Em Petrolina protestos tomam as ruas da cidade

18157346_1724898224203990_3108832231888183668_n

Sindicatos e o povo nas ruas de Petrolina

18119467_1724898227537323_7248452424925786692_n

Servidores municipais na greve em Petrolina

18119603_1724898954203917_7564295052754651291_n

Servidores da justica do estado na greve em Petrolina

Sintrajuf-PE

Vários entidades de trabalhadores  sociais, sindicatos, servidores municipais, estaduais e federais, representações populares e outros movimentos organizados, estão nas ruas de Perolina.

A concentração começou na Avenida Souza Filho e os manifestantes tomaram as principais ruas e avenidas do centro da cidade. Aguardem novas informações.

Convocação Geral


Manifestantes bloqueiam trechos da BR-232 e da BR-104 em Caruaru

Manifestantes bloquearam trechos da BR-232 e da BR-104 na manhã desta sexta-feira (28) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-232, sentido São Caetano, manifestantes queimaram pneus na rodovia.

O mesmo aconteceu no início da manhã na BR-104, nas proximidades da 4ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran-PE) em Caruaru. Pontos de bloqueio também foram identificados na zona rural, nas vilas do Rafael e de Lajes

Avenidas fechadas
As principais ruas e avenidas de Caruaru também foram bloqueadas durante a paralisação. As avenidas Rio Branco e Agamenon Magalhães estão interditadas. Os manifestantes também vão fechar a rua Duque de Caxias na manhã desta sexta. (Via: G1 Caruaru)

Convocação Geral


Em Pernambuco, CUT contabiliza grande adesão à greve geral desta sexta-feira

20170427115503743419o

Contabilizando uma grande adesão dos setores públicos federal, estadual e municipal, na educação pública e privada, nas áreas de saúde, transporte de massa, no setor misto e em boa parcela de empresas e fábricas em Pernambuco, a Central Única dos Trabalhadors (CUT) detalhou, na manhã desta quinta-feira, os informes da greve geral contra as reformas trabalhistas e da Previdência no estado.

“A greve neste momento já é vitoriosa. Toda a sociedade pernambucana, toda a classe trabalhadora está pulsando essa informação. A gente vai barrar nas ruas, nas lutas, o que um grupo de deputados e deputadas incompetendes está fazendo sem saber o que está sendo discutido. Vamos manter os direitos da classe trabalhadora com uma grande greve amanhã no Recife e no Brasil todo. Vamos fechar o cerco e ampliar em direção a uma greve por tempo indeterminado, se precisar”, adiantou Paulo Rocha, vice presidente da CUT em Pernambuco, durante entrevista coletiva realizada na sede da nova Central, no Edifício Círculo Católico, na Boa Vista.

Além das categorias que já haviam decidido parar, a CUT acrescentou esta manhã a adesão de mais categorias ao movimento paredista nacional. Engrossaram a greve os policiais rodoviários federais, policiais civis, policiais federais e guardas municiais de Recife, Camaragibe e Ipojuca. O número de trabalhadores paralisados em protesto ainda pode aumentar. “Caso os aeronautas parem e a decisão será tomada hoje, os aeroportos vão parar. Estamos hoje nas portas das fábricas e empresas fazendo mobilizações. Inclusive muitas prefeituras em Pernambuco decretaram ponto facultativo mediante a mobilização que está sendo colocada nas cidades”, acrescentou Rocha.

No Recife, o ponto alto dos protestos vai contar com ato público e caminhada. A manifestação começa às 14h, na Praça do Derby. De lá, por volta das 15h, os manifestantes sairão em caminhada em direção ao Marco Zero do Recife. Além disso, serão realizados atos em mais de 30 municípios e mais de 50% das cidades pernambucanas farão atividades públicas ao longo do dia.
Confira as categorias que já anunciaram que cruzarão os braços nesta sexta-feira, segundo a CUT:

Policiais rodoviários federais

Policiais civis

policiais federais

Guardas Municiais de Recife, Camaragibe e Ipojuca

Rodoviários (motoristas e cobradores de ônibus)

Metroviários
Aeroportuários
Aeronautas
Metalúrgicos
Bancários
Polícia Civil
Servidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe)

Servidores do Ministério Público de Pernambuco (MPPE)

Servidores Públicos federais do INSS

Servidores do Ministério do Trabalho

Servidores do Ministério da Saúde

Professores da UPE
Professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Trabalhadores da Previdência Social
Trabalhadores dos Correios

Professores da rede municipal do Recife

Trabalhadores dos Correios
Petroleiros
Servidores Municipais do Paulista
Servidores Administrativos Fazendários
Servidores da Universidade de Pernambuco
Servidores do Poder Judiciário
Guardas Municipais do Recife
Trabalhadores em Processamento de Dados das empresas federais, estaduais, municipais e de empresas privadas.
Trabalhadores Químicos
Trabalhadores de Estabelecimentos de Ensino da Rede privada
Trabalhadores Públicos da Agricultura e Meio Ambiente do Estado de Pernambuco
Trabalhadores Portuários
Professores de Jaboatão dos Guararapes
Trabalhadores em Educação de Pernambuco
Servidores Municipais do Recife
Enfermeiros
Servidores Federais
Servidores estaduais da administração direta e indireta
Agentes Comunitários do Recife
Assistentes Sociais
Psicólogos
Farmacêuticos
Odontologistas
Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais
Agentes de Segurança Penitenciária e Servidores do Sistema Penitenciário
Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco
Auxiliares e Técnicos em Saúde Bucal
Associação dos Profissionais de Educação Física
Trabalhadores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Trabalhadores da Construção Pesada
Trabalhadores em Asseio e Conservação
Condutores de Ambulância de Pernambuco
Sindicato dos Porteiros
Vários servidores públicos municipais, como por exemplo, de Buíque, São Bento do Uma, Bezerros, Abreu e Lima, Riacho das Almas, Iato, Exu, São Vicente Férrer, Tacaimbó. Tupanatinga, Sertânia, Moreno, Gravatá.

Os servidores públicos federais do INSS, Ministério do Trabalho e Ministério da Saúde aderem à mobilização nacional desta sexta-feiraO Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social em Pernambuco (Sindsprev-PE) orienta os usuários que tiverem agendamentos marcados para sexta-feira a ligar para o 135 e solicitar informações sobre o reagendamento.

Na noite desta quarta-feira, trabalhadores dos Correios entraram em greve por tempo indeterminado e aderiram à greve nacional. Ao todo, cerca de 3.500 servidores cruzam os braços em Pernambuco, interrompendo serviços de entrega de correspondências e encomendas.

Pela manhã, os cerca de 1.600 trabalhadores do estaleiro Vard Promar em Suape-PE, em assembléia junto com o Sindicato dos Metalúrgicos, aderiram à paralisação. Os 3.600 trabalhadores do estaleiro Atlântico sul também vão cruzar os braços, paralisando o setor naval em Pernambuco.

Os auditores fiscais e julgadores tributários da Secretaria da Fazenda de
Pernambuco (Sefaz-PE) também aprovaram a paralisação das atividades na próxima sexta-feira. A suspensão dos serviços vai afetar todas as 26 Agências da Receita Estadual (ARE’s), a sede da secretaria, no Edifício San Rafael, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), além dos 15 Postos
Fiscais (PF’s).

A Federação dos Empregados do Comércio de Bens e de Serviços do Norte e do Nordeste (Feconeste) e seus 34 sindicatos filiados das regiões Nordeste e Norte declaram, no início da tarde desta quarta-feira, apoio e adesão à greve geral.

CDL –

Convocação Geral


Em Petrolina, Sintcope participa da mobilização desta sexta-feira(28)

Nesta sexta-feira (28) quando acontecerá em todas as cidades do país uma greve geral, o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope) estará mobilizado contra as reformas propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB) e seus aliados. O movimento que está convocando todos os trabalhadores a cruzar os braços é uma iniciativa de todas as centrais sindicais e busca impedir  a aprovação de projetos que retiram direitos históricos dos trabalhadores e precarizam as relações de trabalho.

A informação da adesão do Sintcope ao movimento nacional – em Petrolina a concentração será na Praça do Bambuzinho – foi confirmada na semana passada em uma reunião da presidente Dilma Gomes e do vice-presidente Sérgio Lacerda, com o secretário operacional da frente Brasil Popular – Petrolina, Cláudio Angelim.

“Estamos vivendo um momento em que a única forma em que nós trabalhadores temos de nos fazer ouvir é através da mobilização, desses movimentos. Não podemos perder direitos que foram conquistados com tanto esforço”, disse a presidente Dilma.

“Depois que os trabalhadores foram às ruas, o presidente já sinalizou com alguns recuos, então é importante que estejamos todos mobilizados no dia 28 e em todos os dias, porque é a vida do trabalhador que está sendo decidida por um grupo de deputados e senadores”, disse.

Funcionamento – Em apoio à realização das manifestações em defesa dos direitos sociais e trabalhistas que acontecerá na próxima sexta-feira (28), não haverá atendimento na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope).

A suspensão do funcionamento na sexta-feira atende também a uma orientação da União Geral dos Trabalhadores (UGT) que convoca todos os trabalhadores a ir às ruas.

Diversas entidades sindicais e movimentos sociais já confirmaram a participação no movimento do dia 28 de abril em Petrolina.

1º. de maio – Por ocasião do feriado na próxima segunda-feira (1º. de maio) alusivo ao Dia do Trabalho, não haverá a distribuição de guias na sede do Sintcope, para  atendimento médico e odontológico, que acontece sempre na primeira segunda-feira de cada mês. As guias serão entregues na terceira segunda-feira do mês.

Convocação Geral


28 de Abril: Fetape e Fetaepe fortalecem mobilização nacional

fetape

A Greve Geral desta sexta-feira (28) é um momento fundamental para que a sociedade brasileira possa demonstrar o seu repúdio às propostas arbitrárias que o (des)governo Temer vem apresentando e também às últimas votações na Câmara, que sinalizam para um verdadeiro pacto em prol da retirada de direitos da classe trabalhadora. Diante desse cenário inaceitável, de ameaças constantes, a Fetape (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco) e a Fetaepe (Federação dos Trabalhadores  Assalariados e Assalariadas Rurais de Pernambuco) se unem à CUT e às demais centrais sindicais do país, fazendo ecoar esse grito contra as reformas da Previdência e Trabalhista e a Lei de Terceirização sancionada pelo presidente.

A orientação é que os Sindicatos filiados às duas Federações engrossem a paralisação, em todos os municípios do estado, indo para as ruas junto com outros movimentos e organizações do campo e da cidade. O diálogo com os trabalhadores e trabalhadoras, demonstrando as perdas que acontecerão, caso alguma dessas reformas seja aprovada no Congresso, é visto como estratégia fundamental neste momento decisivo para a sociedade brasileira. “Mais uma vez, temos que demonstrar nossa força e capacidade de mobilização. Desde o início do ano, estamos fazendo um trabalho de base, para que os homens e mulheres do campo estejam cada vez mais informados e possam lutar, de forma consciente, por seus direitos. No dia 28, vamos arregaçar as mangas e mostrar o poder da nossa união”, destaca o presidente da Fetape, Doriel Barros.

As tentativas de desmonte da Previdência Pública e da retirada dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT são visíveis. Em relação à reforma da previdência há,  segundo pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela CUT e publicada no último dia 13, uma  rejeição por 93% dos brasileiros. De acordo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a PEC 287/2016 (reforma da Previdência), “escolhe o caminho da exclusão social”. Por isso, muitos bispos e arcebispos, em todo o país, entre eles o da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Ferando Saburido, tem convocado a população a aderir à paralisação.

Já sobre o recém-aprovado regime de urgência na tramitação da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados, o presidente nacional na OAB, Claudio Lamachia, dispara: “aprovar uma reforma trabalhista controversa, de modo açodado, significa assumir o risco de esfacelar completamente a solidez das instituições e os direitos conquistados pela cidadania, a duras penas, nas últimas décadas”.

No que diz respeito à Lei da Terceirização,  o presidente da Fetaepe, Gilvan José Antunis, analisa:  “ela cria um ambiente favorável à efetivação de condições de trabalho escravo, situação que temos combatido, há anos. Não podemos aceitar tantos retrocessos! Não podemos permitir esse desrespeito à CLT – Consolidação das Leis do Trabalho, que foi uma conquista histórica dos trabalhadores e trabalhadoras. Por isso, estamos convocando todos os nossos Sindicatos para essa grande mobilização nacional, que é Greve Geral do dia 28”.

Convocação Geral


Imposto de Renda. Prazo para entrega de declarações termina nesta sexta-feira(28)

Resultado de imagem para imposto de renda

Até às 11h desta segunda-feira (24), os sistemas da Receita Federal receberam 16.531.833 declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física. Segundo dados do último balanço, 11,8 milhões de contribuintes ainda não tinham enviado os documentos. A expectativa do órgão é de que, até 28 de abril, fim do prazo de entrega das declarações, 28,3 milhões de contribuintes enviem os dados.

A declaração do imposto de renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado ou para quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

 

Convocação Geral


UNEB inicia curso para higienização e limpeza do acervo Dom José Rodrigues

_MG_3696 (2)

O curso é idealizado e ministrado pelo professor Francisco de Assis Silva, doutorando em Comunicação (Dinter USP/UNEB)

A Comissão do Acervo bibliográfico Dom José Rodrigues promove na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), campus III,  durante os meses de abril e maio, o Curso e Treinamento de Higienização e Cuidados Básicos de Conservação de Livros. O curso  teve início em 25/04 e reuniu  técnicos e discentes. Neste primeiro momento foram abordados, o contexto histórico do acervo, sua contribuição nos estudos da história de Juazeiro e algumas técnicas de limpeza  para iniciantes.

O curso é idealizado e ministrado pelo professor Francisco de Assis Silva, doutorando em Comunicação (Dinter USP/UNEB) e a coordenadora da biblioteca do campus, Gerlúcia Guimarães. Com carga horária de 40h distribuídas em atividades teóricas e práticas, o curso tratará ainda das técnicas de higienização de acervo e limpeza de materiais.

A gestão do acervo Dom José Rodrigues está sob os  cuidados do Departamento de Ciências Humanas (DCH), com a contribuição do Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS) do Campus. Uma comissão formada por cinco organizadores, entre professores e técnicos estão encaminhando todos os trabalhos  de higienização, reorganização e reabertura do acervo para comunidade.

Pesquisador do acervo, Prof. Francisco de Assis  relata como a educomunicação estava inserida no diretório de comunicação da igreja católica “O acervo tem documentações e um material riquíssimo de como se dava a gestão da comunicação na igreja.”. O professor acrescenta que além do interesse em dar visibilidade aos materiais que tratam de educação e assuntos das pastorais, com o conjunto do acervo é possível ainda, organizar informações, sobre Dom José Rodrigues que possam ser, futuramente publicadas.

Até o final de 2017 o acervo estará disponível para toda comunidade.

Convocação Geral


Coletivo Na Rua, Juventude e Participação Política

Coletivo Na Rua Cartaz

Neste sábado, dia 29, o Mandato Coletivo exercido pelo vereador Professor Gilmar Santos realiza mais uma edição do “Coletivo na Rua”. O projeto trata-se do esforço em democratizar, potencializar e ampliar os debates sobre as questões políticas que atingem os diversos sujeitos da nossa cidade. Contamos com duas linhas de atuação: uma voltada para os bairros, onde pautamos as questões particulares das comunidades, essas que devem insurgir do diálogo travado entre o mandado e os/as cidadãos/ã presentes; a outra tem por finalidade debater sobre questões especificas dos diversos grupos/seguimentos social/identitários.

No parque Josepha Coelho, tenda 3, às 15h, do sábado 29, iremos dialogar sobre Juventude e participação política. O evento é destinado os/as todos/as os/as interessados/as, prioritariamente à população Jovem de Petrolina.

Convocação Geral


Veja a cotação de carne de Caprinos e Ovinos nos municípios de Juazeiro, Casa Nova, Remanso e Curaçá

Carne de bode

Confira quanto custa EM MÉDIA o Kg da carne de caprinos e ovinos nos municípios de Uauá, Curaçá, Juazeiro, Casa Nova e Remanso.

Para o conhecimento de todos, segue a dinâmica dos Negócios Caprinos e Ovinos nos Municípios de atuação do Programa Bioma Caatinga (Juazeiro, Casa Nova, Remanso, Uauá e Curaçá). As informações coletadas referem-se à cotação de preço na semana de 17 a 21 de Abril de 2017.

 

Cotação de Preços (R$)

                 
Município Compra ao produtor (R$/Kg) Venda ao Consumidor (R$/Kg) (R$/arroba) Caprino/Ovino (R$/arroba) Bovino (Faeb/Senar)
Uauá R$ 11,70 R$ 14,00 R$ 175,50
Curaçá R$ 13,00 R$ 15,00 R$ 195,00
Remanso R$ 11,00 R$ 13,00 R$ 165,00
Casa Nova R$ 10,00 R$ 14,50 R$ 150,00
Juazeiro R$ 14,10 R$ 18,50 R$ 211,50
Média de preço R$ 11,96 R$ 15,00 R$ 179,40 R$ 146,00
         
                 
Fonte: Projeto Bioma Caatinga

Obs.: O valor da arroba do caprino/ovino é calculado a partir do preço do Kg do animal comprado no produtor.

TOTAL DE CAPRINOS E OVINOS ABATIDOS NO ABATEDOURO CAMPO DO GADO EM JUAZEIRO-BA – de 17 a 21 de Abril de 2017.

– Caprinos

– Ovinos

Total:  animais

                 
Valores cobrados pelo o abatedouro Campo do Gado (Juazeiro) para abate de caprinos e ovinos:                  
1.   Preço do Abate: R$ 25,00 por animal. Valor pago pelo o dono do animal (abate inspecionado por um veterinário)

2.   Preço do Frete Juazeiro/Petrolina Transporte do Abatedouro: R$ 5,00 por animal abatido levado do abatedouro ao estabelecimento comercial.

3.   Pele de Caprino: R$ 4,00 (valor pago por unidade ao dono do animal)

4.   Pele de Ovino: R$ 5,00 (valor pago por unidade ao dono do animal)

5.   Vísceras (Caprino/Ovino): R$ 5,00 (valor pago ao dono do animal)

Convocação Geral


Paulo Bomfim discute curso de medicina para Juazeiro com representantes da Universidade Estácio

260417_ASCOM_PMJ_05637

O prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim, esteve reunido na tarde dessa quarta-feira, 26, no Paço Municipal, com os representantes da Universidade Estácio, que vai implementar o Curso de Medicina no município. O secretário de Saúde, Plínio Amorim, o de Governo, Clériston Andrade, e a assessora de planejamento, Ianni  Almeida, participaram da reunião.

Mesmo diante de um grave quadro nacional, as ações em saúde pública promovidas pelo município, desde a gestão do ex-prefeito Isaac Carvalho, elevaram e qualificaram a cidade para receber um curso de medicina, ainda no ano de 2014, pelos Ministérios da Saúde e da Educação. Em 2015, O MEC autorizou a Estácio a iniciar o processo de implantação.

Na reunião, os representantes da instituição de ensino superior apresentaram sua estrutura de modo global, mas com foco nas áreas da saúde, principalmente o curso de medicina. “Apresentamos os compromissos apresentados no momento do edital, e uma expectativa de cronograma”, afirmou o coordenador do Programa Mais Médicos nos Cursos de Medicina da Estácio, Vinicius Scarpi, que agradeceu a recepção do prefeito e a sua consciência da necessidade de implantar um curso de medicina na cidade.

De acordo com o Coordenador Geral dos Cursos de Medicina da Estácio, foi realizado um estudo socioeconômico, bem como ações já realizadas na área da saúde do município, foram pontos definidores para que Juazeiro fosse escolhida. “Usamos como estratégia municípios que precisam da presença da universidade para fomentar e desenvolver as unidades de saúde, a qualificação desses profissionais enquanto médicos generalistas que poderão assistir melhor a população e também para além disso implantar programas de residência médica e aumentar o número de especialistas” , afirma Silvio Pessanha Neto, que também fez um agradecimento  ao prefeito Paulo Bomfim por disponibilizar a sua equipe para colaborar na implantação.

Desenvolver a saúde pública é um dos principais focos da gestão do prefeito Paulo Bomfim. Para o gestor municipal, o Curso de Medicina chega em boa hora para  colaborar com os serviços oferecidos na cidade. “Aquilo que foi planejado pelo ex-prefeito Isaac, começa a se consolidar. Um curso de medicina não é  salvação, mas vai ajudar, consideravelmente, pois teremos um curso direcionado à saúde pública. Não só Juazeiro, mas toda a nossa região será beneficiada com esta grande novidade. Estamos aqui disponíveis para cooperar no que for possível, tão logo a Estácio esteja em funcionamento”, declarou o prefeito.

Convocação Geral


Dia Nacional da Caatinga será comemorado em Petrolina

 Resultado de imagem para Dia da Caatinga

Convite do VII Simpósio de Caatinga

A Embrapa Semiárido, em parceria com  o 72 BIMtz, realizará, nos dias 27 e 28 de abril,  um evento comemorativo ao Dia da Caatinga, com extensa programação contendo palestras, exposições e visitas ao parque zoobotânico.

As instituições IF Sertão, Univasf, Uneb, UPE, IBAMA e a ONG Amigos da Onça, também, estarão presentes, apoiando, ministrando palestras e expondo os produtos de suas atividades em prol da conservação do Bioma Caatinga, único ecossistema genuinamente brasileiro.

A abertura do evento dar-se-á às 08 horas, dia 2704, se estendendo até às 15h50. Durante esse período, o público poderá conhecer mais do nosso bioma através das palestras, dos objetos expostos por cada instituição e da visita ao parque zoobotânico. No dia 28/04, a programação seguirá o mesmo roteiro, porém, até às 12 horas.

Conhecer o Bioma Caatinga, sua importância e seu potencial facilita a sua manutenção e conservação, evitando a degradação de sua flora e fauna tão ricas e fundamentais para nossa região.

Convocação Geral


Em Petrolina, Prefeito não apresenta proposta salarial para `servidores de leis específicas´ e o Sindsemp deve tomar novas decisões nos próximos dias

Executivo e Sindesemprr nao avançam nas propostas

Executivo e Sindesemp nao avançam nas propostas para contemplar servidores municipais

Mais uma vez a reunião do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina – SINDSEMP, e Associações das categorias de leis específicas, com representantes do Executivo, agendada no último encontro, com boas expectativas, termina sem nenhuma proposta para os servidores que não foram contemplados com reajuste salarial.

Na discussão dessa quarta-feira, (26), foram apresentadas a concretização de receitas, sob forma de fonte documental, e os impactos financeiros mês a mês de cada categoria, e segundo o presidente do SINDSEMP, Walber Lins, tendo em vista todo o exposto, não existe uma proposição da gestão, em resolver a situação. “O Executivo não trouxe nenhuma proposta, pelo contrário, trouxe justificativa de que não haveria viabilidade econômica no momento, então se não havia essa viabilidade, ela já foi estudada a mais tempo e teria como trazer essa possibilidade no período da negociação, bem anteriormente, o que não aconteceu”, afirma o presidente, que reconhece a dificuldade de avanço para o segundo semestre, quando foi sinalizada a próxima tentativa de negociação.

Sobre a atual situação de receita do munícipio, que está positiva em relação ao primeiro trimestre, quando se estimava 25% da receita orçada e foi concretizada em 26,7%, Walber complementa: “Se no primeiro semestre, que é o maior pico de arrecadação de receita no município, não existe viabilidade de negociação, imagine no segundo semestre, que teria uma frustração de receita, e não teria realmente como abraçar esse reajuste do servidor?”, questiona o presidente, que entende que a situação com resposta negativa foi uma tentativa de suspender o movimento grevista, ganhar tempo e não avançar, no que diz respeito ao servidor.

A Secretária de Gestão Administrativa, Luiza Leão, que compareceu à reunião acompanhada da Diretora Financeira, Larisse da Silva e da Diretora de Atenção Básica, Maria Grasilda, alega que a dificuldade da negociação é referente impacto na folha, com o pagamento retroativo do reajuste dado aos 75% dos servidores das categorias de base elementar, superior e médio. “A gente concorda que a receita pode decair um pouco no segundo semestre, só que a nossa questão é estudar o impacto dessa folha com esse reajuste, para ver a progressão do reajuste das demais categorias”, conclui, afirmando que o desejo da gestão é de que todas as categorias sejam contempladas.

Diante do resultado da reunião, a diretoria do sindicato convoca todos os servidores de categorias de leis específicas, para uma Assembleia no dia 05 de maio, ás 8 h no auditório do Hotel Grande Rio, para que o assunto seja deliberado e possa verificar a situação, que ora é de suspensão do movimento grevista, e assim definir os próximos passos a serem dados.

Convocação Geral


Reforma trabalhista é aprovada na Câmara Federal

camara-dos-deputados-reforma-trabalhista

Reforma trabalhista acaba de ser aprovada na Câmara dos Deputados. Projeto do governo Temer representa o maior ataque aos direitos dos trabalhadores em todos os tempos. Apenas oito partidos orientaram voto contra. Veja como votou cada deputado

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite dessa quarta-feira (26), por 297 votos a 177, o texto principal do projeto enviado pelo governo Temer que flexibiliza a legislação trabalhista no Brasil (veja abaixo como votou cada deputado). O texto ainda pode ter mudanças, porque os parlamentares votarão 17 destaques.

Destaques são partes votadas separadamente, após a aprovação do texto principal. Os que forem aprovados, passam a fazer parte do projeto. Quando os destaques forem votados, o projeto de lei 6787/16, que muda os direitos dos trabalhadores, segue para o Senado.

Críticos da proposta veem nela o maior ataque aos direitos do trabalhador brasileiro na história.

Só oito partidos orientaram voto contra a reforma trabalhista: PT, PDT, Psol, PCdoB, Rede, PSB, SD e PMB. O PHS liberou a bancada. Os demais apoiaram a reforma.

Mudanças

Em nota conjunta, as principais associações de juízes e integrantes do Ministério Público do país disseram que a reforma trabalhista é um retrocesso vexatório.

“São criadas/ampliadas novas formas de contratos de trabalho precários, que diminuem, em muito, direitos e remuneração, permitindo, inclusive, pagamento abaixo do salário mínimo mensal, o que concorreria para o aumento dos já elevados níveis de desemprego e de rotatividade no mercado de trabalho”, diz trecho da nota, assinada pela Frente Associação da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), que representa mais de 40 mil juízes, promotores e procuradores.

“Trata-se de um ataque que passa pela supressão de direitos materiais e processuais hoje constantes de lei (CLT) e até mesmo no que deixa de ser aplicado do Código Civil na análise da responsabilidade acidentária, optando-se pela tarifação do valor da vida humana, em vários pontos passando também pela evidente agressão à jurisprudência consolidada dos tribunais regionais e do Tribunal Superior do Trabalho”, afirmam as associações do judiciário.

Veja, abaixo, como votou cada deputado de Pernambuco:

Pernambuco (PE)
Adalberto Cavalcanti PTB Sim
André de Paula PSD Sim
Augusto Coutinho Solidaried Sim
Betinho Gomes PSDB Sim
Bruno Araújo PSDB Sim
Carlos Eduardo Cadoca PDT Sim
Daniel Coelho PSDB Sim
Danilo Cabral PSB Não
Eduardo da Fonte PP Não
Fernando Coelho Filho PSB Sim
Fernando Monteiro PP Sim
Gonzaga Patriota PSB Não
Jarbas Vasconcelos PMDB Sim
João Fernando Coutinho PSB Sim
Jorge Côrte Real PTB Sim
Kaio Maniçoba PMDB Sim
Luciana Santos PCdoB Não
Marinaldo Rosendo PSB Sim
Mendonça Filho DEM Sim
Pastor Eurico PHS Não
Ricardo Teobaldo PTN Sim
Silvio Costa PTdoB Não
Tadeu Alencar PSB Não
Wolney Queiroz PDT Não
Total Pernambuco: 24
Convocação Geral


Diocese de Juazeiro realiza VI Ano da Hora da Graça neste sábado (29)

cartaz hora

“O Senhor fez em mim maravilhas” Com tema, a Catedral-Santuário Nossa Senhora das Grotas, se prepara para celebrar no próximo sábado, dia 29 de abril,  o VI Ano da Hora da Graça, na Cidade de Juazeiro-BA. O momento de fé para os católicos acontecerá na casa de eventos Via Show, às 19h30. A entrada é gratuita.

A Hora da Graça acontece todas as quintas-feiras na Catedral Diocesana, quando a comunidade se reúne para adorar Jesus no Santíssimo Sacramento, ao meio dia, onde as pessoas, revelam a forma mais expressiva de ouvir a palavra de Deus movidas pelo Espírito Santo.

Cada participante é convidado a levar 1 kg de alimento não perecível. Todo o material será distribuído para duas instituições sociais do Município.

Segundo o Pároco da Catedral, Pe. Josemar Mota, a Hora da Graça tem levado muitos jovens e adultos a  experimentarem a misericórdia de Deus. “É agradecendo pela presença do Senhor entre nós, que ele nos abençoa e nos fortalece na missão de sermos testemunhas do seu amor e misericórdia junto aos irmãos, principalmente os pobres e abandonados”, ressalta.

Pascom Catedral Santuário Nossa Senhora das Grotas.

Convocação Geral


Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado

danielnoblog_greve_funcionarios_correios

Os trabalhadores dos Correios entraram em gree nessa quarta-feira (26), às 22h, em greve por tempo indeterminado. A possibilidade de privatização e demissões, o fechamento de agências e o “desmonte fiscal” da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização, diz a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).

A estatal afirma que teve prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e de R$ 2 bilhões no ano passado. Em dezembro do ano passado, foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos. Já a Federação alega que a receita tem crescido.

“O que tem acontecido é um plano de desmonte próprio da empresa, atacando a própria qualidade e universalização do serviço. Faz parte de um projeto privado com interesse de entrar no mercado”, disse a secretária de Imprensa da Fentect, Suzy Cristiny.

Segundo a Fentect, a privatização colocaria em risco o direito da população aos serviços dos Correios, já que a empresa tem fechado agências em cidades menos lucrativas. “Mais de 200 agências estão sendo fechadas por todo o Brasil. Com isso, muitos moradores do interior e das periferias vão ficar sem o atendimento bancário e postal dos Correios do Brasil”, informou a federação.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, tem dito que é contra privatizar os Correios, mas que a empresa terá que fazer “cortes radicais” de gastos para evitar a privatização, já que o governo não socorrerá a empresa financeiramente.

Saiba Mais

Críticas dos grevistas

Além do fortalecimento de franqueados e o fechamento de agências próprias, o que, na opinião da federação, “esvazia os negócios da empresa para a iniciativa privada”, a Fentect critica os repasses da empresa ao governo federal acima do valor estabelecido. “Nos últimos anos, os Correios repassaram para o governo federal R$ 6 bilhões e, desse montante, R$ 3,9 bilhões foram acima do valor estabelecido legalmente, prejudicando as reservas financeiras e investimentos necessários para a modernização da empresa”, informou.

A entidade cita ainda o distrato de R$ 2,3 bilhões do Banco Postal com o Banco do Brasil e a destinação de R$ 300 milhões em patrocínios nas Olimpíadas e pede uma auditoria na contabilidade da empresa.

Os sindicatos de todo o país se reúnem hoje (26) para referendar a manifestação sobre a greve. As entidades e a empresa já promoveram mesas de negociação, mas, segundo a secretária, não houve avanços. Ela disse ainda que os trabalhadores dos Correios se unirão às manifestações marcadas para a próxima sexta-feira (28) contra as reformas trabalhista e da Previdência.

Além da mobilização pelo fortalecimento institucional dos Correios e universalização dos serviços, os trabalhadores reivindicam melhorias nas condições de trabalho, a contratação de novos funcionários, mais segurança nas agências, o retorno da entrega diária e o fim da suspensão de férias.

Outro lado

Em nota, a empresa informou que, caso o movimento grevista seja deflagrado, os Correios adotarão as medidas necessárias para garantir a continuidade de todos os serviços. “Uma paralisação dos empregados neste momento delicado pelo qual passa a empresa é um ato de irresponsabilidade, uma vez que a direção está e sempre esteve aberta ao diálogo com as representações dos trabalhadores”, informou. Os Correios não se manifestaram sobre as reivindicações dos trabalhadores.

Convocação Geral