Teori estava em avião que caiu no litoral do Rio, dizem STF e família

Resultado de imagem para teori

aviao-teori-rep

Destroços do avião que caiu em Parati, segundo o Jornal  ´Estadão`

Um avião de pequeno porte caiu no começo da tarde desta quinta-feira (19) no litoral de Paraty, na região sul do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo as primeiras informações, três pessoas morreram e há um sobrevivente

O STF (Supremo Tribunal Federal) informou que nome do ministro Teori Zavascki estava na lista de passageiros de um avião que caiu em Paraty, no Rio de Janeiro, informou a assessoria de imprensa do STF.  Teori é o relator da Operação Lava Jato no Supremo.

Ainda segundo o STF, o presidente Michel Temer e a ministra Cármen Lúcia já foram informados do acidente.

O filho do ministro, o advogado Francisco Prehn Zavascki, também confirmou que o ministro estava na aeronava. “O pai estava no avião e a família está aguardando por um milagre”, disse Francisco.

Segundo a assessoria de imprensa do STF, a presidente da Corte, Carmén Lúcia, está retornando à sede tribunal. Ainda não há informações sobre se ela irá ao Rio de Janeiro acompanhar os desdobramentos do acidente.

Segundo a assessoria de imprensa da FAB (Força Aérea Brasileira), o avião de modelo Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM, saiu do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, às 13h (horário de Brasília). De acordo com funcionários do aeroporto de Paraty, a aeronave caiu no mar por volta das 13h30, momento em que chovia na região.

Nem a FAB nem os bombeiros informaram sobre quantas pessoas estavam a bordo e sobre o estado de saúde das mesmas.

Segundo informações disponíveis no site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o Beechcraft C90GT tem capacidade para sete passageiros, além do piloto. É um avião bimotor turboélice fabricado pela Hawker Beechcraft. A aeronave PR-SOM está registrada em nome da Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras Limitada.

De acordo com a FAB, uma equipe do Seripa-3 (Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) está a caminho de Paraty para iniciar a investigação sobre o acidente. Integrantes da Marinha e do Corpo de Bombeiros prestam assistência no local.

Lava Jato

Teori é o relator da Lava Jato no Supremo.

Investigadores da Lava Jato trabalham com a previsão de que todo o conteúdo das 77 delações da empreiteira Odebrecht, considerada a maior delação do esquema, seja tornado público na primeira quinzena de fevereiro. A expectativa de investigadores era de que o ministro Teori Zavascki, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, retire o sigilo dos cerca de 900 depoimentos tão logo as delações sejam homologadas. Isso estava previsto para ocorrer após o fim do recesso do Judiciário, nos primeiros dias de fevereiro.

Obama cita avanço na causa LGBT como maior orgulho de seu governo

barack-obama-1484772976610_615x300

O presidente dos EUA, Barack Obama, citou em sua última coletiva de imprensa antes do fim de seu mandato, nesta quarta-feira (18) o avanço dos direitos dos homossexuais e minorias sexuais como a coisa de que mais tinha orgulho durante seu mandato.

Durante o governo de Obama, o Pentágono acabou com a obrigação de não se declarar homossexual nas Forças Armadas e posteriormente, após uma longa batalha judicial, a Suprema Corte legalizou em 2015 o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o país.

“Não podia estar mais orgulhoso da transformação que ocorreu na nossa sociedade apenas nessa última década. Creio que fizemos algumas contribuições para isso, mas os principais heróis foram mesmo (…)  todos os ativistas e filhos e filhas e casais que disseram ‘esse é quem eu sou e tenho orgulho disso'”, afirmou Obama.

Segundo Obama, foi essa coragem que permitiu que o casamento homossexual se tornasse uma realidade em nível nacional, apesar da oposição de alguns Estados ou políticos conservadores.

“O que fez esta Administração foi ajudar a sociedade a se movimentar na direção correta, de uma maneira que não criasse respostas negativas, com respeito”, resumiu o líder.

Obama disse estar confiante que, apesar de ainda restarem avanços a serem resolvidos, como no caso dos direitos dos transexuais, a mudança agora é “irreversível”, especialmente pela maneira de pensar das gerações mais jovens, que não veem como algo problemático que pessoas do mesmo sexo se casem ou se exponham.

 “Não creio que isso será reversível porque a sociedade americana mudou, as atitudes dos jovens, em particular, mudaram. O que não significa que não haverá importante batalhas pela frente.”

Valores fundamentais

Obama deixou claro que não se calará depois de deixar o cargo na sexta-feira, e prometeu se manifestar sempre que sentir que os “valores fundamentais” da América forem ameaçados. Ele afirmou que certas questões seriam suficientes para tirá-lo da aposentadoria e trazê-lo de volta ao cenário político.

“Existe uma diferença entre o funcionamento normal da política e certos temas ou certos momentos em que acho que nossos valores fundamentais podem estar em jogo”, disse.

“Incluo nesta categoria qualquer forma de discriminação sistemática sendo ratificada de alguma forma, qualquer obstáculo explícito ou funcional para que as pessoas não votem”, seguiu o presidente democrata. “Incluo nesta categoria os esforços institucionais para silenciar a dissidência ou a imprensa.”

Ele afirmou que pretende seguir um rumo diferente de seu antecessor, o ex-presidente George W. Bush, que se retirou da vida pública há oito anos, afirmando que seu sucessor merecia o seu silêncio. Obama tem expressado respeito pela decisão de Bush nos últimos anos, mas disse a amigos que não pretende permanecer como um espectador do desmantelamento de ideais democráticos que ele defendeu por oito anos.

Obama destacou que não irá se “candidatar a um cargo político”. “O que disse que é importante descansar um tempo para processar esse período incrível que passei. Agora vou aproveitar com minha família, vou fazer 25 anos de casado e espero que Michelle me aguente mais. Quero ficar um tempo quieto, sem ouvir tanto a minha voz”, ressaltou destacando que ainda quer “escrever bastante”.

O democrata justificou ainda sua decisão de comutar a pena do ex-soldado Chelsea Manning por vazar documentos militares para o site WikiLeaks, alegando que já cumpriu parte importante da pena —que era desproporcional.

Ele disse também que está “significativamente preocupado” com as questões envolvendo Israel e Palestina e que teme que o momento para chegar a um acordo “está passando”.

“Sacode a poeira e segue”

Questionado sobre como foi ver as suas filhas reagirem à derrota de Hillary Clinton nas eleições de novembro do ano passado, o mandatário ressaltou o “orgulho” que tem das duas e que elas reagiram bem ao fato.

“Foi interessante foi ver como Malia e Sasha ficaram decepcionadas porque apoiaram Michelle durante a campanha e era o que nós acreditamos. Mas, o que também tentamos ensiná-las foi que a esperança existe e que o fim do mundo é apenas quando ocorre o fim do mundo. Aí você levanta, sacode a poeira e segue.

Nenhuma delas pretende seguir na carreira política e acho que a mãe delas também, mas sabem que precisam ser cidadãs ativas”, acrescentou. Ao receber a pergunta de que era o primeiro presidente negro do país, Obama afirmou que espera ver os EUA a ter “pessoas emergindo nos cargos políticos, sejam negros, de qualquer religião, judeus, hindus, se dermos chances a elas”.

Usando o exemplo dos Jogos Olímpicos no Brasil, Obama ressaltou que “nós vimos e demos o melhor nos Jogos Olímpicos do Brasil”. “E isso foi divertido porque sempre que você vê quem é o melhor em seu esporte, é divertido. Mas eles são de todas as formas, cores, e você olha para Simone Biles e Michael Phelps e eles são bem diferentes. Isso é o que nos marca”, ressaltou.

“O que me preocupa mesmo é a desigualdade porque eu acho que se nós não investirmos nas pessoas, não permitirmos que todos trabalhem, isso vai nos levar a uma separação ainda maior entre os norte-americanos”, revelou.

SINDFORTE-PE lança campanha salarial 2017

Sindforte-pe (1)

Com um dos piores salários da categoria no país, os trabalhadores do setor de transporte de valores e escolta armada deliberaram em assembleia ontem (16) por uma campanha salarial. Durante a reunião, foram discutidas propostas de melhorias para o trabalhador como a unificação do piso da escolta armada, o fim do banco de horas, a incorporação do plano de saúde e o reajuste salarial de 20%.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Vigilantes Empregados de Empresas de Transporte de Valores e Escolta Armada do Estado de Pernambuco (SINDFORTE PE), Cláudio Mendonça, o salário praticado no nosso estado é o terceiro pior do país atrás apenas da Paraíba e de Alagoas. “Nós trabalhamos em um dos estados com maior número de explosões a banco e sabemos dos riscos que corremos diariamente. É preciso melhorar as condições de trabalho da categoria como um todo”, destacou o presidente.

Diante da onda de criminalidade que assola o estado, os trabalhadores do setor de transporte de valores se tornaram alvos constantes dos bandidos. No mês passado, dois carros-fortes foram assaltados nas cidades de Bonito e Paulista. Além do perigo eminente da profissão, os trabalhadores têm que enfrentar as difíceis condições do emprego que os obriga a passar em média 13h por dia dentro de um veículo.

Com esta campanha salarial, o SINDFORTE PE pretende dar início a um processo de valorização da categoria e levar a público as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores do setor. “A pauta da campanha será levada para todo o estado e depois de aprovada, vamos começar a negociação com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada de Pernambuco, o Sindespe”, explicou Claudio Mendonça.

Nesta quarta-feira (18), a diretoria do sindicato fará uma nova reunião com a classe para discutir a pauta da campanha em Caruaru. Já na sexta-feira (20), é a vez dos trabalhadores de Petrolina votarem a proposta do SINDFORTE.

Assessoria de Comunicação

Em Petrolina, Vereador denuncia contradição do prefeito Miguel Coelho

Vereador Paulo Valgueiro(PMDB)

Vereador Paulo Valgueiro(PMDB)

O vereador de Petrolina Paulo Valgueiro (PMDB) distribuiu carta a imprensa, onde denuncia o discurso incoerente do prefeito Miguel Coelho. O vereador se baseia na reforma administrativa que cria novos cargos comissionados na prefeitura de Petrolina, e que será votado em sessão extraordinária nesta quinta-feira (19), na Casa Plínio Amorim. Leia na íntegra:

“O Prefeito Miguel Coelho chegou reclamando das contas públicas da Prefeitura de Petrolina e prometendo redução de custos. Contudo, antes mesmo de assumir o cargo e nos seus primeiros quinze dias de governo, tem dito uma coisa e feito outra. Senão, vejamos:

Antes mesmo de tomar posse no cargo de Prefeito, Miguel já viabilizou junto à Câmara de Vereadores o aumento do seu próprio salário.

Já na primeira semana de seu governo, encaminhou projeto de reforma administrativa excluindo cargos, renomeando secretarias, redistribuindo competências, dando a entender que de fato faria reduções de custos.

Na segunda semana de governo, qual não foi a surpresa, ao receber na Câmara de Vereadores sete projetos de lei do executivo municipal dispondo sobre a criação e exclusão de cargos, além de definição do valor dos salários.

Contrariando ao que vem pregando, o prefeito aumenta o número de cargos comissionados e, o que é mais grave, aumenta o valor do salário dos cargos comissionados, causando grande impacto na folha de pagamento do município de Petrolina. 

Ao que tudo indica, o Prefeito não herdou uma Prefeitura com as contas desequilibradas como ele faz crer na mídia, ou, a contrário senso, está agindo de maneira irresponsável, elevando os custos dos cofres públicos municipais e governando de costas para a crise fiscal que assola o país.

Paulo Valgueiro (PMDB), vereador de Petrolina”

1 milhão de trabalhadores já podem sacar dinheiro do FGTS

size_960_16_9_dinheirosp21

São Paulo – Pelas regras anteriores à Medida Provisória anunciada pelo presidente Michel Temer no final do ano passado, 1 milhão de trabalhadores já podem sacar hoje o dinheiro depositado em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

É o que estima o secretário-executivo do Conselho Curador do fundo Bolivar Moura Neto à EXAME. “Essas contas com recursos disponíveis pela regra antiga somam cerca de 1,3 bilhão de reais”.

Os valores se referem a contas atualmente inativas. Pelas regras antigas do fundo, quem trabalhou com carteira assinada e, posteriormente, ficou três anos sem trabalho pelo regime CLT, pode sacar todos os recursos de trabalhos anteriores a esse período a partir da data do seu aniversário.

No entanto, caso tenha voltado a trabalhar posteriormente com carteira assinada, e não tenha voltado a ficar três anos fora deste regime de trabalho, os recursos dessas novas contas só poderão ser retirados conforme calendário de saque que será divulgado pela Caixa em fevereiro.

Neto ressalta que o número se refere a trabalhadores que já completaram três anos sem carteira assinada ou vão completar três anos fora do regime CLT até o final deste ano.

Para saber se tem dinheiro disponível para saque, basta que o trabalhador verifique se as contas que tem no fundo aparecem atualmente classificadas como inativas (“I”) no sistema de consulta ao FGTS no site da Caixa. Se a conta está inativa significa que os recursos já podem ser sacados pelo trabalhador.

O secretário-executivo recomenda a quem já pode retirar parte do dinheiro depositado em contas do fundo ir até uma agência da Caixa fazer o pedido antes da divulgação do cronograma de saque para recursos referente à nova regra. “As agências da Caixa devem ficar mais sobrecarregadas a partir desta data. Vai ficar difícil pedir a retirada do dinheiro pela regra antiga”.

Trabalhadores aposentados também já podem sacar todos os recursos depositados nas contas do fundo. Neto diz que não tem uma estimativa de quantos trabalhadores aposentados ainda não sacaram o dinheiro.

Outra forma de sacar o dinheiro atualmente é utilizá-lo como entrada na compra da casa própria ou para pagar parcelas do financiamento imobiliário.

Em Bodocó, Prefeitura inicia operação “tapa-buracos”

Operários começam

Servidores começam a operação tapa-buracos em Bodocó-PE

A Prefeitura de Bodocó, através da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Urbanismo e Serviços Públicos, iniciou nesta terça-feira (17) a operação tapa-buracos para melhorar as condições de tráfego nas ruas da cidade.

O trabalho começou na Rua Floriano Peixoto (centro), e passará por mais dez ruas e avenidas, nesta primeira fase. Além da operação tapa-buracos, a equipe também está fazendo a desobstrução e conserto da rede de esgotamento sanitário.

O prefeito Túlio Alves acompanhou o início das obras e reafirmou que um dos seus compromissos é melhorar a infraestrutura de Bodocó: “recebemos o município carregado de problemas em todas as áreas, a infraestrutura é uma delas. Estamos enfrentando todos os problemas e buscando as devidas soluções para cada um deles. Melhorar a condição da infraestrutura da cidade é um dos nossos compromissos de gestão, por isso já iniciamos a primeira fase desta ação, que chegará em 11 ruas e avenidas da nossa cidade.”

Ruas / avenidas que receberão a ação nos próximos dias:

– Avenida José Pires da Silva

– Avenida Manoel Pereira Horas

– Rua Cícero Bezerra

– Rua Agamenon Magalhães

– Rua Nelson Araújo

– Rua São Francisco

– Rua Isárcio Galindo

– Rua Três Irmãos

– Rua Liberalino Alves

– Rua Prefeito José Lócio

(Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Bodocó)

Em Petrolina, Prefeito Miguel Coelho se reúne com novo líder de Governo da Câmara 

Vereador Ruy Wanderley e o Prefeito de Petrolina Miguel Coelho

Vereador Ruy Wanderley e o Prefeito de Petrolina Miguel Coelho

Estabelecer uma relação de respeito e harmonia. Esse foi o compromisso de prioridade inicial firmado entre o prefeito de Petrolina Miguel Coelho e o novo líder de Governo da Câmara de Vereadores, Ruy Wanderley (PSC), para o relacionamento do executivo municipal e o legislativo nos próximos anos. A liderança foi recebida pelo gestor na manhã desta terça-feira (17) no gabinete da Prefeitura. 

Na conversa, Miguel colocou a importância da atuação independente, mas responsável da Câmara para superar as dificuldades que a Administração Municipal enfrenta. “A gente espera primordialmente união, trabalho, compromisso e respeito com as leis e o povo de Petrolina. Para superar os grandes desafios que encontramos em nossa cidade é necessário também a participação dos vereadores e Ruy será fundamental nesse processo de relação harmônica na Casa Plínio Amorim”, ressaltou o prefeito após o encontro. 

Ruy Wanderley entra no seu quarto mandato na Câmara de Vereadores de Petrolina após receber 1.355 votosPresidente do Partido Social Cristão (PSC), Ruy já comandou a Casa Plínio Amorim entre os anos de 2003 e 2004 e assume agora a posição de líder do Governo em busca de uma relação estreita entre os dois poderes. O prefeito Miguel Coelho nos garantiu que vamos ter uma maior interação entre a Câmara e a Prefeitura, colocando-se, inclusive, sempre aberto a ouvir tanto os vereadores como a população que nós representamos”, resumiu o líder de Governo.

Quem avisa, amigo é! Em Petrolina, buracos assassinos à vista

Buraco da Avenida da Integração, próximo a Casa de Evento: Mundo da Lua. O Mais perigoso que tem proporcionado mais acidentes, principalmente com motos

Buraco da Avenida da Integração, próximo a Casa de eventos: Mundo da Lua. O Mais perigoso e que tem proporcionado mais acidentes, principalmente com motos.

Este buraco fica na Avenida da In tegração, ao lado d Curso Graú Técnico

Este buraco fica na Avenida da Integração, ao lado d Curso Grau-Técnico

Este buraco da Avenida da Integração, fica quase na curva , próximo ao Incra

Este buraco da Avenida da Integração, fica quase na curva , próximo ao Incra

Em Petrolina, vários motoristas de carros e motos,  estão na bronca com a Avenida da Integração, trecho próximo a AMPLLA e Mundo da Lua. Ali, se constatam três buracos assassinos,  que podem se transformar mais perigosos ainda, se não sofrerem nenhuma intervenção urgente de concerto pelo poder municipal. Do jeito que estão,  vão continuar trazendo  transtornos e acidentes perigosos, diante do estado caótico  em que se apresentam.

Vários veículos e motos já caíram dentro dos perigosos buracos. Sebastião Oliveira, mototaxista de Petrolina, caiu da moto,  depois que passou por dentro de um dos  buracos. ¨Levei uma queda e minha moto ficou danificada. Será que as autoridades só andam de avião, porque ainda não enxergaram isso aqui. É um absurdo” !

Como os buracos da Avenida da Integração  ainda são pequenos, mas profundos, terminam confundindo os motoristas, que se atrapalham na velocidade dos veículos  e caem dentro dos mesmos.

As reclamações são várias e  pede-se  que a Prefeitura possa mandar reparar o mais urgente possível a Avenida, no trecho citado,  para que outros transtornos não sejam registrados, inclusive acidentes graves com carros e pessoas.

Quem avisa, amigo é!

LUCAS RAMOS CUMPRE AGENDA DE VISITAS A LIDERANÇAS DO SERTÃO

O Deputado Lucas Ramos visitou nesta segunda-fira

w O Deputado Lucas Ramos visitou nesta segunda-feira(16) o Prefeito de Lagoa Grande Vilmar Capellaro

Com as atividades legislativas em recesso parlamentar, o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) concentra o trabalho nas visitas a lideranças de cidades do interior do estado. O roteiro começou em Lagoa Grande e Orocó nesta segunda-feira e segue percorrendo outros municípios do Sertão do São Francisco, Central e Araripe

Em Lagoa Grande, Lucas Ramos reuniu-se com o prefeito Vilmar Capellaro (PMDB). “Foi nossa primeira visita oficial ao novo gestor e aproveitamos para reforçar nosso apoio e compromisso com o desenvolvimento de Lagoa Grande, reforçando ações no abastecimento de água e tratamento de esgoto sanitário”, afirmou o deputado. Depois do encontro, seguiu para Orocó onde foi recebido pelo ex-prefeito Bosco Bione. “Bosco é um grande aliado nosso e que tem, reconhecidamente, importantes serviços prestados a Orocó. Juntos, vamos definir uma estratégia de trabalho para os próximos dois anos”, comentou o parlamentar, que também participa da novena de São Sebastião, padroeiro da cidade.

A agenda continua na terça-feira, quando Lucas visita os prefeitos de Verdejante, Haroldo Tavares (PSB), de Exu, Raimundinho Saraiva (PR) e de Ouricuri, Ricardo Ramos (PSDB). A maratona termina na quarta, após encontros com os gestores de Ipubi, Chico Siqueira (PSB); de Santa Cruz, Eliane Soares (PR) e de Afrânio, Rafael de Perón (PMDB). “Aproveitamos o recesso parlamentar para estarmos ainda mais próximos de lideranças políticas e da população, ouvindo as demandas que irão direcionar nossa atuação na Assembleia Legislativa”, explicou o deputado.

8 homens possuem a mesma riqueza que a metade mais pobre da população mundial

No Vietnã, o homem mais rico do país ganha mais em um dia do que a pessoa mais pobre recebe em dez anos, segundo relatório da Oxfam. BILL GATES E CARLOS SLIM, DOIS DOS OITO HOMENS MAIS RICOS DO MUNDO (FOTO: AGÊNCIA EFE)

No Vietnã, o homem mais rico do país ganha mais em um dia do que a pessoa mais pobre recebe em dez anos, segundo relatório da Oxfam. BILL GATES E CARLOS SLIM, DOIS DOS OITO HOMENS MAIS RICOS DO MUNDO (FOTO: AGÊNCIA EFE)

A fortuna das oito pessoas mais ricas do mundo é igual ao patrimônio da metade mais pobre da população mundial, o equivalente a 3,6 bilhões de pessoas. Sim, você entendeu certo. Desde 2015, o 1% mais rico detém mais dinheiro que o resto do planeta somado. Os números são da Oxfam, confederação de ONGs presente em 94 países, incluindo o Brasil, que trabalha para a redução da desigualdade. O relatório, intitulado “Uma economia para os 99%”, será apresentado no Fórum Econômico Mundial, em Davos, que ocorre nesta semana.

Segundo a Oxfam, a desigualdade vem crescendo a cada edição do estudo, a uma velocidade ainda maior do que a prevista. No ano passado, o relatório indicava que as 62 pessoas mais ricas possuíam riqueza equivalente à metade mais pobre da população. No início da década, eram 388 indivíduos com a mesma proporção da riqueza de 3,5 bilhões de pessoas. 

Atualmente, os 50% mais pobres do mundo detêm menos de 0,25% da riqueza global líquida. Desse grupo, de 3,6 bilhões de pessoas, cerca de 3 bilhões vivem abaixo da “linha ética de pobreza” — definida pela riqueza que permitiria que as pessoas tivessem uma expectativa de vida normal de pouco mais de 70 anos.

Para ilustrar o tamanho do abismo entre os mais ricos e os mais pobres do mundo, a Oxfam fez mais algumas comparações. Segundo o levantamento, um diretor executivo de qualquer empresa do índice FTSE-100 (da bolsa de valores de Londres) ganha o mesmo em um ano que 10.000 pessoas que trabalham em fábricas de vestuário em Bangladesh. E, no Vietnã, o homem mais rico do país ganha mais em um dia do que a pessoa mais pobre ganha em dez anos.

A confederação alerta, ainda, que a diferença entre mais ricos e mais pobres tem aumentado. De acordo com uma pesquisa recente, realizada pelo economista Thomas Piketty, nos últimos 30 anos, a renda dos 50% mais pobres nos Estados Unidos permaneceu inalterada, enquanto a do 1% mais rico aumentou 300%. “Se nada for feito para combatê-la, a desigualdade crescente pode desintegrar nossas sociedades. Ela aumenta a criminalidade e a insegurança e mina o combate à pobreza. Ela gera mais pessoas vivendo com medo do que com esperança”, diz o estudo.

“O relatório detalha como os grandes negócios e os indivíduos que mais detêm a riqueza mundial estão se alimentando da crise econômica, pagando menos impostos, reduzindo salários e usando seu poder para influenciar a política em seus países”, afirmou Katia Maia, diretora executiva da Oxfam no Brasil, em nota.

MARK ZUCKERBERG, FUNDADOR DO FACEBOOK, TAMBÉM INTEGRA O PRIMEIRO ESCALÃO DOS RICAÇOS (FOTO: DAVID RAMOS/GETTY IMAGES)

MARK ZUCKERBERG, FUNDADOR DO FACEBOOK, TAMBÉM INTEGRA O PRIMEIRO ESCALÃO DOS RICAÇOS (FOTO: DAVID RAMOS/GETTY IMAGES)

A Oxfam ressalta que acontecimentos recentes no mundo, como o Brexit, a eleição de Donald Trump nos Estados Unidos, o aumento do racismo e da desilusão com a política tradicional, indicam que um número crescente de pessoas nos países ricos não está mais disposto a tolerar o status quo. “O desafio é o de construir uma alternativa positiva — e não um modelo que acentua as divisões”, conclui o relatório.

Para os países pobres, a situação tem melhorado, mas ainda está longe de ser resolvida. Centenas de milhões de pessoas foram retiradas da pobreza nas últimas décadas. Mesmo assim, uma em cada nove ainda passa fome, ressalta o relatório. Segundo pesquisas recentes, três quartos da extrema pobreza poderiam ser efetivamente eliminados imediatamente usando recursos já disponíveis, aumentando a tributação e reduzindo gastos militares e outras despesas regressivas.

As causas

O documento elenca o que considera ser as causas de tamanha desigualdade no mundo. O primeiro item citado é o fato de as empresas trabalharem para os ricos. Apesar de reconhecer que as companhias “constituem a força vital de uma economia de mercado e, quando trabalham em benefício de todos, desempenham papel vital na construção de sociedades justas e prósperas”, a Oxfam aponta que atualmente elas estão acentuando a desigualdade. “Nesse processo, os benefícios do crescimento econômico são negados aos que mais precisam deles.”

Isso acontece porque, nos esforços para entregar rendimentos elevados aos mais ricos, as empresas pressionam os trabalhadores e fornecedores. Assim, enquanto os salários dos altos executivos continuam crescendo, os salários de trabalhadores comuns e a receita de fornecedores têm permanecido praticamente inalterados e, e em alguns casos, até diminuído.

Piora a situação o fato de que mudanças na estrutura do mercado de trabalho levaram à perda do poder de barganha dos trabalhadores em negociações coletivas. Segundo o relatório, o diretor executivo da maior empresa de informática da Índia ganha 416 vezes mais que um funcionário médio da mesma empresa. Outro exemplo para ilustrar a pressão sobre a remuneração dos fornecedores: na década de 1980, produtores de cacau ficavam com 18% do valor de uma barra de chocolate — atualmente, ficam com apenas 6%.

MORADOR DE RUA NO RIO DE JANEIRO (FOTO: GETTY IMAGES)

MORADOR DE RUA NO RIO DE JANEIRO (FOTO: GETTY IMAGES)

Além disso, para melhorar a rentabilidade, as empresas muitas vezes evitam pagar impostos, que beneficiariam a todos, especialmente aos mais pobres. “Elas usam paraísos fiscais ou fazem com que os países concorram uns com os outros na oferta de incentivos e isenções fiscais e de alíquotas tributárias mais baixas”.

Dentro das empresas, a Oxfam vê mais uma causa para o agravamento da desigualdade: o empenho em remunerar os acionistas rapidamente. “Cada dólar de lucro passado aos acionistas de empresas é um dólar que poderia ter sido usado para garantir uma remuneração mais alta a produtores ou trabalhadores, pagar mais impostos ou investir em infraestrutura ou inovação”, defende a organização. O lobby ainda tem papel importante nesse cenário, no qual as empresas pressionam governos por redução de impostos e maiores vantagens.

Outro fator que aumenta a desigualdade é a forma como os super-ricos continuam vendo suas fortunas aumentarem. “Os super-ricos têm dinheiro para gastar com as melhores orientações de investimento e a riqueza detida por eles desde 2009 vem crescendo a uma taxa média de 11% por ano”, aponta o relatório.

Ainda nessa linha, a Oxfam afirma que os ricos se beneficiam da evasão fiscal para manter suas forturas. “Muitos dos super-ricos também usam seu poder, influência e relações para influenciar círculos políticos e garantir que as regras os favoreçam. Os bilionários do Brasil fazem lobby para reduzir impostos e, em São Paulo, eles preferem ir de helicóptero para o trabalho, evitando os engarrafamentos e problemas infraestruturais enfrentados nas ruas e avenidas da cidade”.

As mulheres ainda são as mais prejudicadas

O relatório ressalta que há uma grande diferença de gênero que se soma ao abismo de riqueza entre os mais ricos e os mais pobres. As mulheres tendem a se concentrar na metade inferior da distribuição de renda. No mundo, a chance de mulheres participarem do mercado de trabalho remunerado é cerca de 27 pontos porcentuais menor do que a dos homens, em média.

Mais: em empregos formais, é comum que as mulheres recebam salários menores do que os homens. As mulheres ganham de 31% a 75% menos do que os homens devido à lacuna de remuneração e a outras desigualdades econômicas, como a falta de acesso a proteção social, que se acumulam e as deixam em situações bem piores ao longo da vida.

Mesmo em economias avançadas, onde a disparidade de escolaridade de gêneros já foi, em grande parte, eliminada, os homens continuam a ser maioria entre o grupo de alta renda. Na Dinamarca, em 2013, as mulheres representavam apenas 31% do grupo dos 10% com renda mais alta. No mesmo ano, no Canadá, esse porcentual era de 30%; na Nova Zelândia, de 29%; e no Reino Unido, de 28%. Na Itália, em 2014, as mulheres eram 29% do grupo.

“Perdemos o timing para prender Lula”, diz delegado

xx

Delegado federal Maurício Moscardi Grillo admite crise com a Procuradoria e afirma que agentes públicos ‘não devem querer ser heróis’

VEJA – Ullisses Campbell

Coordenador da Operação Lava Jato na Polícia Federal, o delegado Maurício Moscardi Grillo (foto) afirma em entrevista a VEJA que houve um tempo em que os investigadores tinham provas, áudios e indícios que poderiam caracterizar tentativa de obstrução da Justiça por parte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mas hoje, “os elementos que justificariam um pedido de prisão preventiva não são tão evidentes”.

Ele diz também que foi um erro ter levado o petista para depor no Aeroporto de Congonhas porque acabou permitindo a ele passar uma imagem de vítima.

O delegado afirma que a PF ainda não digeriu bem o fato de a corporação ter ficado fora da delação da Odebrecht e que “há uma personificação da parte de alguns procuradores como heróis na força-tarefa”.

E faz um alerta:

Mudanças no comando da PF, como cogita o ministro Alexandre de Moraes (Justiça), podem comprometer o andamento da Lava Jato.

Carros Pipas podem secar barragens da região de Dormentes e moradores pedem providências as autoridades

500bea25bd8-e98c-4a7e-9925-6bce55d6015b

Associações e moradores do município de Dormentes-PE, encaminharam com o apoio do Vereador Jeolandio Coelho, abaixo assinado a várias autoridades da região, pedindo urgentes providencias para que a fiscalização dos carros pipas, contratados pelo Exercito,  seja intensificada o mais rápido possível, diante da grave situação em que se encontram   as barragens da região,  cada dia mais, com menos volume de água.

O documento já chegou às mãos de muita gente que pode ajudar no processo.

Veja o teor  do ´ABAIXO ASSINADO .

ABAIXO ASSINADO

Ao Comandante do 72° BI Tenente Welton Gomes Maia Júnior.

Com cópia para:

Prefeito Municipal de Dormentes

Promotor de Justiça da Comarca de Afrânio/Dormentes, Senhor Bruno de Brito Veiga

Deputado Federal, Excelentíssimo Senhor Gonzaga Patriota

Secretário da Defesa Civil Nacional, Senhor Renato Newton Ramlow

Os Sócios das Associações dos sítios, Pedra Branca, Mudubim, Jardineira, Travessão e outras e os moradores destas regiões abaixo-assinados, brasileiros, residentes e domiciliados no Município de Dormentes-PE, solicitam das autoridades competentes providencias no sentido de intensificar a fiscalização através de GPS e outros meios, pois a capitação da água feita pelos os pipeiros contratados pelo 72° BI, que deveria ser no Rio São Francisco estar sendo feita na maioria das vezes nas barragens aqui do município como: Mudubim, Jardineira, Prensa, Lagoa da Pedra e outras, não somos contra captar água nestas barragens desde que os contratos sejam com esta rota, com isso, com o mesmo recurso atenderá um maior numero de famílias, pois o dinheiro está sendo gasto mais o numero de famílias atendidas é muito baixo, lembramos ainda que o esvaziamento destas barragens dependendo da baixa quantidade de chuvas que poderão cair na região, podem trazer grandes transtornos para os moradores.

Na certeza de termos o pleito atendido, encaminhamos o presente documento com as devidas assinaturas em duas vias.

O documento foi encaminhado as autoridades com centenas de assinaturas e os moradores de Dormentes esperam respostas positivas para o pleito.

Facape abre inscrições para programa de Mobilidade Estudantil

Mobilidade Estudantil

 A Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina – Facape está oferecendo, para estudantes universitários da região, a oportunidade de cursarem disciplinas em cursos de graduação ofertados pela instituição. O projeto de Mobilidade Estudantil permite o intercâmbio acadêmico através de um convênio firmado entre Facape, Univasf, UNEB, UPE e IF Sertão-PE e é válido para estudantes matriculados em uma dessas Instituições de Ensino Superior. As inscrições no programa devem ser realizadas até o dia 23 de janeiro.

Para participar do programa os estudantes precisam estar matriculados nos semestres 2016.2 ou 2017.1 num curso de graduação ofertado por uma das IES que integram o convênio. As inscrições são feitas nas instituições de origem do aluno que vai se candidatar a vaga.

Os pré-requisitos para concorrer são: ter integralizado todas as disciplinas previstas para o 1º e o 2º semestres letivos do seu curso de graduação, não ter participado anteriormente deste programa de mobilidade por três vezes, consecutivas ou alternadas, independente das IES nas quais tenha ocorrido a mobilidade, estar apto a iniciar as atividades acadêmicas da mobilidade no primeiro semestre letivo de 2017 da Facape, e não exceder o limite semestral de carga horária de matrícula em disciplinas, previsto no regimento de sua IES de origem, devendo ser considerada a matrícula na IES de origem e a pretensão de disciplinas a serem cursadas na Facape.

O edital do programa está disponível no link: http://www.facape.br/SiteAssets/Lists/Notcias/NewForm/Edital%20Mobilidade%20-%2002-2017.pdf

Investimento de R$ 5,2 milhões da Codevasf fortalece produção familiar no semiárido baiano

 

32145739471_3f0af8aa05_z 32145739831_493a0c5084_z

Ação vai beneficiar 2 mil agricultores de 45 associações em 14 municípios do Norte da Bahia que convivem com os efeitos da estiagem prolongada

Cerca de 2 mil agricultores familiares da região Norte da Bahia, semiárido do estado, terão sua produção fortalecida em 2017. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) acaba de investir R$ 5,2 milhões em máquinas e implementos agrícolas que vão otimizar e dar mais eficiência aos produtores rurais de 45 associações, o que vai contribuir para o desenvolvimento regional e melhorar a qualidade de vida de famílias que convivem com a estiagem prolongada.

Os recursos que viabilizaram a ação são oriundos do Orçamento Geral da União, destinados à Codevasf por meio de emendas parlamentares. Serão colocados à disposição dos agricultores 45 tratores agrícolas, 16 carretas-tanque, 39 carretas agrícolas, 44 grades aradoras, 35 grades niveladoras, 43 sulcadores leves e 41 roçadeiras hidráulicas.

32145740051_e83ddec172_z

“Vai ajudar demais no arado da terra e no dia-a-dia da nossa comunidade”, comemora Reginaldo da Silva, presidente da Associação Comunitária de Piabas e Adjacências, na área rural de Campo Formoso, que reúne 62 famílias cujos principais cultivos são feijão, maracujá, abacaxi e tomate. “A vinda desse trator irá aumentar nossa produção e, consequentemente, a geração de emprego e renda para toda região”, aposta a agricultora Sebastiana Maria de Oliveira.

O superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, no Submédio São Francisco baiano, Misael Aguilar, destaca que o fortalecimento da produção agrícola familiar em comunidades rurais do semiárido é uma linha de ação da Codevasf que promove a inclusão produtiva e garante a subsistência das famílias num cenário de seca prolongada.

Os produtores rurais que vão ser beneficiados com a ação vivem e produzem nos municípios de Abaré, Campo Alegre de Lourdes, Campo Formoso, Casa Nova, Curaçá, Jacobina, Juazeiro, Miguel Calmon, Morro do Chapéu, Paulo Afonso, Remanso, Santa Brígida, Uauá e Várzea Nova.

AMMPLA realiza processo de vistoria de veículos em Petrolina

veiculos_transporte_escolar_florianopolis_aline_andrade_pmf_divulgacao__grande

Os veículos de transporte complementar, escolar, táxi, mototáxi, de fretamento e de turismo que trafegam em Petrolina, devem passar pelo processo de vistoria 2017 realizado pela Autarquia Municipal de Mobilidade (AMMPLA).

É importante ficar atento, já que os prazos para as vistorias diferem de acordo com o tipo de transporte. A primeira vistoria para os transportes complementares, táxi, fretamento e turismos segue até o dia 15 de abril. A segunda será de 15 de junho a 15 de julho. Já a terceira vai de 15 de outubro até 15 de novembro.

Já os mototaxistas terão até o dia 31 de maio para realizar o processo de vistoria. Para a categoria escolar, o procedimento também é dividido em três etapas: 15 de março, 15 de junho a 15 de julho, e finaliza de 15 de outubro até 15 de novembro.

Os responsáveis pelos veículos devem comparecer à sede da AMMPLA, localizada na Av. da Integração, Caminho do Sol, n° 1202, das 7h às 13h, para pagamento das taxas. Quando estiverem de posse da autorização, podem se dirigir até o Sest/Senat, no bairro KM 2, para fazer as vistorias. Os motoristas que não realizarem o procedimento poderão pagar multas e ter o automóvel apreendido.

Os condutores devem apresentar os seguintes documentos: cópias dos documentos pessoais, comprovante de residência, Certificado de Registro de Veículo (CRV), certidão negativa de antecedentes criminais dos estados da Bahia e Pernambuco, certidão de nada consta da habilitação, e a comprovação dos cursos de especialização. Poderão ser requisitados outros documentos dependendo da categoria do veículo.

Serviço:

Vistoria

Data

Transportes complementares, táxi, fretamento e turismos

Até 15 de abril/ 15 de junho a 15 de julho/ 5 de outubro até 15 de novembro.

Mototaxistas

Até 31 de maio.

Categoria Escolar

15 de março, 15 de junho a 15 de julho, e finaliza de 15 de outubro até 15 de novembro.

———