárido, passa por um dos piores momentos de sua existência, segundo relatos das populações rurais e de cidades ribeirinhas, e também de acordo com os relatórios da Agência Nacional de Águas (ANA).

Os mais de 500 anos de exploração do rio, em especial o barramento de suas águas, provocaram o assassinato e expulsão de povos originários dos seus territórios, escravização de povos negros, alagamento de grandes áreas e inundação de cidades ribeirinhas, devastação das matas, águas demandadas e poluídas. O Cerrado está sendo destruído! Em seu lugar implanta-se o agronegócio com suas monoculturas para exportação e a mineração o que provoca a destruição das áreas de recargas de águas da Bacia. A caatinga está sendo retirada para dar lugar à fruticultura e à cana-de-açúcar irrigada. Este desmonte da cobertura vegetal natural provoca o entulhamento do Rio e neste cenário de devastação e exploração das águas do Velho Chico espalham-se diversos conflitos por terra e águas dos povos tradicionais que resistem em luta.

Confira a carta na íntegra

 (Ascom)

Convocação Geral


Leucemia tem remissão completa com novo tipo de terapia genética, mostra estudo

(G1 Bem estar)

Estudo publicado na “Nature Medicine” mostra que pacientes com leucemia resistentes à tratamento, inclusive aqueles que já passaram por técnicas de terapia genética mais recentes, podem tentar um outro tipo de estratégia de modificação de genes para vencer o câncer. No estudo, a remissão completa com a nova terapia foi atingida em 73% dos casos.

A terapia genética voltada para o sistema imunológico se prepara para ser um dos tratamentos mais promissores para cânceres hoje sem terapia. A estratégia básica funciona mais ou menos assim: 1) células de defesa são retiradas do organismo do paciente; 2) elas são modificadas geneticamente em laboratório para aprender a reconhecer o tumor; 3) as novas estruturas são injetadas novamente no organismo; 4) espera-se que o corpo tenha “aprendido” a reconhecer células cancerígenas.

A estratégia parece simples, mas na prática cientistas estão tentando todas as variações desse mecanismo para tentar vencer o câncer (várias delas relatadas em matéria especial no G1). A pesquisa publicada nesta segunda-feira (20) na “Nature Medicine” está tentando um mecanismo diferente: as células de defesa T são modificadas para atacar um novo tipo de estrutura presente nas células malignas: o antígeno CD 22.

Um antígeno é uma estrutura presente nas células doentes que, por sua especificidade, deflagra uma resposta imune. Em um mecanismo similar à “chave-fechadura”, a célula imune (fechadura) se prende a essa estrutura (chave) e a “mata”. Nas terapias genéticas em curso hoje, a chave mais comum é o antígeno CD 19; no estudo da “Nature”, no entanto, foi utilizada a estrutura CD 22.

De acordo com o estudo, o problema de alguns tratamentos com a estrutura CD 19 é que os tumores simplesmente perdem essa estrutura ao longo do tempo — sendo a causa mais frequente de resistência ao tratamento. A pesquisa escolheu, então, o CD 22 (que é geralmente mantido após a perda do CD 19).

Como foi o estudo

Cientistas testaram o CART CD 22 (como é chamada a nova terapia), em 21 crianças e adultos, incluindo 17 que foram previamente tratados com imunoterapia por CD 19. A remissão completa foi obtida em 73% dos pacientes, com 5 desses pacientes tendo sido previamente tratados com CD 19.

Segundo autores, a pesquisa é a primeira a estabelecer a atividade clínica de terapias dirigidas para o antígeno CD 22. Uma importância do estudo é justamente mostrar que existem outras opções, mesmo para os pacientes que já foram tratados com terapias genéticas inovadoras.

Nos pacientes em que a doença voltou, cientistas atribuíram a falha à baixa densidade do CD 22. O achado também mostrou a importância de uma presença maciça da estrutura para que o câncer seja mantido sob controle.

Convocação Geral


Em Petrolina começa a eleição da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais

A eleição para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina está sendo realizada nesta terça-feira(21). Duas chapas concorrem a Presidência. A Chapa 1,  tem como candidata a presidência Leninha e  vice Claudio e a Chapa 2, a candidata a presidência é Simone e o vice Brando.

As urnas foram abertas as oito horas da manhã desta terça-feira(21).  O Sindicato tem 7.820 filiados.  São 49 urnas fixas e itinerantes, cobrindo mais de 130 empresas. Duas urnas estão na sede do Sindicato que fica localizado na Avenida das Nações em Petrolina. A eleição será encerrada as 17 horas.  Segundo informações a movimentação em torno da eleição é muito grande. Aguardem novas informações

Convocação Geral


Deputada Socorro Pimentel defende fim dos simuladores em autoescolas

O uso de simuladores em aulas de direção nas autoescolas – obrigatório desde o início do ano – motivou pronunciamento da deputada Socorro Pimentel (PSL) durante a Reunião Plenária dessa segunda (20). Para a parlamentar, a exigência não melhorou a preparação dos motoristas e tem gerado custos desnecessários aos candidatos a obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Socorro Pimentel apresentou números do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) que indicam a ineficiência da obrigatoriedade. Até outubro deste ano, foram consideradas inaptas 69% das pessoas que se submeteram ao exame para a categoria B da CNH – destinada a condutores de carros de passeio. Em 2016, em comparação, foram 60% os candidatos reprovados.

“Facilmente, constatamos ser desnecessário o uso do simulador”, disse a deputada, acrescentando que decisões judiciais já suspenderam a exigência dos equipamentos em Alagoas e em Rondônia, por obrigar o consumidor a pagar por serviços sem eficácia comprovada. O aluguel das máquinas, apontou a parlamentar, custa às autoescolas cerca de R$ 3 mil mensais, o que encarece o valor cobrado dos alunos pelo curso de formação.

A questão aguarda pronunciamento de instâncias superiores da Justiça, lembrou Pimentel, defendendo a atuação do Ministério Público Federal em Pernambuco para interromper a vigência da obrigatoriedade dos simuladores também no Estado. “Isso proporcionaria sensível economia aos cidadãos pernambucanos”, pontuou. (Ascom)

Convocação Geral