Comissão aprova Projeto do deputado Adalberto Cavalcanti que combate o uso irregular de assentos reservados no transporte público


xcx

“Acredito que esse projeto vem ressaltar a obrigatoriedade em respeitar esses cidadãos”Disse  o Deputado Adalberto Cavalcanti

A Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) aprovou, em reunião ordinária realizada nesta quarta-feira (26), a proposta que combate o desrespeito a idosos, gestantes e pessoas com necessidades especiais, no transporte público. O Projeto de Lei é de autoria do deputado Adalberto Cavalcanti (PTB).

A norma institui que os motoristas, cobradores e fiscais de linhas de ônibus urbanos e intermunicipais ficam autorizados a intervir nas situações em que os assentos reservados estejam sendo ocupados irregularmente. Caso a solicitação não seja atendida, o responsável deve acionar a Polícia, na delegacia, ou chamar o guarda municipal mais próximo.

“Acredito que esse projeto vem ressaltar a obrigatoriedade em respeitar esses cidadãos, tendo em vista que muitas vezes, os profissionais que operam o sistema de transportes ficam de mãos atadas sem poder intervir, já que nada lhe garante que a Lei será cumprida”, frisou Adalberto Cavalcanti.

Outros dois projetos ligados à acessibilidade, de autoria do parlamentar, já estão tramitando nas Comissões. “Respeito às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida é uma das prioridades de nossa atuação parlamentar”, concluiu Adalberto.

Adereços carnavalescos produzidos por artesãs de Salgueiro estarão à venda no Pólo Bomba


ewewe

Os produtos são resultantes de oficina promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social

Inspiradas pela poesia de frevos e marchinhas e pela ludicidade e colorido típicos do período carnavalesco, 25 mulheres artesãs de Salgueiro, beneficiadas pelo projeto Mãos à Arte, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social – Sedes do município, e sob o direcionamento do designer Wemerson Diaz, preparam-se para venderem os adereços de Carnaval trabalhados na oficina realizada entre os dias 19 e 25 de fevereiro na Casa do Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho – Acessuas.

Criação de formas esculturais e de estruturas com materiais diversos, combinação de cores, padronagem de elementos e utilização de releituras foram algumas das técnicas que integraram o conteúdo da formação que, para a Diretora de Renda e Cidadania da Sedes, Giglyolla Neves de Sá, é uma proposta inovadora de grande potencial empreendedor para o artesanato local.

Tecidos, plumas, penas, arame, papel craft, isopor e pedrarias ganham formas graciosas de um pássaro rondando o ninho, de peixes em um mergulho oceânico ou de um cavalo mágico de contos de fadas.  “Espero que elas usem essas técnicas para criar outros produtos como luminárias, por exemplo, e que esta ação as incentive a pensarem uma marca só para adereços”, explica Wemerson.

Mesmo com o encerramento da capacitação, as artesãs continuarão produzindo os arranjos que estarão à venda nos dias 28 e 1º na Praça Operação Guararapes, das 15:00 a 01:00, no Pólo Bomba. Para a secretária da Sedes, Eliane Alves, o principal diferencial dos adereços é a produção totalmente local, desde a criação à confecção, pelas mãos de mulheres salgueirenses, o que lhes confere originalidade. “Este projeto é um investimento que compensa, tanto pelo produto final quanto pela alegria delas de estarem fazendo”, afirma a secretária.

Para a artesã/empreendedora Marlúcia Leal, a geração de renda é um dos aspectos importantes da iniciativa, mas não é o único: “Trouxe muita coisa. Mais conhecimento(…) mais amizade”, comemora.

sds

O encerramento da oficina de artesanato promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social – Sedes de Salgueiro, por meio do projeto Mãos à Arte, aconteceu no último dia 25 de fevereiro, na Casa do Acessuas

Empreendedorismo – O encerramento da oficina de artesanato promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Social – Sedes de Salgueiro, por meio do projeto Mãos à Arte, aconteceu no último dia 25 de fevereiro, na Casa do Acessuas, e reuniu, além da secretária da Sedes, Eliane Alves, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Eugênio Cruz e o secretário executivo de Fomento ao Empreendedorismo do Estado, João Baltar Freire, que veio a Salgueiro para um encontro com o prefeito Marcones Libório de Sá sobre a integração das ações empeendedoras do Balcão de Desenvolvimento municipal com a Agência de Fomento do Estado de Pernambuco S/A – AGFEP.

A proposta é que seja consolidado um representante local para intermediar a parceria com a AGFEP, que tem, entre seus objetivos, trabalhar em favor do desenvolvimento econômico e social, por meio de financiamentos, estimulando a inovação, a modernização e o aumento da competitividade da micro, pequena e média empresa e produtores urbanos e rurais.

Durante o encerramento, os secretários João Freire e Eliane Alves entregaram os certificados de formação às 25 artesãs.

Supremo absolve do crime de quadrilha Dirceu, Genoíno, Delúbio e mais 5


xzxz

Ao julgar recursos, maioria entendeu que não houve formação de quadrilha. Absolvição não muda outras condenações pelas quais réus cumprem pena.Ministros do STF durante a sessão que votou os embargos infringentes do crime de formação quadrilha (Foto: Nelson Júnior / STF)

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (27), por seis votos a cinco, absolver do crime de formação de quadrilha o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-presidente do PT José Genoino e outros cinco condenados no processo do mensalão do PT, entre eles ex-dirigentes do Banco Rural e o grupo de Marcos Valério.

A decisão foi tomada no julgamento dos recursos chamados “embargos infringentes”, apresentados pelos oito condenados, que o Supremo começou a analisar na semana passada e conclui nesta quinta.

A apreciação dos recursos por formação de quadrilha não altera as condenações dos réus do mensalão pelos demais crimes.

Os seis ministros que votaram pela absolvição (Rosa Weber, Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Teori Zavascki) entenderam que não ficou configurada a quadrilha. Segundo a interpretação desses ministros, apesar de os oito terem cometido crimes conjuntamente, não formaram uma associação criminosa com o objetivo específico de cometer crimes.

Cinco ministros (Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Joaquim Barbosa) defenderam que houve a formação de uma quadrilha para desviar recursos públicos e fraudar empréstimos com a finalidade de pagar propina a parlamentares que apoiassem o governo federal nos primeiros anos da gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Apesar de votar pela manutenção das condenações, Marco Aurélio Mello ressalvou que era necessário reduzir as penas.

Como ficam as penas
Presos em novembro do ano passado por outros crimes dos quais não tinham mais possibilidade de recorrer, os oito condenados não tinham começado a cumprir a punição por formação de quadrilha – à espera do resultado dos recursos.

Se a decisão sobre o recurso não fosse favorável a eles, Dirceu e o ex-tesoureiro do PTDelúbio Soares migrariam para o regime fechado porque as penas aumentariam. Absolvidos pelo crime de quadrilha, permanecem no regime semiaberto, pelo qual é possível pedir para deixar o presídio durante o dia para trabalhar. Delúbio Soares já tem um emprego na Central Única de Trabalhadores (CUT). Dirceu aguarda autorização judicial de trabalho externo.

A situação de José Genoino, ex-presidente do PT, que atualmente se encontra em prisão domiciliar por motivo de saúde, não se alteraria. Qualquer que fosse o resultado do julgamento, ele permaneceria no semiaberto.

Os ex-dirigentes do Banco Rural José Roberto Salgado e Kátia Rabello, o “operador” do mensalão Marcos Valério e os ex-sócios dele Ramon Hollerbach e Cristiano Paz permanecem no regime fechado mesmo com a decisão do Supremo de absolvê-los por formação de quadrilha.

Pela absolvição
Ao votar na manhã desta quinta, Rosa Weber afirmou que mantinha a posição adotada durante o julgamento em 2012, de que os réus cometeram delitos juntos, mas não se associaram com o objetivo específico de cometer crimes, de forma contínua e prolongada. “Eu reconheci que os corréus praticaram juntos delitos. O ponto central da minha divergência é conceitual. Não basta para a configuração desse delito que mais de três pessoas pratiquem delitos. É necessário que esta união se faça para a específica prática de crimes”, disse.

Assim como Barroso, que também não tinha participado do julgamento em 2012, o ministro Teori Zavaski entendeu nesta quinta que as penas fixadas para o delito ficaram muito elevadas e, caso diminuídas para o patamar correto, estariam prescritas.

Para Zavascki e Barroso, os acusados não poderiam mais ser punidos por este crime. Diante disso, os dois ministros decidiram aceitar os recursos dos oito réus para eles ficarem livres da acusação. “A pena-base foi estabelecida com notória exacerbação”, defendeu Zavascki.

Na quarta, o voto de Barroso que já indicava as absolvições, irritou o presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa. Ele afirmou que os crimes cometidos no episódio foram “graves” e criticou o colega, dizendo que o voto foi um “discurso político“.

Os ministros Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli votaram pelas absolvições, mas não apresentaração argumentação ao plenário.

Pela condenação
O ministro Gilmar Mendes defendeu que ficou comprovada a formação de quadrilha no caso do mensalão do PT. “Os autos revelam que houve, sim, uma realidade autônoma, realidade própria fruto dessa espúria aliança”, disse. Mendes também ironizou a posição dos colegas que consideraram a pena muito alta. Ele comparou o caso com o do ex-deputado federal Natan Donadon (sem partido-RO), condenado a 13 anos e 4 meses por formação de quadrilha e peculato. “Se considerarmos os paradigmas, teríamos que dar habeas corpus a Natan Donadon para ser julgado em algum juizado de pequenas causas”, disse.

Marco Aurélio Mello destacou que, quando condenou o grupo por formação de quadrilha, se baseou em provas e elementos concretos apresentados pelo Ministério Público. “Nosso pronunciamento se fez a partir da prova. E da prova a meu ver contundente quanto à existência, não de uma simples coautoria, mas quanto à existência do crime de quadrilha”, disse. Apesar de votar para manter as condenações, ele atendeu parcialmente os pedidos dos condenados para reduzir as penas.

Celso de Mello chamou os oito réus de “meros e ordinários criminosos comuns” e classificou de “leniência” a decisão de absolvê-los por formação de quadrilha.

“Tal organização visceralmente criminosa em seu aparato funcional não pode ser lenientemente qualificada por expressão menor de simples concurso de delinquentes. Tem que se designada como quadrilha composta por pessoas comprometidas ao longo de extenso período de tempo com práticas criminosas, que merecem a repulsa do ordenamento jurídico”, afirmou.

Último a votar na sessão da manhã desta quinta, o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, afirmou que o resultado do julgamento dos recursos em relação aos crimes de formação de quadrilha foi decorrência de uma maioria “formada sob medida” para mudar decisões tomadas no julgamento principal, em 2012.

“Temos uma maioria formada sob medida para lançar por terra o trabalho primoroso levado a cabo por esta Corte no segundo semestre de 2012. Isso que acabamos de assistir. Isso que acabamos de assistir. Inventou-se um recurso regimental totalmente à margem da lei com o objetivo específico de anular a reduzir a nada um trabalho que fora feito. Sinto-me autorizado a alertar a nação brasileira de que esse é apenas o primeiro passo. É uma maioria de circunstância que tem todo tempo a seu favor para continuar sua sanha reformadora”, afirmou Barbosa ao votar.(G1)

Júlio Lóssio já está no exterior e fica admirado com a quantidade de usinas solares que viu na região da Bavária-Alemanha


Usina Solar na região da Bavária(Alemanha). Foto de Júlio Lóssio

Usina Solar na região da Bavária(Alemanha). Foto de Júlio Lóssio

O Prefeito de Petrolina já está na Europa. Chegou a Alemanha, região da Bavária hoje (27) pela manha e seguiu  via  ’Trem de Alta Velocidade’  para a Republica Checa seu primeiro compromisso da viagem.

O Prefeito foi  em busca de novidades tecnológicas, para incrementar a mobilidade urbana em Petrolina. Se deparando com varias novidades e modernidades,   fez referencia a quantidade de usinas solares que viu ao longo da viagem pela região da Bavária. Hoje ao chegar a Republica Tcheca deve cumprir uma agenda de muitas visitas e muitos contatos.

De Francisco Fernandes, ‘Cidadão Petrolinense’: “O Discurso que eu não fiz”


O Discurso que eu não fiz. Artigo de Francisco Fernandes – Radialista e ‘Cidadão Petrolinense”

cxcxcx

“O discurso que eu não fiz tive a grata surpresa de receber no dia 14 de fevereiro de 2014. Dia do aniversário da Rádio do Grande Rio AM e o meu.Treze  anos depois o titulo de cidadão Petrolinense, junto com o povo, uma entrega atípica.”

 Senhoras e Senhores,

Mesmo sendo um profissional da comunicação, que utiliza a palavra como instrumento de trabalho, sou forçado a admitir que me faltam palavras para definir a emoção de receber uma homenagem tão significativa. Não encontro termos que expressem verdadeiramente os sentimentos que brotam do meu coração. Os mais  de 24 anos de radiofonia ainda não me deram a habilidade de usar as palavras para dimensionar a grandeza do meu amor por esta terra, para expressar os meus agradecimentos por tudo o que Petrolina fez e continua fazendo por mim e pelos meus filhos, que também são filhos seus.

A humildade força-me a admitir que a homenagem prestada pela Câmara Municipal, através do inestimável amigo vereador José Batista da Gama, é muito, mas muito além daquilo que julgo merecer. A minha gratidão a Petrolina é infinitamente maior do que a singela homenagem pelo que fiz por esta terra. Sinto-me na obrigação de dar muito mais do que receber. Mesmo sabendo que, ao longo de toda a minha vida, jamais conseguirei oferecer tudo o que Petrolina fez e faz por merecer.

A minha trajetória se confunde com a de tantos outros Franciscos, Josés e Marias que, fungido das tormentas, apostaram em Petrolina, em busca de uma sobrevivência digna. Foi com olhos marejados de lágrimas e muitos sonhos que deixei a pequena Conceição, no sertão paraibano, para fixar-me em Petrolina precisamente em 1979. Estava decidido a nunca mais olhar para trás, não recuar do propósito de tornar Petrolina a minha casa, o lar dos meus filhos. Os tropeços e os descaminhos foram estímulo para consolidar meu desiderato.

Sou profundamente grato a todos os que estenderam a mão, aos que ousaram acreditar da limitada capacidade de um sonhador.Foram tantos que não ousaria nominar, para não correr o risco da omissão. Mas não poderei deixar de expressar um profundo sentimento de gratidão à Emissora Rural, que me deu abrigo, trabalho, oportunidade de crescimento profissional e o carinho de que tanto necessitava. Na Emissora Rural permaneci até 1984. Foi quando recebi o convite para gerenciar a Rádio Grande Serra em Araripina, passando a integrar-me aos quadros do Sistema Grande Rio de  Comunicação.

O ingresso na Rádio Grande Rio possibilitou-me alçar vôos ainda mais altos. Foi onde reencontrei antigos e grandes amigos. Foi onde também encontrei um homem que representa a melhor definição do que é ser amigo e pai. O doutor Geraldo Coelho é uma página importantíssima em minha vida profissional. Deus deu-me a graça de conhecer esse cidadão de grandes virtudes, um dos homens públicos mais conceituados de nossa história. Foi nessa fonte de sabedoria que encontrei a inspiração para amar cada vez mais Petrolina, para abraçar, de corpo e alma, o propósito de fazer da Rádio Grande Rio AM, um grande referencial de comunicação radiofônica para o Nordeste brasileiro.

Sou grato ao meu pai José Laurindo Bezerra (em memória) a minha mãe Terezinha de Souza Bezerra, propulsora dos meus sonhos, luz da minha estrada.

Sou grato a Petrolina por todas essas oportunidades; sou grato pela possibilidade de fazer um rádio sintonizado com as necessidades de nossa gente; sou grato pelo apoio, pelo incentivo, pela confiança que recebi e continuo recebendo; sou grato pelas amizades sinceras que construí; sou grato até pelos descaminhos porque também me ajudaram a seguir adiante; sou grato e verdadeiramente feliz pela esposa que Deus colocou em minha vida, e pelos filhos que geramos com amor.

O meu muito obrigado ao vereador José Batista da Gama, pessoa  que desfruta de minha profunda admiração, pela iniciativa de propor esta homenagem, um agradecimento que dirijo aos demais parlamentares que subscreveram o projeto de decreto-legislativo.

Jamais me esquecerei neste momento propiciado pela Câmara Municipal de Vereadores de Petrolina. Um momento  inesquecível porque ganha um lugar cativo em minha memória e em meu coração.

MUITO OBRIGADO! 

Agencia Municipal do Meio Ambiente(AMMA) de Petrolina, orienta população sobre processo de arborização


Ambientalista Vitório Rodrigues dá as dicas

Ambientalista Vitório Rodrigues(AMMA) presta informações

Você certamente já deve ter ouvido falar que o meio ambiente é responsabilidade de todos. E a frase realmente tem sentido. Mas para que as ações voltadas à natureza e ao desenvolvimento sustentável tenham êxito, é importante que o cidadão tenha acesso a várias informações. É justamente esse papel que cabe à equipe de Educação Ambiental da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA). Cotidianamente, esses técnicos auxiliam à população desde quando o assunto é o plantio de uma árvore até à sua substituição no meio ambiente.

“Temos a missão de orientar o plantio adequado, por exemplo. É importante que as pessoas saibam quais são as espécies mais adequadas para a nossa região, estejam atentas para o espaço que vai ser destinado à planta, saibam como deve ser feito o processo de plantio, adubação, conservação. Tudo isso representa tempo e também investimento. Por isso, sempre que somos acionados fazemos questão de repassar toda a orientação necessária”, frisa o educador ambiental da AMMA, Vitório Rodrigues. “O objetivo  principal é fazer com que o processo de arborização seja efetuado e que problemas que vimos constantemente sejam evitados, como calçadas quebradas, plantas que invadem residências, tubulações, plantas que não resistem ao tempo, dentre outros”, acrescenta.

O ambientalista destaca que espécies nativas são as mais indicadas para o processo de arborização do município, a exemplo de caraibeiras, ipês, angico, aroeira, mulungu, apenas para citar algumas. “Quando são as espécies exóticas, orientamos que sejam espécies que comprovadamente já se deram bem em nossa região. Sugerimos, por exemplo, acácias amarelas, chuva-de-ouro, sombreiro, oitis etc. Mas o importante mesmo é que as pessoas se conscientizem que é um processo demorado, requer muitos cuidados e dedicação. Mas quando dá certo tem um saldo positivo, de valor incalculável para o meio ambiente”, explica Rodrigues.

Processo inverso- Da mesma maneira que o plantio deve ser orientado, assim também deve acontecer com a retirada de uma árvore. Por vários motivos, pessoas solicitam a retirada de plantas de suas áreas de moradia ou trabalho. “Quando chega uma solicitação desse tipo para a AMMA, nós vamos até o local para verificarmos a situação e emitirmos um laudo. Se de fato a planta tiver que ser retirada, a pessoa tem que fazer ou uma substituição ou doar o dobro em mudas para a AMMA, para que outros cidadãos possam adotar. Recomendamos também, que as pessoas não eliminem plantas que estejam localizadas em calçadas, praças, canteiros de avenidas ou qualquer outro espaço público, pois isso poderá implicar em multa que varia de R$ 100 a R$ 1 mil  por planta eliminada ou mutilada, previsto na Lei Federal nº 9.605/98, regulamentada pelo Decreto Federal nº 6.514/08”, explica Vitório Rodrigues.

“É importante que a população fique atenta a essas dicas porque, desta forma, teremos um avanço no processo correto de arborização. Estar atento a essas orientações é ter a certeza de que se está auxiliando o meio ambiente, e consequentemente, a qualidade de vida da população”, pontua o diretor presidente da AMMA, Gleidson Castro.

Quem tiver qualquer dúvida sobre o plantio de árvores, pode acionar a equipe de Educação Ambiental da AMMA, na Rua Tobias Barreto, 279, térreo, centro de Petrolina. O telefone para contato é o 87 3866 2779.

Entidades visitam o novo Comandante do 5º BPM e fortalecem a parceria


cdl e o comando do quinto

O novo comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM), tenente-coronel Ricardo Peres recebeu em seu gabinete, na tarde de ontem (26), as boas vindas dos presidentes do Sindicato do Comércio Varejista de Petrolina (Sindilojas) Joaquim de Castro, da Câmara Dirigentes de Lojistas (CDL) João Ferreira, e o Diretor Executivo do Sindilojas, Josimar Rabelo de Souza.

Na oportunidade assuntos pertinentes ao comércio e a segurança pública em Petrolina também foram abordados.

Bonecos gigantes recebem os foliões 2014 de Belém do São francisco


 

Zé Pereira (1919) e Vitalina (1929), os primeiros bonecos gigantes do Brasil e os principais símbolos do carnaval de Belém do São Francisco, serão os “recepcionistas” dos foliões que escolherem o município sertanejo para curtir o Carnaval 2014.Duas estruturas de aço (foto) que reproduzem com fidelidade o modelo dos ilustres bonecos estão sendo erguidas no trevo de acesso a algumas das mais importantes avenidas e ruas da cidade, em frente a um posto de gasolina, na BR-316, num ponto estratégico, evidente, que fará da presença dos bonecos um marco de expectativas para a folia. Mais: os bonecos irão trazer um sentimento novo ao espírito carnavalesco dos munícipes e dos visitantes, pois representarão mais do que o início das festas, patentearão a relevância de Zé Pereira e Vitalina para o contexto histórico e cultural de Belém do São Francisco. Aliás, os mesmos permanecerão onde estão sendo erigidos mesmo após o carnaval, o que intensificará e perpetuará ainda mais o referido sentimento.

As estruturas têm uma média de 6,80 metros de altura, estando inevitavelmente visíveis para qualquer um que transitar pelas vias de entrada ou saída da cidade – que, diga-se de passagem, já está em festa, visto que já realizou o Baile Municipal, na AABB local, festa tradicional que reuniu, além de muitos foliões, figuras notáveis da mídia e da política estadual.

Situada no interior de Pernambuco, estado famoso e tradicionalíssimo no período carnavalesco, e banhada pelo “Velho Chico”, Belém do São Francisco sempre teve como características no carnaval a animação constante e o título de polo estadual – muito disso incontestavelmente conquistado com a participação sempre contagiante de Zé Pereira e Vitalina, “os primeiros bonecos gigantes do Brasil”. Portanto, toda homenagem a estes tão valiosos e imortais personagens é – e sempre será – digna.
Veja a programação do Carnaval  de Belém do São Francisco

programaçao do carnval de belem do sao francisco

Maconha: 57% dos brasileiros apoiam a liberação para uso medicinal, diz pesquisa


A maconha já esta legalizada no Uruguai, país da América do Sul

A maconha já esta legalizada no Uruguai, país da América do Sul

A legalização da venda de maconha para fins medicinais é defendida por 57% dos brasileiros, segundo levantamento da empresa Expertise. Já o uso recreativo não tem apoio da população: apenas 19% dos entrevistados são favoráveis à liberação total da erva.

O apoio à venda da Cannabis sativa com receita médica acompanha a experiência de 21 estados norte-americanos que regulamentaram, recentemente, o comércio da substância nessas condições. Médicos defendem que a droga pode aliviar sintomas de diversas doenças, como Aids, câncer e esclerose múltipla.

Segundo a pesquisa, não existe mais o temor popular de que experimentar maconha uma vez condena o usuário ao vício. Entre os que responderam ao questionário, 26% disseram ter usado a erva pelo menos uma vez na vida, dos quais 83% não fumam mais. Apenas 4% deles – 1% do total – disse fazer uso diário da droga.

Há duas semanas, o Senado começou a discutir uma proposta de legalização total do consumo da maconha. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), relator da proposta, disse não ter “simpatia” nem “preconceito” a respeito da legalização, mas afirma que o Congresso não pode se negar a discutir o tema.

O levantamento da Expertise teve resultado mais liberal do que o apresentado por uma pesquisa do Datafolha em 2013, sobre o perfil ideológico da população, em que 83% avaliaram que o uso de drogas deve ser proibido, pois “prejudica toda a sociedade”.

Univasf encontra-se com três concursos abertos


 

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) está com três editais de concursos abertos. Dois deles são para contratação temporária de professores, um com 06 e outro com 18 oportunidades. O terceiro é voltado para a área administrativa, com 47 oportunidades. No total, são 71 chances de ingressar no funcionalismo público. Vários campi serão contemplados com as novas nomeações, como os das cidades de Petrolina (PE), Juazeiro (BA) e São Raimundo Nonato (PI).

Saiba Mais

Univasf I
Vagas: 47
Cargos: vários
Níveis: médio e superior
Salários: de R$1.942,75 a R$3.230,88
Inscrição: até 06/03
Taxas: R$50 e R$70
Prova: 13/04
Mais informações: www.advise.net.br

Univasf II
Vagas: 06
Cargo: professor
Níveis: superior
Salários: de R$ 2.066,93 a R$ 8.049,77
Inscrição: até 14/03/2014
Taxas: R$80 e R$120
Prova:08/04/2014
Mais informações: www.concurso.univasf.edu.br

Univasf III
Vagas:18
Cargos:professor
Níveis:superior
Salários: de R$ 5.466,55 até R$ 8.049,77
Inscrição: 28/02/2014 (prorrogado)
Taxas: R$80, R$ 112 e R$180
Mais informações: www.concurso.univasf.edu.br

Vereadores votam veto do Prefeito na sessão desta quinta feira(27)


camara de vereadores de petrolina-3

A Câmara de Vereadores de Petrolina volta a se reunir ordinariamente nesta quinta(27) para tratar de vários assuntos. Entre eles, está na pauta, o veto do Prefeito Júlio Lóssio ao projeto de lei complementar de número 003/2013:

1-Veto Parcial nº 314/2013 – referente ao projeto de lei complementar nº 003/2013 – Que institui o novo Código Tributário do Município de Petrolina, e dá outras providências – Autor: Poder Executivo – Parecer da Comissão de Justiça e Redação – votação única – conforme disposto no parágrafo 4º do artigo 46, da Lei Orgânica Municipal, o veto só poderá ser rejeitado pela maioria absoluta dos vereadores.

Várias discussões sobre o veto deverão ser travadas na sessão desta quinta-feira. O resultado você acompanhar mais tarde aqui no blog.

Policiais militares viram ‘robocops’ para conter violência em protestos


policial-robocop

Se alguém se deparar com um “Robocop” por aí nos próximos dias, não se trata de um folião fantasiado para o carnaval, mas de um policial do Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos (BPGE). A parafernália que PMs vão usar para se proteger em manifestações pesa dez quilos. O Equipamento de Proteção Individual (EPI) foi comprado para a Copa do Mundo, mas já está pronto para ser usado em protestos em que houver violência, como a praticada por black blocs. Os policiais terão um capacete que resiste à penetração de objetos pontiagudos, um colete que protege as costas, o tórax e os ombros, além de caneleiras que envolvem ainda os joelhos e os pés. Tudo feito de um material plástico super-resistente, mas não à prova de balas.

Ator confundido com assaltante denuncia péssimas condições na cadeia onde ficou


O ator Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, deixa a Casa de Detenção Patrícia
O ator Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, deixa a Casa de Detenção Patrícia

Foram 16 dias preso sem ter cometido crime nenhum até que o ator e vendedor de uma loja de roupas Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, pudesse voltar para o apartamento onde mora, no Méier. Na tarde desta quarta-feira, magro e com a cabeça raspada, recebeu longos abraços de amigos, parentes e vizinhos, que invariavelmente não continham o choro ao vê-lo de volta. Numa entrevista coletiva improvisada no playground do prédio, o jovem relatou condições desumanas na cadeia onde ficou, disse que foi detido sem qualquer chance de defesa, mas não condenou a mulher que o acusou erradamente de ter roubado sua bolsa. Em momento algum, esboçou ódio no olhar. Emocionado, o amigo de infância Vinícius Melich, de 25 anos, definiu o xará Romão com uma frase: “Cara, ele é um exemplo!”. E explicou:

— Você viu a serenidade com que ele falou, mesmo depois de tudo por que passou? Eu, que sou só um amigo, estou muito mais revoltado.

Apesar da injustiça e da privação passada nos últimos dias, a principal preocupação de Vinícius Romão de Souza nesta quarta-feira parecia ser agradecer. Fez questão de destacar o apoio de amigos e da imprensa no caso. Contou que o momento mais tenso por que passou foi quando foi detido pelo policial civil, acompanhado da mulher que o acusou de ter roubado a bolsa. O vendedor estava voltando para casa depois de um dia de trabalho na loja de roupas.

— A hora mais difícil foi a da abordagem do policial porque ele apontou a arma, fiquei com medo que atirasse em mim. Ele falou para eu ficar calado e colocar a mão na cabeça. Disse que ele estava pegando o cara errado, mas não teve jeito. Na delegacia, nem fui ouvido. Já fui levado para uma cela e só pude ligar para o meu pai um dia após a prisão — lembra Vinícius, que preferiu não adiantar se entrará com uma ação contra o Estado.

Na Cadeia Pública Patrícia Aciolli, o ator dividiu uma cela com outros 14 homens, basicamente acusados de tráfico de drogas e de agressão a mulheres. Havia apenas três beliches, sem colchão, o que fez com que Vinícius dormisse no chão, em cima de um papelão:

— Quando a gente chega na prisão, cortam o nosso cabelo, e colocam um uniforme na gente com a inscrição da Secretaria de Administração Penitenciária e a palavra “ressocialização”. Mas não vejo como as pessoas podem sair de lá melhores do que entraram. Não havia nada para fazer. Improvisamos até jogos de dominó e damas com papel para que a gente pudesse se distrair e passar o tempo.

A água para beber Vinícius contou que, na maior parte do tempo, era aquela que eles guardavam dos banhos rápidos a que tinham direito:

— Uma lição boa que tiro de tudo isso é aproveitar cada minuto, cada coisa simples da vida como abrir a geladeira e beber um copo d´água.

Por pelo menos três vezes durante a coletiva, o vendedor foi perguntado por repórteres sobre ter sido vítima de racismo. Titubeou, mesmo quando a questão se referia especificamente à mulher que o acusou e ao policial que o prendeu. Preferiu falar de sua experiência de vida anterior:

— Racismo existe. Mas o que posso dizer é que todos os meus amigos que estão aqui nunca colocaram um apelido em mim, nada. Sempre estudei em colégio particular e todos me respeitaram, sempre me dei ao respeito também. Dos 17 vendedores temporários que havia na loja de roupas onde eu trabalho, eu era o único negro. E só eu fui contratado. Meu chefe me diz que sou muito competente.

O carinho dos mais próximos foi visto não só nos abraços como nos cartazes recheados de palavras de amor. Para os jornalistas, o vendedor fez questão de dizer que há “outros Vinícius” na prisão que precisam receber um tratamento mais digno. O amigo Vinícius Melich foi um pouco além:

— Se houvesse mais gente como o Vinícius por aí, com certeza teríamos um mundo bem melhor.

Veja as vagas de emprego da Agência do Trabalho para esta quinta-feira (27)


 emprego-6

1

Açougueiro

2384406

************

6 meses CTPS

1

Armador de ferragens na construção civil

2434030

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses não CTPS

1

Auxiliar de coordenador escolar

2438452

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses não CTPS

1

Balconista de crediário

2408509

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses não CTPS

1

Carpinteiro

2433884

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses  CTPS

1

Chefe de serviço de limpeza

2390587

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses CTPS

1

Cobrador externo

2406678

ENS. MEDIO COMPLETO

3 meses  CTPS

25

CONSULTOR DE VENDAS

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses não CTPS

1

ENCARREGADO DEPARTAMENTO DE PESSOAL

2439999

SUPERIOR INCOMPLETO

ADMINISTRACAO/ CONTABEIS

2º Período

6 meses  CTPS

1

Mecânico de manutenção de tratores 2418035

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses CTPS

1

Operador de caixa

2399026

ENS. MEDIO COMPLETO

 

1

Padeiro

2413188

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses CTPS

4

Pedreiro

2431486

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses  CTPS

10

Pedreiro

2430143

FUNDAMENTAL INCOMPL

6 meses não CTPS

5

Servente (construção civil)

2431588

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses  CTPS

1

Técnico de operações de telecomunicações

2434991

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses não CTPS

1

Técnico em manutenção de equipamentos de informática

2415424

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses  CTPS

1

Tratorista agrícola

2425648

FUNDAMENTAL COMPLETO

6 meses  CTPS

1

Vendedor pracista

2428707

ENS. MEDIO COMPLETO

6 meses não CTPS

Agência do Trabalho fica localizada no Centro de Convenções, aberta das 7h.30 as 17.h30

Petrolina terá passagem de ônibus mais barata aos domingos


viva petrolina

O prefeito Julio Lossio assinou um decreto que determina a redução das passagens de ônibus aos domingos. De acordo com o decreto 21/2014, o valor da passagem passará de R$ 2,35 para R$ 1,50.

A redução não vale para as linhas dos perímetros irrigados e distritos. Apenas os ônibus que circulam na área urbana de Petrolina terão o benefício.

A medida só é válida para as passagens pagas com o cartão BIP e entra em vigor a partir de 16 de março. Os estudantes, que hoje pagam R$ 1,17 por passagem, continuarão pagando o mesmo valor.